**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014




terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Pela noite um novo amanhecer!

Pela noite vem a magia,
o silêncio, a reflexão!

Vem a a Lua,
com a paixão
e o amor!

Vem a nostalgia,
com a tristeza
e o choro!

Vem o sonho
de ideais, ambições,
lutas:
conquista ou derrota,
mas com a esperança
que o amanhecer
traga a alegria
de um novo dia,
que faça esquecer,
aquele choro…!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Tu és a raiz do meu amor


Uma vida que amanhece
com o Sol 
trazendo a esperança!

Ele está presente

Mesmo encoberto por nuvens
com imagens de coração,
de amor que não vai…

Um Sol que ofuscou a Lua
para deixar em mim
este amor que não vai
enquanto a paixão viver dentro dele!

Vieste tu, Mulher amada
e o Sol, a Lua e a esperança
brilharão para mim!

Raízes profundas desse amor

enroladas no meu corpo,
que me prendem à Vida
e a este meu Destino,
meu poema… do amor!



José Manuel Brazão

sábado, 27 de dezembro de 2014

Até amanhã meu amor!

Partiste
em nova missão,
fiquei triste,
palpitante o coração!

Deixaste
o teu rasto:
cheio de Luz,
amor sorridente,
palavras meigas!

Deixaste
muito amor.
que eu abraço,
sentindo o teu corpo,
a tua alma, a tua presença.

Partiste
com a esperança
de nos vermos,
 nos abraçarmos,
 nos beijarmos
e nos amarmos,
Loucamente…

Voltarás
e serás o sol  da minha vida.

Até amanhã, meu amor!

José Manuel Brazão

Tu és minha!



Sinto-te
a qualquer hora,
em todos os instantes,
neste lindo amor,
como nunca tive!

Amor com desejo,
e prazer…

Sentes
a confiança que precisas,
o conforto do meu olhar,
das minhas palavras!

Muito nos separa
o mar imenso,
muito nos une
o vento amigo,
mas tu és minha!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Esperança em ti...

Não estou capaz de sonhar,
mas de viver o que desejo
nesta Vida de instantes
que me preocupam,
com esperança em ti!

Nem sempre o Sol brilha,
nem sempre a Lua sorri,
mas caminharemos
se necessário voaremos
nas asas do amor,
do nosso amor
e por aí
vamos à descoberta
do que desejamos
e ansiamos!

Um futuro
de fraternidade,
solidariedade
e enfim,
amor
amor sem fim!
Assim queremos
e conquistaremos!

Vivo na esperança
em ti, por nós!

José Manuel Brazão

A minha busca constante

Assim continuo a Vida
nesta busca constante
de me encontrar por inteiro
em valores, sentimentos
e arrependimentos
de tudo em que errei
e serviu de crescimento
da minha Alma!

Após estas curvas
e no resto deste caminho,
quanto eu gostaria de ter
a sabedoria da água:
a água nunca discute com seus obstáculos,
mas os contorna.

José Manuel Brazão

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Bom dia futuro!

Já tanto vivi
e fiz tão pouco
para aquilo que sonhei;
mas pacientemente
viverei
dia após dia
cumprindo para o que vim,
semeando tudo de bom que existe em mim
e serenando pelo Amor que dei
e todo aquele que recebi!

Diante da Vida
bom dia esperança
bom dia futuro!

José Manuel Brazão

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Esta noite de Natal 2014

O silêncio me rodeia,
convive comigo
há muito tempo
como amigo
a que já me habituei
e resignei!

Vou à janela
virada para o Rio Tejo,
vejo as águas serenas,
chuva a cair,
que deixa um cheiro,
invulgar, confortante
que me serena,
me relaxa
e me leva a pensamentos
distantes e recentes.

Vejo imagens
de tempos que não se apagam
e de um presente doloroso,
mas que me deixa uma luz,
que mostra a esperança
a sorrir com a Lua,
iluminando
meu corpo e alma,
sentindo eu as forças
para amanhã
continuar a minha caminhada,
sem hesitar, sem parar!

José Manuel Brazão
24.DEZ.2014



Um adeus até ao infinito...

Nunca pensei em escrever
a palavra adeus!
Palavra de dor e sofrimento,
muito mais quando injustiçado,
sem saber o porquê?

Silêncio não é resposta!
Apenas um grito de Alma!

Mas nossas almas
já não estão
em sintonia ou fusão!

