**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Teus lábios



Olho para ti
e vejo os teus lábios
colorirem tua beleza.
Procuro neles
as palavras tímidas,
mas carinhosas,
sinceras
e sonhadoras.

Teus lábios
inspiram muito amor,
para receberes
e para dares…

Teus lábios
juntam-se aos meus
e voamos
com as asas do amor!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Nunca te sentirás só!


A vida é bela,
mas nem sempre
é fácil o caminho a trilhar!

Já percorri muito
do meu caminho
com muitas curvas
e contra-curvas.

Tomei cautelas,
mas mesmo assim
elas nos enfrentam
e nem avisam!

Na tua insegurança vivida
pensa n’Ele.
eu estarei contigo
e nunca te sentirás só!

Jose Manuel Brazão

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O sol que procurava!



Conheço-te
e admiro-te,
mas não te vejo,
vai tanto tempo!
Imagino a tua sensibilidade
e a tua sensualidade,
usadas nas palavras.
Porque te escondes?
Liberta a tua alma!
Usa o poder criativo,
o poder da palavra!
Sê mensageira:
da paz e da harmonia.

Ficarás bem contigo
e terás sempre este amigo:
companheiro na luta,
na conquista dum mundo diferente.

Será utopia?
Talvez!
Sonhar é viver.
Vivamos com esperança
até morrer!

Conta comigo,
sempre!
Meu sol que procurava …

José Manuel Brazão

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Nossas bocas!



Sua boca foi caminho
pra calores e arrepios
e agora é só silêncio
infestado de espinhos.
Essa boca que
embriaga,
me enlouquece
que me afaga,
que encurtou tanta distância,
doce fel das minhas chagas...
nessa boca só passado.
dessa boca só lembranças..

Sandra Freitas


«««««««««««««««««««««««

Olho para ti
e vejo os teus lábios
colorirem tua beleza.

Procuro neles
as palavras tímidas,
mas carinhosas,
sinceras
e sonhadoras.

Teus lábios
inspiram muito amor,
para receberes
e para dares…

Teus lábios
juntam-se aos meus
e voamos
com as asas do amor!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Por tua causa!


Por tua causa a minha vida

nunca mais foi a mesma;

tudo se alterou

na rotina, no descanso,

mas em mim

- o Homem -

houve a conquista

de valores adormecidos

e hoje fortalecidos,

que fazem do poeta

um homem com outra visão,

Com horizontes sem limites

no espaço e no tempo,

numa entrega desmedida

àqueles que me seguem,

acarinham e valorizam,

tornando o meu sentir e acreditar

em verdadeira sintonia,

que recuando no tempo,

sonhava, pretendia,

mas não sabia

se qonquistaria!

Hoje

por tua causa

estou reflectindo em palavras

e apenas por tua causa,

escrevendo

poesia da paz,

da harmonia e do amor...

... a minha poesia!

José Manuel Brazão

O nosso abraço!

Dou passos,
olhando a calçada,
paro;
quem vejo ao longe?
A tua imagem,
aproximo-me mais,
mais depressa,
não é a tua imagem;
és tu!
Reconheces-me
e corremos um para o outro.
Abraçamo-nos muito,
tão longo!
Olhamo-nos,
fixas os meus olhos,
gostas da sua cor.
Não paramos de olhar,
vejo teus lábios mexerem,
para esboçar um sorriso,
sorriso lindo, lindo.
Não nos apetece sair dali,
não queremos desencontros,
mas estejamos onde estivermos,
existe um ponto de encontro,
a sintonia e o abraço.
José Manuel Brazão
Para ti GRACI (Graciele Gessner)

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Te deste!



Pareço sonhar
mas existes
no tempo que vivo.
Te desejo
no meu constante
pensamento
e tu negas
sem convicção
o querer, o desejar!


Sabes
que o teu sorriso
me aproximará
e esse momento,
momento de amor
não recuará...


... sorriste
e despojada de receios
te deste...


Teu corpo
pediu o meu percorrer
e senti tua pele sedosa,
húmida, brilhando
Como o Sol reflecte no mar!


Minhas mãos e meus lábios
sentiste,
tuas ancas dançaram
teus braços
me envolveram
nossos corpos
não mais pararam...


Te deste,
sentiste
e amaste!


O prazer aconteceu
e teus olhos disseram:
jamais esqueceres
esse momento
da nossa entrega
na hora de amor
salgado
bem temperado
como convém...


