**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Novo amanhecer


Este amor
sem limites e tempo,
vibra intensamente
em nossos corações,
vivem próximos:
não passam um sem o outro!

Um amor vestido de saudade,
por cada momento
que se afastam…

O nosso amanhecer é radioso,
nasceu dentro de ti
e passei a vivê-lo!

O anoitecer não o vejo,
esqueci-o!

Nosso amor está vivo,
com o amanhecer,
após outro amanhecer…
… e assim será…
até sempre!

José Manuel Brazão

Esqueço-me de mim!

Quando penso em ti,
perco-me no tempo
e esqueço-me de mim!

És tudo na minha vida,
sem ti, fica um vazio,
a mente adormecida!

És o meu destino,
o meu anjo,a sombra
que me acompanha na vida
que quero de alegria,
libertando-me da tristeza.

Espero-te a qualquer tempo,
porque de ti não esqueço!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Sou quem sou!

Sou
o que a vida me permitiu,
sou
o que na vida me sorriu,
me entristeceu,
me enlutou…

Sou
um amigo da paz,
da tolerância
e do Amor…

Sou
um amigo fiel,
sempre ao lado
dos fracos,
dos aflitos,
dos carentes.

Sou
um homem
que defende
a dignidade,
a honra
e a verdade!

Sou
o que outros pensarem,
mas, sou quem sou!

José Manuel Brazão

Por amor...

Por amor,
por tanto amor,
perco-me na Vida,
não sei quem sou,
não sei já
o que faço!

Por amor

dou-me todo:
sofro,
choro,
peço perdão,
Perdoo
e esqueço o mal!

Por amor

vivo e respiro
quem amo,
como nunca amei!

Destino?


Sim, destino intenso,

com pedras no caminho,
mas o amor
é assim:
não aparece
como um presente!

Conquista-se…!


José Manuel Brazão


quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

A quem um dia se teve amor

Da janela da minha Vida
olho esse mar da ilusão,
de ondas e maresia de amor,
que me lembram
esses momentos de fervor
de amor intenso
ora sonhado
ora vivido
e agora sofrido,
deixando dor
a quem um dia
se teve amor...

... hoje olhamos
as nossas imagens,
sentimos o cheiro
desse amor
e da saudade por inteiro
em nossas almas!

José Manuel Brazão

O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...

Lamento da Poesia


Tão perto já estivemos,
mas vejo-te distante,
não sei,
mas sinto!

Dou-te
o amor que posso,
e apenas
que sejas generosa,
que me acompanhes
nesta vida ruinosa,
em que o ar que respiro
é o que me resta!

Apenas
que compreendas
um homem de amor,
que te vê
para além do desejo
e do prazer!

Mas
vejo-te distante …

O poeta
não abandonou a poesia,
mas a tua inspiração
anda alheia,
sem motivação...

José Manuel Brazão

A vida que te corre nas veias

Vieste ao meu encontro
buscando em mim
a vida que agora
te corre nas veias!

Fiz sentir-te  Mulher
mesmo que tão distante
e viveres momentos lindos,
 que te proporcionam
amar e ser amada
despertando em ti,
escrever o amor
com a voz do teu coração!

Olhaste a Vida
e sentiste que ela era mais
do que viveste até hoje!

E sem saires de ti
segues a vida
com determinação;
a vida que agora
te corre nas veias!

José Manuel Brazão

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

O Sol que procurava...


Conheço-te
e admiro-te,
mas não te vejo,
vai tanto tempo!
Imagino a tua sensibilidade
e a tua sensualidade,
usadas nas palavras.

Usa o poder criativo,
o poder da palavra!
Sê mensageira:
da paz e da harmonia.

Ficarás bem contigo
e terás sempre este amigo:
companheiro na luta,
na conquista dum mundo diferente.

Será utopia?
Talvez!
Sonhar é viver.
Vivamos com esperança
até morrer!