Resta o tempo nesta Vida
até se encontrarem no Infinito!



José Manuel Brazão

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Sedentos para amar!

Não me deixas ficar mais assim...
Ansioso como estou
por te ter,
com o teu coração
explodindo desejo,
pelos meus versos
escorrendo amor
que percorrem
todos os pedaços
do teu corpo
da tua alma,
enfim …
com a tua vontade
de me querer agora,
dou-te tudo …
o amor …
este amor louco,
que me provocas
com a tua sede de me beber!

Dou-te tudo …
o que me pedires,
até me sentir dentro de ti!

José Manuel Brazão

sábado, 20 de dezembro de 2014

Renascer

Num amanhecer diferente
com o Sol despontando
senti-me renascer em teus braços,
com o calor de teu corpo
e o perfume da tua alma!

Deste-me o alento,
a força interior que eu pedia
e tu deste-me sem nada pedires!

Vivendo estes momentos de paixão
em que nos entregamos à Vida,
não quero partir dos teus braços
e neles quero morrer!

José Manuel Brazão




sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

No silêncio da noite

Vivo mais esta noite
num silêncio companheiro
esperando por mais um dia
em que me deixo levar pelo tempo.

Amanhã tudo será diferente
na esperança dum sorriso,
dum afecto, dum carinho,
que hoje me faltaram!

José Manuel Brazão

A pomba que desejo...

Voas, voas por aí,
sem descanso
na busca constante
e em cada instante,
de paz, harmonia
e amor!

Cansada,
mas não desistes;
sentes em mim
a tua força interior
e caminhamos
sempre
com mensagens,
e imagens
de poesia com Luz!

Neste pensamento
que nos pertence,
só tu
és a pomba que desejo!

José Manuel Brazão



quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Uma saudade ficará...

Não queria alimentar
esta saudade constante,
mas ela não me deixa
como parte do meu amor!

Adormeço e amanheço
tendo ela como companheira
fiel dos meus dias,
que provoca em mim
uma nostalgia para viver
e comigo morrer!

Assim  viverá
no meu destino
na Vida e na Poesia
uma saudade que ficará...

José Manuel Brazão

O espelho que não mente!

Olho-me em ti
como meu companheiro
de todas as horas
vivendo as minhas angústias
por erros que não apagam
por amor que se pensou bem doado
vivendo as minhas tristezas
por querer ser melhor hoje do que fui ontem
na busca de me amar
para saber amar os outros
numa luta pela Vida
sempre constante, sem dimensão...
vivendo as minhas alegrias
dum sol nascente
com raios de esperança
e pensamento seguro
num caminhar
com corpo e alma renovados
e  a mão divina
ensinando o caminho libertador!

E olhando para ti
espelho da minha Vida
pela minha face lágrimas
com mistura de verdade e esperança,
 uma força que vive em mim
e com humildade aceitar
os desígnios de Deus
num destino que em mim existe
e olhando-te meu espelho da Vida
tu nunca me mentirás!


José Manuel Brazão

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

És um Homem feito poema!

Poesia,
fascínio e magia!

Como te adoro
e serás eterna,
no meu escrever
e no meu viver!

Poemas
que afastaram
os meus dilemas,
renovaram
a minha alma,
confirmaram
o meu amor
e já não passo
sem ti:
Poesia!

Neste amor
pelo mundo da Poesia,
sinto e dizem-me,
és um homem feito poema!

José Manuel Brazão



* Dedicado aos Poetas e em especial à minha Amiga e Poeta Maria Valadas
que me chamou “És um homem feito poema”.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Sinto a leveza da tua alma

Sinto a leveza da tua alma
percorrer meu corpo
deixando em mim
a calmaria, a sensação
de paz interior
que me dá força necessária
para lutar contra os desvarios da vida
que me atormentam sem explicação.

Continua dentro de mim
numa vivência comum
de puro amor
dum amor sem limites!

José Manuel Brazão

Abres a janela da vida

Um sono tranquilo
com sonhos lindos
de momentos vvidos
e amanheces diferente!

Abres a janela da vida,
olhas o horizonte,
imaginas o mar junto de ti,
sentes o seu cheiro,
uma maresia de amor!

Ansiosa por noticias,
procuras esse mar;
vem uma onda a teus pés,
abraças, beijas
como uma onda com amor,
que terá um destino...
Eu espero-a com volta!

