**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

sábado, 1 de junho de 2013

NÓS


Não há vazios em nosso vocábulo.
Nem solidão.
Nem sós.
Apenas nós.
Nós atados em nós.
E se acaso não sou eu a imagem expressa
em carne e osso,
é meu, esse perfume que permeia o
ambiente e te enlaça o pescoço.
Sou eu a tocar de leve suas mãos.
Sou eu refletida nos olhos das outras.
Sou eu a chama que agora parece
derreter-te a alma.
E ainda quando a
dança eterna me conduzir
ao grande baile, ornada em rosas
vermelhas
e velas funestas,
não te assustes meu amor
serei eu, estilhaços de sonhos
fragmentados nessa lágrima
que teima em rolar e
morrer em seus lábios.
Sou eu em ti,
sem sós
só nós.

Sandra Freitas



[....]

Só tu
me provocas a ansiedade
de viver o amanhã!

Só tu
me encantas
na procura da felicidade
que não tinha!

Só tu
sentes a serenidade,
que procuravas!

Só tu e eu
temos
um amor louco,
amor sem hesitação,
amor provocante
amor sem limites,
e amor sem recuo!

Só tu e eu
temos
o amor das nossas vidas!

José Manuel Brazão

2 comentários:

  1. É muita paixão expressa em versos
    muito lindo o dueto...
    apaixonante
    parabéns poetas!
    Su

    ResponderEliminar
  2. Bom dia ...

    Bonito blogue onde a harmonia das palavras se enlaça em frases perfeitas. Poema lindíssimo. Gostei de ver e ler. Parabéns.

    Gostava que visitassem e, querendo, se fizessem seguidos/as. Fica o meu agradecimento. Obrigado.

    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    Deixo cumprimentos

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.