**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Poesia e Luz

Quando de repente exausta
Resolvo tudo abandonar
Eis que surge um luz opaca
Absorvo-a em meu ser
E pela alquimia do amor a transformo
Lápis e papel à mão
Brilho forte, de luz radiante
Metamorfose de sensações
Irradiante brilho a rondar-me
Transparência de sentimentos
Enfim, abrando meus tormentos
E a poesia se faz singela
Abrindo portas trancadas
Percorrendo longas estradas
A poesia é luz.

Luciana Silveira 

[...]

 Ninguém tem força
para combater
o nosso amor,
mais vivo,
puro e sólido!

Ninguém tem força
para me boicotar,
para destruir
a minha imagem,
que vai para além
de vontades,
convulsões
ou perturbações!

Ninguém tem força
para mudar
a minha forma de viver;
límpida
e bem espelhada
na água da Vida!

Ninguém tem força
para me afastar
do meu caminho:
eu o decidi
e eu o farei!

Ninguém tem força
para de amor falar,
sem o praticar!

Eu
com serenidade,
confio
que o amor vencerá
com a Luz
nas minhas palavras!

José Manuel Brazão


Nem imaginas o quão agradável e gratificante vir até aqui e saborear estes duetos, cheios de emoções e vida plena.
parabéns aos dois.
Eduarda

SolBarreto disse...
Outra linda parceria!
Me encantou os versos de luta, de garra, de coragem e acima de tudo de esperança!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.