Conta comigo,
sempre!
Meu sol que procurava …

José Manuel Brazão

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Confiança

Palavra que perdeu brilho
neste mundo do avesso
mas eu seguindo o meu caminho
pelo meu trilho
teimarei na confiança,
pela minha vida 
de livro aberto ao Mundo
em que nada escondo,
tudo demonstro
e repudio a mentira,
a falsidade
e a deslealdade!

Confiança é um bem
entre as pessoas
e sua convivência!

Quando não se confia
mais vale esquecer,
porque é tempo perdido!



José Manuel Brazão

Sinto a tua voz


Sinto a tua voz
das palavras escritas,
com a nostalgia
da nossa saudade!

Cada dia
parece interminável,
ansiando por te ver,
por te sentir,
por te beijar!

Cada vez
o nosso amor
é mais forte
e mais sólido,
dando-nos
um amanhã
com momentos
de paz
e de harmonia!

José Manuel Brazão

Estive tão perto do teu abraço

Estivemos tão perto
desse encontro, do teu abraço,
na entrega, na luta
dum amor sem igual!

O distante fez-se próximo
num querer e sentir,
o cheiro intenso e profundo,
o calor dos nossos corpos,
na delícia do prazer
sem limites ou tempo.
Fomos donos do nosso tempo!



José Manuel Brazão

domingo, 26 de janeiro de 2014

Amar-te-ei para sempre!

Um amor assim,
vivido
e alimentado por mim,

de quem ama com alma!

Um amor
no tempo em silêncio,
na memória do tempo,
com lágrimas
guardadas na alma
e outras
escondidas na sombra da Lua!

No resto do meu caminho,
até final desta vivência,
amar-te-ei para sempre!

José Manuel Brazão

sábado, 25 de janeiro de 2014

Um sorriso para ti

É tão simples saber
como aliviar
o nosso corpo e alma
e transformar a nossa vida;
basta alguém
ter amor no  coração
e enviar um sorriso
com convicção!

José Manuel Brazão

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.
Martin Luther King

A Lua no seu esplendor

Este amor vivido
nas costas da Lua,
muito sofrido
e num silêncio
que só nós sabemos
e compreendemos!

Ninguém nos roubará
a cumplicidade, a paixão vivida
de um amor sem igual!

Dias angustiantes
pela saudade sentida,
noites delirantes
pelo reencontro
destes amantes,
que a Vida os encaminhou
para este grande amor,
perturbante, mas consolador…

José Manuel Brazão 

Vento da minha Terra

Todas as manhãs
o vento da minha terra
vai ao teu encontro
e junto ao mar da tua cidade,
esperas que toque teu corpo
ardente, saudoso,
desejoso,
acariciando tua pele,
passando pelos teus lábios
e de tua boca
roubando teus beijos
e já com saudades
amanhã aguardas ansiosa
novos ventos da minha terra;
voltarei sempre!

José Manuel Brazão







sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Mensageira do amor

Teu coração pulsa
como coração poeta
com sangue que corre
por tuas veias
e nas tuas mãos
provoca
sensibilidade apurada
e inspiração divina!

Teus textos
de palavras puras
 de sol sorridente
e de lua no seu esplendor
exalando amor
que a todos encanta
e em mim repousa,
que te amo!



José Manuel Brazão

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Estarei olhando para ti!

Jamais me cansarei
de olhar para ti,
pelos teus olhos lindos,
que me levam à tua alma,
luzindo para mim
o encanto das tuas palavras
reflectidas em poemas de amor,
em gestos sublimes
e jamais me cansarei
daquilo que a vida nos deu;
harmonia e amor
por este eterno em nós!

José Manuel Brazão

Sinto saudades do futuro!


Saudades
palavra tão intensa,
que viveu sempre comigo,
quer por um amigo,
quer pela família imensa.
Saudades
da vida que escolhi
e nem sempre vivi ...

Saudades
da vida com alegria
que vivia.
Saudades
do amor ao próximo,
da tolerância,
da humildade,
do perdão.
Batendo o meu coração,
como um homem de Fé,
sinto saudades da Esperança,
sinto saudades do Futuro ...

