**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Navego no teu corpo!

Navego nas tuas águas
que deixam em meu corpo
essa maresia de amor
visto-me de tua pele,
sirvo-me de teus segredos,
provo da boca doces beijos
entre desejos;
sentires e prazeres,
abrigando o meu amor
em teu corpo,
com tuas luas e mistérios;
rendido por inteiro a mim!

José Manuel Brazão



1 comentário:

  1. Muito bom, começar a semana lendo um poema como esse, José Manuel!
    Forte abraço e boa semana!

    ResponderEliminar

Muito obrigado pela sua visita. Deixe o seu comentário por favor.