**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Num amor, só amor!


Meu coração
vagueou
por aqui, por ali
esperando um afecto,
uma palavra, um consolo
um futuro amor!

Mas encontrei-te
sorrindo como um Sol,
iluminando meu coração
e tu atenta sem hesitação
de braços abertos avançaste
para mim e abraçaste,
não mais ficámos longe!

A vida permitiu
nossos corações
de novo pulsarem,
num amor, só amor!

José Manuel Brazão


1 comentário:

  1. O amor nos faz pensar ser algo instantâneo e na verdade é pois pode acontecer depressa, não há tempo para um coração se enamorar. É algo imprevisível e pode ser quando menos se espera como retrata o poema. O poema ficou leve e doce, feliz! Poema encantador!

    Abraço!
    Uma boa noite!


    (Aguardo a sua visita em meu blog)

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.