José Manuel Brazão

domingo, 21 de novembro de 2010

Coração poeta





Vives, escreves,
usas as palavras,
sempre,
sempre com o coração!


Mulher de paixão,
sonhas a vida,
com magia, alegria,
sempre com o coração!


Amas
o som dos pássaros,
amas
o som do mar,
envolves-te com as ondas,
abraça-las com amor.


Amas
o horizonte,
as pessoas …
Acaba o sonho!
Vem a ilusão …
Viverás sempre
com o coração;
Um coração poeta …


José Manuel Brazão


Para ti Nanda Costa


Zé,
Que lindooooo!!
O coração de poeta é como o seu..
Um coração sonhador e realizador,
Um coração lindo e enorme!
Beijo
Nanda


sábado, 20 de novembro de 2010

Só tu e eu!




Só tu
me provocas a ansiedade
de viver o amanhã!


Só tu
me encantas
na procura da felicidade
que não tinha!


Só tu
sentes a serenidade,
que procuravas!


Só tu e eu
temos
um amor  louco,
amor sem hesitação,
amor provocante
amor sem limites,
e amor sem recuo!


Só tu e eu
temos
o amor das nossas vidas!


José Manuel Brazão

Minha Mãe em poesia


Ivone, Mãe querida

Desde que partiste,
minha Mãe,
Ivone, Mãe querida
raro é o dia:
que não te pressinta,
não te sinta,
que não te recorde,
que não te tenha presente.
Para outros
estás ausente!

Quanto mais tempo passa,
mais recorro a ti
meu anjo da guarda
de todos os dias
da minha Vida!

Deste muito amor
e pouco recebeste!

Serás recompensada,
muito iluminada,
minha Mãe,

Ivone, Mãe querida
de todos os dias…


MÃE, apenas por um véu!

Vi-te
e não acreditei!

Apelei
para me falares!
Apareceste
através das palavras!

Dissemos
um ao outro,
como caloroso
e carinhoso
é o nosso amor!

Dissemos adeus
Separados
Mãe,
apenas por um véu…


Mãe, preciso tanto de ti!

Há tanto tempo,
que te vi partir
e naquele momento
dissemos adeus
com um “até sempre”!

Há tanto tempo,
que a espera
do “até sempre”
tarda!

Aflita
para que nada aconteça!
Feliz
pelo bom que me apareça!

Há tanto tempo
e os anos passam;

Mãe,
preciso tanto de ti!

José Manuel Brazão


A todas a Mulheres que cumprem essa Missão eu as valorizo e venero!



quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Noite de amor







Aperto os seios flamantes,
calo o sexo entre as pernas,
pra abafar meus gritos de desejo.

Então você ouve meus apelos
e vem em sonhos curar a minha febre,
calar meus gemidos,
tomar meus sentidos,
e finalmente adormeço,
enquanto meus poros
sussuram seu nome
como uma prece.


Sandra Freitas




[....]




Olhei teu corpo,
senti teus apelos;
os teus poros
como chamando por mim.


Senti o teu desejo
nesse corpo
em posição de entrega.
Sono agitado, mas
abrindo teus olhos
de braços abertos
recebeste meu corpo
e não mais calaste teu sexo!


José Manuel Brazão





















Uma Vida com "estrelas" sem céu


Quis parar neste tempo,
olhar pela sua memória
e recordar tempos de outrora,
de passado recente,
tempos de agora!

Vi muitas estrelas na vida,
que brilhavam
iluminando meu corpo e alma
e outras apenas meu corpo.

Foi um desfile constante
em muitas noites de luar,
mas algumas
Não brilhavam como outras!

Passou tempo...
E hoje entendo
que já não brilhavam,
porque se escondiam
com vergonha
do mal que me fizeram...

Afinal
eram "estrelas" sem céu!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O teu sorriso é meu!




Sorrio
para o teu sorriso!

Encantas-me
quando apareces
e sem uma palavra,
entendo-te
pelo teu sorriso!

Sorrir
é saudável,
é carinho, afecto,
amor …

Teu sorriso é meu!

José Manuel Brazão

Atrevo-me a fazer uma brincadeirinha, pois achei de uma graça os seus versos, no momento que declaras "teu sorriso é meu!".
Advirto que o meu sorriso ainda é meu, mas hoje, o presenteio graciosamente


Beijos graciosos,
Graciele.