José Manuel Brazão




Abracemos o coração

Ao longo deste tempo,
sinto necessidade
da tua companhia:
de ver a tua alegria,
de ouvir as tuas palavras,
de sentir o teu carinho.

Existem momentos
que não esquecemos
e até nos desejamos...

Entramos num silêncio
Cúmplice
que só nós entendemos
e guardamos em nós
e ninguém nos separará;
este abraço
no teu e meu coração,
ficará em nós,
enquanto o eterno dure...!

José Manuel Brazão

Poemas que escrevi para ti Poeta

Foram tantos
e tantos poemas,
poemas de amor
que te escrevi!

Tu e eu
nascemos para a Poesia,
para encantar os outros,
alimentando as suas almas!

Quantas vezes
sofríamos nas nossas Vidas
e a inspiração,
superava tudo isso!

Os poemas que te escrevi,
sentidos pela voz do coração,
derramaram amor,
muito amor,
que te comoveram
e davam forças
para sair de ti
Um outro poema,
suave,
expressivo,
emocionante,
iluminando
quem o lesse!

Dos poemas que te escrevi,
ficam os sentimentos,
nas palavras
que o Poeta não renega
e guarda em seu coração!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Esperei e vieste...

Vivi a angústia
de estar só,
de procurar carinho,
tolerância, simpatia
com fome de alegria
e conforto de minha alma!

Vivi a esperança
da tua companhia
do teu alento
da tua mão com caricia
do teu olhar confesso
enfim;
da tua presença iluminada,
vieste e eu esperei-te!

José Manuel Brazão

Meu amor por ti

Olho para o mar,
perco o horizonte!

Mar imenso
que nos distancia,
mas não nos afasta!

Nosso amor
conhece o mar,
navega nele
todos os dias
da nossa vida!

Não haverá
naufrágio
e chegará a bonança,
as águas acalmarão,
e o meu coração,
liberto da tempestade,
esperará com esperança,
o dia
em que o mar imenso
nos aproximará,
para sempre,
para sempre, meu amor!

José Manuel Brazão

Sedentos

Não me deixas ficar mais assim...
Ansioso como estou
por te ter,
com o teu coração
explodindo desejo,
pelos meus versos
escorrendo amor
que percorrem
todos os pedaços
do teu corpo
da tua alma,
enfim …
com a tua vontade
de me querer agora,
Dou-te tudo …
o amor …
este amor louco,
que me provocas
com a tua sede de me beber!
Dou-te tudo …
o que me pedires,
até me sentir dentro de ti!

José Manuel Brazão

domingo, 14 de dezembro de 2014

És o meu Sol!

Começo o dia
admirando a tua luz!
Vibro com a tua imagem,
que me ilumina e conforta,
para viver mais um dia
do resto da minha vida!
Aproximas-te,
sinto o teu calor
percorrer meu corpo!
Uma sensação agradável,
perturbante
e naquele instante
já não sei
se és o Sol,
se o meu amor!

José Manuel Brazão

Ouves-me...

A minha voz
ecoa na tua mente!

Pensas
nas minhas palavras;
o meu coração fala
e tu escutas!

Reflectes
e achas a razão;
compreendo-te
e tu ouves-me…

queres responder,
mas tens medo de te perder!

José Manuel Brazão

sábado, 13 de dezembro de 2014

Um amor que não partiu!

Por tempos esteve adormecido
como se tivesse partido
e nós vagueando no tempo,
na Vida por aÍ...
Mas não partiu,
e deixou uma luz,
em que nada é certo;
apenas a morte!
Vi primeiro a luz,
porque em mim
a chama nunca apagou,
nunca partiu com esse amor!
Em ti sempre ficou
o pulsar do teu coração
na procura da razão,
no refúgio em silêncio,
que doi muito,
que faz sofrer
e o amor sempre atento,
nos acorda para o anseio,
que luta
com nossos corpos
e serena as nossas almas,
abrindo o caminho
para uma nova reflexão:
Um completa o outro?

José Manuel Brazão

Esse amor...


Um dia radioso,
como mereces,
ou um dia
para continuar a esperança,
de um amor ainda para viver,
mas para ser ardente,
caloroso, vibrante,
de braços abertos,
sorrindo
como grande amante
do teu destino,
na busca desse amor
eu estou aqui
te esperando!

José Manuel Brazão

Até amanhnã meu amor!

Partiste
em nova missão,
fiquei triste,
palpitante o coração!

