**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Lágrima

Como posso não chorar ao ver tanto amor e saber que não é pra mim?
Como posso não sofrer sabendo que de você isso nunca vou ter?!
Sorte triste essa minha
Me obriga viver tudo pela metade
De que vale o desejo, afinal?
Premiação ou consolo?
Dói, como dói...
arregaça a alma, estilhaça o coração...
Dor triste que o prazer finge que engana e o ego finge que basta
coração é criança que a gente não enrola,
Que teima, que chama, que pede...que chora!
Afinal quem disse que não há rima numa lágrima sentida ou numa poesia sofrida?


Anna Carvalho
em participação especial


[.....]


Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por seres generosa,
uma pedra preciosa
a decorar o meu coração!


Quando penso 
e penso em ti,
vem o sonho duma paixão,
sonhada, mas por viver!


Quando penso 
e penso em ti,
vem a lágrima, 
lágrima teimosa, 
por ver
não estares ao pé de mim!


Apenas sonho
e vem a lágrima…


José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=lE5ZQzt83Lk&feature=related

* A Poeta Anna Carvalho acompanhou-me com a sua inspiração brilhante em dupla no meu poema mais lido "Lágrima".*

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.