**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Um caminho que estreita

Um caminho, o meu caminho,
onde paro, olhando para trás,
tentando recordar esta caminhada!

No princípio um caminho cheio de Sol,
dava-me forças para tudo superar;
caía e levantava!

Continuava sempre com esperança,
encontrava mais pedras
e contornava,
caminhando, caminhando!

Começei com dificuldades
em curvas imprevistas,
perdi um pouco a confiança,
mas não perdi a Fé!

Avistei o caminho a ficar “estreito”,
mas sempre com ajuda de outros
- amor incondicional –
tento, vou buscar forças
até alcançar o final do caminho,
ponto de encontro dos meus desejos!

José Manuel Brazão



1 comentário:

  1. Olá José Manuel! Passando para te cumprimentar e apreciar este teu belo e profundo poema. Perseverar ainda é uma das maiores prerrogativas do ser humano.

    Abraços,

    Furtado.

    PS. Aguardo a honra da tua visita.

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.