Deixaste
o teu rasto:
cheio de Luz,
amor sorridente,
palavras meigas!

Deixaste
muito amor.
que eu abraço,
sentindo o teu corpo,
a tua alma, a tua presença.

Partiste
com a esperança
de nos vermos,
 nos abraçarmos,
 nos beijarmos
e nos amarmos,
Loucamente…

Voltarás
e serás o sol  da minha vida.

Até amanhã, meu amor!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Ciranda da nossa vida

Nesta Vida
giramos e mais giramos,
nos encontramos
sempre nesse ponto:
o casulo do amor!

Tu, minha butterfly
vens sempre
com asas de amor
te aconchegar
no meu corpo
que te espera sempre!

Geramos muito Amor
que reflectimos na Poesia
e convivemos com ele na Vida!

José Manuel Brazão

Palavras


Palavras
só palavras!

Tantas gastas
e pouco usadas.

Quando procuro
quem as disse
ou escreveu,
fico desiludido!

O poder da palavra
é infinito!

As palavras
estimulam
ou desmotivam.

As palavras
criam paz
ou convulsões.

As palavras
causam desavenças,
em vez de uniões …

Para mim

as palavras
são um dom da natureza
para se conviver bem
com elas
e um elo de aproximidade
e de fraternidade …

José Manuel Brazão

Sinto na alma a ansia de navegar

Olho este mar imenso
e sinto na alma
a ânsia de navegar
nas águas profundas do teu ser!

Antes fui porto de abrigo
do nosso amor,
hoje és tu o porto seguro
que acolhes meu corpo
e não hesito em navegar,
quando a saudade vem visitar
e ainda não conseguiu apagar
a tua imagem e o teu olhar!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Por ti só bons sonhos

O poeta é sonhador,
sempre foi assim
tentando florir,
mesmo que as suas flores estejam a secar!

Por ti o sonho,
 vale sempre a pena!

És tão autêntica,
tão Amiga,
que não duvido de ti,
para enriquecer tudo o que já tens,
nasceu, cresceu e morrerá em ti!

José Manuel Brazão

Saudade louca por ti

Saudade louca por ti
desse teu olhar,
cheiro e sentir,
que juntem os corpos
numa fusão de almas!

Por momentos
distantes pelo mar
e próximos pelo amar,
nunca negaremos
este viver puro
que abraçaremos
nesta Vida sem fim...!

José Manuel Brazão

Sinto o que está em ti

Teu amor
é cada parte de mim...
aloja-se em meu corpo
acomoda-se na minha alma
e mesmo sem juras
sinto esse grande amor
com que vagueamos na Vida
e neste silêncio
nossos olhares convencem;
 denunciamos tudo
o que só nós entendemos!

José Manuel Brazão

O amor viverá sempre em nós

Vivemos um ontem
como se não houvesse tempo,
mas todos os instantes foram encanto,
e hoje distantes existe o espanto
da ausência com uma presença desejada,
em que ambos pensamos
que o amor viverá sempre em nós
como raízes profundas duma árvore especial
a Vida ...

José Manuel Brazão

Saudades com lágrimas...


Meus dias são sempre diferentes,
uns mais intensos
com emoções fortes,
saudades imensas
e hoje é um desses dias!

Logo pela manhã
meu coração chorou,
lembrando filhos e netos!

Não me chega as suas vozes,
mas preciso de olhos nos olhos;
sentir o seu respirar,
ver os seus olhos de amar,
enfim, que me vejam vivo!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Aprendiz da Vida

Amanheci com o Sol invadindo meu corpo
e aconchegando meu coração
sempre caloroso e pronto para a Vida!

Vida que vivi e ansioso por um amanhã
de aprendizado e evolução
que ajude o Homem sedento do Bem
e se reflicta nas minhas palavras em Poesia!

Serei assim nesta Vida e para além do azul
que espero serenamente!

José Manuel Brazão

Sonho lindo

Ainda não acordei
deste sonho lindo
- nunca foi sonho –
vivido cada instante,
com o tempo não parando
e nos deslumbrando
com este amor assim...

Não foi conto de fadas,
nem paraíso inexistente,
foi amor caloroso,
forte, convicto,
cada vez mais exigente
pedindo a cada um de nós
e ignorando os limites
que em tudo existem!

Ainda assim
se pudéssemos
jamais acordaríamos...!

José Manuel Brazão