**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

domingo, 27 de outubro de 2013

Tanto desejo!

Eu corro, meu amor,
meu desejo por ti
não tem limites,
não existem espaços.

Sei bem onde te procurar
nos momentos insaciáveis
e queres que te jogue na cama
te dispa, te ame,
te jure em saliva, orgasmos
e enorme prazer!

Exaustos
olhas para mim
e teus olhos falam:
de novo me rendi!

José Manuel Brazão

1 comentário:

  1. Só se entrega assim para um grande amor, como num sonho onde nossa alma flutua nas nuvens nesse momento existe apenas o amor.Linda poesia parabéns. Amigo.

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.