**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

domingo, 28 de maio de 2017

Reflexo de luz

És um reflexo de Luz,
vindo do Céu para a Terra!
És a continuidade da beleza,
que me paira na memória.

Ela onde chegava,
parecia Sol.
Luz,
muita Luz!
Contigo acontece o mesmo …

Luz,
Muita Luz.
Continuidade?
Assim seja …

A tua sinceridade,
a humildade
e a sensatez,
aprendeste com Ela,
sem dares por isso.

É um mistério,
que começas a entender:
a Vida!
O teu caminho na Vida!

O esplendor em Ambas será:
Amor,
muito Amor!
A voz do coração a dizer:
palavras de amor, de compaixão
e de tolerância!
Olhas para o Céu
e procuras essa Luz.

Ela não se vê!
É um reflexo…



José Manuel Brazão

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Palavras sorrindo...



Quando te leio
ou ouço,
sinto
as palavras sorrindo!

Palavras envoltas
em generosidade,
que só tu sabes…

Conforto-me
com a tua imagem,
sempre atenta
no meu bem estar!

Nada pedimos,
apenas
laços de amor
nesta felicidade,
vestida de amizade,
neste caminho
de encanto,
muito encanto!

Palavras,
palavras sorrindo
e sentimo-las…

José Manuel Brazão

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Menina do mar

Vens do mar,
desse mar imenso,
que nos distancia,
mas nos aproxima
em cada dia!

Quando nos vimos
em poucas palavras
nos sentimos
com carinho,
afecto,fraternidade;
uma doce felicidade!

Te vi como um anjo,
mas vieste do mar
e serás a menina do mar
nesta onda de amor,
 navegarás no meu corpo!



José Manuel Brazão

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Um coração solitário

Amo-te
solitário no meu viver!
Não importa se me amas,
se ainda me amas!

Amor
trás sofrimento,
não lamento.

Apenas relembro
para matar a saudade
da minha entrega
sem nada te pedir!

Apenas
sereno a alma,
de dar tudo
que existia em mim!

Paixão,
compreensão!

Que restou:
um corpo com
as marcas do amor
que levarão tempo
para desvanecerem…

O que ficará…
Um amor,
um grande amor,
que se tornou
num coração solitário!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Para além do meu viver





És o colo da minha vida
onde repouso meus dilemas,
em que confortas meus impulsos,
com afectos e carinhos
como só tu sabes dar
na tua entrega à Vida e a mim!

Em teu corpo sinto o abrigo
que preciso desse coração amigo.
o lar amado que desejo
para além do meu viver!

José Manuel Brazão




quarta-feira, 10 de maio de 2017

Vidas que se cruzam

Vidas que se cruzam,
vindas pelo destino,
em que dois corpos
se unem numa vida comum!

E  aqui neste plano terreno
convivem, corrigem ,
ajudam e aprendem,
que para além dos corpos
existe um amor inacabado
se não houver fusão de suas almas!

José Manuel Brazão

domingo, 7 de maio de 2017

DIA DA MÃE em Portugal

Ivone, Mãe querida

Desde que partiste,
minha Mãe,
Ivone, Mãe querida
raro é o dia:
que não te pressinta,
não te sinta,
que não te recorde,
que não te tenha presente.
Para outros
estás ausente!

Quanto mais tempo passa,
mais recorro a ti
meu anjo da guarda
de todos os dias
da minha Vida!

Deste muito amor
e pouco recebeste!

Serás recompensada,
muito iluminada,
minha Mãe,

Ivone, Mãe querida
de todos os dias…


MÃE, apenas por um véu!

Vi-te
e não acreditei!

Apelei
para me falares!
Apareceste
através das palavras!

Dissemos
um ao outro,
como caloroso
e carinhoso
é o nosso amor!

Dissemos adeus
Separados
Mãe,
apenas por um véu…


Mãe, preciso tanto de ti!

Há tanto tempo,
que te vi partir
e naquele momento
dissemos adeus
com um “até sempre”!

Há tanto tempo,
que a espera
do “até sempre”
tarda!

Aflita
para que nada aconteça!
Feliz
pelo bom que me apareça!

Há tanto tempo
e os anos passam;

Mãe,
preciso tanto de ti!

José Manuel Brazão





sábado, 6 de maio de 2017

Flor do meu poema

Todos os dias te contemplo
em minhas mãos, te acaricio
como a flor do meu poema
uma flor mulher
que invade minha alma e instintos,
e vejo despida em poema!

Sinto o teu desejo
reflectido em meus versos,
pulsando esse coração
entre as tuas pétalas,
pétalas de amor,
que deixa o poeta em dor
por sentir o teu aroma
e não sentir o teu corpo...
apenas a essência...

José Manuel Brazão

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Vestes o silêncio e amas...

Nasceu este amor
como gratidão ao Sol!

Iluminou nossas almas
que andavam desavindas.

Cresceu este amor,
entre lágrimas e sorrisos.
Dei-me todo a esta paixão,
que não pára
neste palpitante coração!

Choras, porque o desejas,
mas …
Vestes o silêncio
e amas …

Guardas para ti
este amor,
esta loucura,
esta paixão...

... e a tua alma
está sempre em mim!

José Manuel Brazão