José Manuel Brazão

Teu corpo e tua alma

Brilha o Sol
e sorri a Lua,
quando ele parte
e ela chega,
entre um por-do-sol
e o nascer dum luar,
nossos corpos
se juntam e ficam
num só corpo
com almas gemeas!

Assim é o nosso amor,
com os momentos de prazer
e o prazer de vivermos
nesta Vida
uma constante paixão
e um amor sem limites!

José Manuel Brazão








quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

O companheiro



Vi junto à janela,
uma mulher só:
bonita e esbelta!
Junto de si,
uma taça de vinho,
que lhe fazia companhia!
A taça elevava
e os lábios molhava;
juntava de novo
os lábios que seduziam!
Olhava em redor e sorria.
Todos viam o gesto,
gesto sensual,
destes lábios sensuais.
Notei
que os olhos brilhavam,
tal como os lábios;
e aumentava a sua beleza.
Porque seria o vinho,
a sua companhia?
Para uns:
alivia a tristeza!
Para outros:
aumenta a alegria.
Coisas da mãe natureza:
a vinha e o vinho!

José Manuel Brazão

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Esperança em ti


Não estou capaz de sonhar,
mas de viver o que desejo
nesta Vida de instantes
que me preocupam,
com esperança em ti!

Nem sempre o Sol brilha,
nem sempre a Lua sorri,
mas caminharemos
se necessário voaremos
nas asas do amor,
do nosso amor
e por aí
vamos à descoberta
do que desejamos
e ansiamos!

Um futuro
de fraternidade,
solidariedade
e enfim,
amor
amor sem fim!
Assim queremos
e conquistaremos!
Vivo na esperança
em ti, por nós!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Nossas asas!

Voamos
por esses céus sem fim,
passeando o nosso amor
sem destino...

Voamos
com a alegria que vivemos
por tu seres minha
e eu ser teu!

Voamos
com estas asas
feitas de amor,
que exalarão
o que vai em nosso coração!

Tu sorris
a felicidade conquistada
e eu
guardo em mim
mais um anjo do amor!

José Manuel Brazão

domingo, 19 de janeiro de 2014

Aguardo o teu sorriso!

Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!

Conhecemo-nos
tão bem,
como se vivêssemos,
juntos
cada instante da vida!

Distante
vivo as tuas amarguras,
os teus dilemas,
o querer e não poder,
que por vezes
penso :
estamos tão próximos!

O meu coração
embriaga-se de paixão,
de amor;
visto-te rosas vermelhas.
Olho o teu corpo,
fascino-me
com esse jardim,
delicio-me
com as pétalas de amor,
cheiro
o aroma que vem do teu corpo!

São os meus pensamentos,
distante de ti!
Estou cansado de sonhar,
mas vivo para te amar!

Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!

Aguardo o teu sorriso!

José Manuel Brazão

Esperando por mim...

És a mulher
que me compreende,
tolera, serena
e pacifica minha alma!
No teu canto do silêncio,
preocupas-te comigo,
confortando
os meus anseios,
os meus desejos
de amar
de te amar,
mas por vezes perdidos
e agora reencontrados!
És a mulher
que me perdoa,
o desencontro com a vida,
seduzido por paixões
umas vezes levianas,
de puro prazer
e nada mais!
És a mulher
enfim;
que me deseja
no teu canto do silêncio,
vagueando pelo passado,
tão recente,
que eu ia perdendo,
se não fosses um anjo,
o anjo que um dia
me apareceu
em nome da Paz
e ficou pacientemente
Esperando por mim!
De braços alongados,
envolveste meu corpo
e disseste:
Sou eu
o amor da tua vida,
confiante
e esperando por ti!

José Manuel Brazão

Nosso templo do amor


Pensar em ti
é voar por aí.
Libertar a tristeza
conquistar a alegria,
não me sentir só!

Pensar em ti
é sonhar
com a mulher cautelosa,
sensível, gentil,
generosa,
muito subtil!

Pensar em ti,
é amar
a mulher generosa,
por um amor crescente
em nosso templo de amor!



