**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

sábado, 19 de março de 2016

EU sou Pai e Avô!


Aquilo que a Vida me deu…


Filhos do Universo


Meus filhos
vão partindo,
deixando Luz,
cheiro e amor!

Escolhem o seu caminho:
aqui com oportunidades,
ali com contrariedades!

Pai resignado,
continua vigilante
e expectante
no seu silêncio!

Pai cansado,
mas com vontade de viver,
continua a estrada da Vida!

Pára e olha;

vê os seus filhos,
serem filhos do Universo!




Um Avô!

Passa o tempo
sem dar por isso!

Os netos crescem,
procuram-me
e não me encontram!

Ando por aí,
olhando por este,
ajudando aquele.

Passa o tempo
e meus netos crescem!

Não os vejo,
mas imagino
o amor
que nos atravessa.

Não os vejo,
mas sinto-os
a todo o instante!

Não me encontram,
mas sabem
que estou vivo,
sempre com o amor
por mensagem…

José Manuel Brazão

1 comentário:

  1. Olá amigo, então não é que é mesmo assim? Somos pais somos avós e vamos passando pela vida, vendo crescer as nossa flores mais belas. Adorei os poemas. Beijos com carinho

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.