**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Façamos amor de pele


Nosso pensamento
vive em constante
saudade
sem explicação
para uma ansiedade
 no coração pulsante
sentindo o cheiro dos corpos,
faltando o toque
desse amor de pele
em corpos deslizantes!

José Manuel Brazão

1 comentário:

  1. O amor começa por dentro, mas termina sempre na pele, um do outro...e assim cresce e se multiplica.

    Gostei do poema, José.
    Deixo o meu abraço
    Sónia

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.