De mãos dadas



Passa o tempo
e nós
sempre juntos,
sempre unidos
para o bem,
e para o pior,
solidários, solitários …

Não te deixo,
não me deixas.
Nossos corações batem,
cada vez:
que penso em ti
e tu pensas em mim!

Estendemos as mãos
para nos aproximarmos.
Puxam nossos corpos,
mas não conseguem!
O nosso amor
é superior!
Estaremos Aqui ou Além,
como sempre
de mãos dadas!

José Manuel Brazão

Um poema que nasceu como um desejo meu e que tu tão bem o tens realizado. Levarei comigo pensando em ti e tu nas voltas que a Vida dá,  guarda-o no teu coração de Mulher bem iluminada!
Beijo do ZÉ




O que posso te oferecer, se não a minha amizade?
Uma amizade constituída na confiança é a maior prova de amor que os amigos podem oferecer. Obrigada por ser paciente e compreensivo, são raras as pessoas com a tamanha bondade e gentileza que eu conheço. Um beijo gracioso em seu imenso coração.

Graciele Gessner.
(Timbó - SC - Brasil, 31/07/2010)


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

BRASIL: proclamação da República






Sou um português
que não renega suas raízes!
Sinto o meu país
que me deu filhos
e netos,
me deu alegrias
e tristezas,
me ensinou a amar,
a viver,
a perder e a vencer!


Que me deu de Amigos,
amigos
que são família
fora da Família!


Mas
sou português
com um carinho especial,
Ppelo Brasil
e suas gentes!
O carinho e o amor
que atravessam o Atlântico
e vêm até mim,
calorosos,
generosos,
com amor sem fim!


Sou Português
com gosto brasileiro!


José Manuel Brazão

sábado, 13 de novembro de 2010

Voltarei!



Te vejo partir
Sorrio amarelo
Vou deixar que você vá
Que beba de outras fontes,
Que cheire outras flores,
Que viva outros amores,
Que sonhe em outras camas
e goze entre outras pernas.


Mas você vai voltar
pra morrer em mim.
Por que eu sou a sua casa
Morada eterna do seu amor
Habitação perpétua do seu desejo.
Sou seu túmulo,
Sua lápide,
Seu descanso,
Seu fim.
Por isso, parei de chorar
pois seu lugar é em mim.


Sandra Freitas


[....]

Sinto na minha alma
o eco das tuas palavras,
palavras vividas
sofridas por uma vida
sem sentido,
sem amor,
mas com esperança!

Vida por viver,
mas sonhada!

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que deste,
mas não recebeste!


Sinto ainda
o eco das tuas palavras
envoltas em lágrimas
que lavarão o passado,
para olhares o futuro,
com ansiedade...

Meu amor
Não aguento mais
Estar longe de ti;
Voltarei sim
com o direito
à nossa felicidade!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Não sei para onde vou...



Não sei para onde vou!
Só sei
que seja um sítio,
com paz,
harmonia
e amor.
Que se acabe a dor
que trago dentro de mim,
que volte a alegria
e que deixe para trás,
as tristezas,
as angústias.
Que relembre:
os momentos bons
a quem dei amor,
em troca de nada.
Estar bem comigo
e com Ele …

José Manuel Brazão

Com você sinto Paz - Anjo meu



Ah, muito tempo não sentia esta paz num relacionamento! Como esta que estou vivendo contigo, que é capaz de causar inveja para outras pessoas. Chega até assustar! Não sei se é apenas afinidades, ou qualquer outro motivo; mas não posso deixar de registrar este momento tão singular.


Namorar é tão bom! Estar contigo é melhor ainda. A paz que consiste em nossa relação, jamais havia conhecido com outra pessoa. Existe uma cumplicidade, liberdade e confiança. O mais importante: como foi bom ter conhecido você!

Graciele Gessner

Anjo meu

Anda comigo
a tua imagem:
sempre!

É noite
e neste silêncio,
olhei para o céu,
descortinei a lua,
fixei-a;
noite de luar,
com estrelas brilhando,
deslumbrei-me
porque pareciam
iluminar o meu corpo.

Olhei a tua imagem,
também estava iluminada.

Fechei meus olhos
com a luz intensa.
Desfilaram na minha mente,
muitos anjos.
Um deles desceu mais
e nas imagens mentais,
vestias de anjo!

