**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

TU e EU nos sentimos... tão perto!


Pela janela olho a chuva,
os pingos parecem lágrimas!
Lágrimas da saudade
de não estar junto de ti!

Penso e repenso
a luz que sentiria
ao ver aproximar
o teu corpo do meu!

Abraçar-te, beijar-te,
dizer quanto te amo
e irmos
até ao lago da paixão!

Lago dos nossos desejos
e prazeres, dos nossos sonhos
que viraram realidades,
num tempo e momentos felizes!

Deixo de olhar a chuva;
continuo só,
apenas pensando…

… tu e eu nos sentimos…
tão perto!

José Manuel Brazão

Na verdade só alguém muito apaixonado
pode escrever com tanta eloquência.
Beijo, Zé
Vóny Ferreira


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&hl=pt-PT&v=Mt3DgB-3ZHQ 

1 comentário:

  1. E a chuva foi muito inspiradora para esta descrição de saudades...
    Belo poema.
    Um abraço e um grande dia para si...

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.