José Manuel Brazão

sábado, 18 de janeiro de 2014

Ventos do nosso amor

Vejo a tua imagem
sempre em mim;
penso e escrevo
o amor que me envolve
as nossas vidas
e te envio
por esse vento amigo
minhas palavras
em poemas
que atravessam este mar imenso
e chegam a ti
pousando em teu colo.

Abraças e beijas
cada uma delas,
acaricias
como se fosse meu  corpo!

Olhas o horizonte,
fixas o mar,
esperas pelo vento
que me trará
teus pensamentos
de paixão e amor,
que guardavas em teu coração!

E este vento amigo
de mim tudo levou
e de ti trouxe a esperança
de sermos felizes
no resto dos nossos caminhos!



José Manuel Brazão

Quando tudo realmente existe!

Quando tudo realmente existe,
parecemos sonhar,
mas existem
esses momentos felizes,
indescritíveis para nós,
mas apenas nossos olhos alcançam
e jamais esqueceremos,
que sentimentos tão nobres,
como o amor, o respeito,
a humildade e a gratidão
se afastem de nós
e assim continuaremos
com convicção
a estrada da vida
-essa realmente existe-
da nossa vida!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

O pássaro e a flor

Logo pela manhã
o pássaro
voava por esse céu
ao encontro do amor!

A flor
todos os dias
esperava por aquele momento
de encantar com o seu aroma!

E quando se dava o encontro
ele com melodias de canto
e ela abria suas pétalas de amor
para um abraço de ternura!

Assim vive a natureza
doando cânticos de amor!

José Manuel Brazão

Folha do pensamento


Na tua mão
uma folha de árvore;
sentas-te à sua sombra.

Acaricias a folha,
fixas o teu olhar,
corres a vida:
sorris, choras.

Com coisas belas
e sonhos perdidos
nessa corrida pela vida.

Olhas para diante
e vês a sombra de alguém,
mas quem?

Daquele
que segue o teu caminho,
que te avisa e aconselha,
daquele
que não te quer sem destino:
onde estou, para onde vou…

A estrada em que estamos,
leva-te à que procuramos:
a estrada da Vida …
Sorris para mim,
beijas a folha e partes …

José Manuel Brazão

Os dias passam...


Os dias passam
eu me iludo
por acreditar,
eu me desiludo
por ter acreditado!

Eu me entristeço;
mas logo me alegro,
porque
vale a pena acreditar
naqueles que tudo dão
para nada receberem!

Naqueles que são leais
a mim e aos seus ideais!

Vale a pena viver
com aqueles
que dão a mão
para usarem a força da razão
em vez da razão da força!

Os dias vão passando
e eu amando a Vida!

José Manuel Brazão

Os sonhos que tens...


Os sonhos
que te fazem viver,
acreditar,
ter fé e esperança
num novo amanhecer,
mas que te desiludem,
quando abres os olhos
e não queres acordar!

Vive sonhando
para te alimentar a alma,
sempre atenta
Ao mundo que te rodeia,
que não é o que desejavas,
como mensageira de amor,
mas chega-te a nós
e seremos muitos
para isolar os nocivos
e a proteger
a bondade,
a generosidade,
a solidariedade,
tudo isto apenas
com a nossa sensibilidade
que está sempre em nós!

José Manuel Brazão


"Os sonhos são ilustrações... do livro que sua alma está escrevendo sobre você." (Marsha Norman)

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Deixa que o o tempo seja tempo

Sei muito bem pela Vida que já vivi  como são as hesitações, as indecisões, o medo de avançar e quando isso acontece não é o momento certo!
Convivo com a serenidade possível, teflicto bastante e agarro-me à Fé e Esperança deixando-me levar pelo tempo até aparecer esse momento certo.

Deixa que o tempo seja Tempo
Deixa sim
que o tempo seja tempo
de nos encontrarmos
pelas hesitações,
e indecisões!

Deixa sim
que o tempo seja tempo
para entendermos
os nossos sonhos
o nosso alvorecer,
os mistérios da Vida!



José Manuel Brazão