**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Chuva e lágrimas

Ouço chuva,
muita chuva!

Vou até à janela
e vejo:
salpicos de água,
que parecem lágrimas
escorrendo pela minha face.
Olho o horizonte
que meus olhos alcançam:
tudo me parece tristeza;
ninguém na rua.
Vêm ao meu pensamento,
os que não têm casa
e que andam por aí …
A mãe natureza,
enviou chuva,
para lavarem:
as suas mágoas,
as suas angústias,
as suas esperanças vãs.
Parou a chuva,
mas pela minha face,
vão escorrendo lágrimas …

José Manuel Brazão

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.