**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O nó que desatei!

Existia um nó,
muito apertado,
que enlaçava a vida,
a minha vida!

Desfeito o nó,
respiro a vida
com outro fôlego,
com outro olhar,
sorriso aberto,
coração renovado!

Com nó
ou sem nó,
mantive princípios,
sentimentos
e o amor,
amor intocável!

Existem nós
que asfixiam,
mas não matam!

Chegou a hora de voar!

José Manuel Brazão

1 comentário:

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.