Voltei para o meu cantinho
e o meu Anjo
pertence ao Universo.

Na Terra
tu és o anjo meu!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

A porta não se fechará!


Hei-de fechar a porta
aberta por tantos anos
que me conduz a memórias
e história de prazer indelével...
Hei trancá-la , ainda que me custe
dores e lágrimas e dissabores
pela impossibilidade de trilhar os caminhos
que ela me aponta..
Hei de dizer adeus a tantas noites tórridas
de amores e calores, viagens em cometas,
partos de estrelas,
acalentados pra depois de amanhã..
Hei de fechá-la e estancar os soluços
que escorrem riachos do meu coração fragmentado..
hei de trancá-la ...

...Mas você engoliu as chaves
...que dissolveram-se no seu sangue.

Sandra Freitas


[....]

Somos
eternos amigos,
companheiros
e amantes!

Sinto-te
a qualquer hora,
em todos os instantes,
neste lindo amor,
como nunca tive!

Amor com desejo,
e prazer…
Sentes
a confiança que precisas,
o conforto do meu olhar,
das minhas palavras!

Muito nos separa,
muito nos une,
mas
tu és minha
e a porta não se fechará!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Sinto a tua voz!



Sinto a tua voz
das palavras escritas,
com a nostalgia
da nossa saudade!

Cada dia
parece interminável,
ansiando por te ver,
por te sentir,
por te beijar!

Cada vez
o nosso amor
é mais forte
e mais sólido,
dando-nos
um amanhã
com momentos
de paz
e de harmonia!

José Manuel Brazão

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Olhares...


Parecia um sonho,
Instantes de paralização.
Os seus olhos me devoraram
Meu corpo teve a sua investigação.


O brilho em seu olhar
Manifestou o seu encantamento.
Seus olhos azuis me deslumbraram,
Simples magia do nosso momento.


Revelou-se... Apaixonou-se!
Não era necessário explicação,
Tudo está visível ao coração...

Graciele Gessner


....

Admiro o teu olhar.
fixo os meus olhos
nos teus…
pensas na vida.
nos sonhos que te invadem,
nas ilusões que tiveste,
nos dramas que esqueceste.

Os teus olhos
procuram os meus gestos,
a minha alegria de viver,
os meus mimos …

Sorris
e os lábios mexem,
com palavras de encanto,
tornando-os sensuais,
desejados
por um amor como o meu!

José Manuel Brazão

domingo, 7 de novembro de 2010

Apenas Deus é meu Pai!

Graciele Gessner


És a mulher
que continuarei a amar,
por seres uma lutadora,
me enchendo a Alma
de beleza,
a mulher ideal,
que me ama no seu silêncio,
sabendo que estou sempre
com ela
e por ela!

Cedo
começou a sua caminhada
muito só,
apenas com sua Mãe
e eu
que lhe apareci
como companheiro
das suas horas
de angustia,
tristeza,
mas sem deixar
cair os braços,
tropeçando aqui ou ali,
avançou vislumbrando
um raio de Sol
que lhe aquecia a Alma,
Olhando para mim
com um sorriso de conforto
e foi vivendo...
... e sempre me dizendo:
...
apenas Deus é meu Pai!

José Manuel Brazão







sábado, 6 de novembro de 2010

Os poemas que te fiz!


Foram tantos
e tantos poemas,
poemas de amor
que te fiz!

Tu e eu
nascemos para a Poesia,
para encantar os outros,
alimentando as suas almas!

Quantas vezes
sofríamos nas nossas Vidas
e a inspiração,
superava tudo isso!

Os poemas que te fiz,
sentidos pela voz do coração,
derramaram amor,
muito amor,
que te comoveram
e davam forças
para sair de ti
Um outro poema,
suave,
expressivo,
emocionante,
iluminando
quem o lesse!

Dos poemas que te fiz,
ficam os sentimentos,
nas palavras
que o Poeta não renega
e guarda em seu coração!

José Manuel Brazão

http://tueeuemocoes.blogspot.com/

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Teus olhos são diamantes!




Mulher admirável
com determinação,
mas de generoso coração,
estás comigo
no momento certo,
que precisamos do Amigo!

No tempo
cultivámos a Amizade
que cresceu,
cresceu muito;
que ninguém
de jeito algum
nos separará!

Quando penso em ti
e vejo a tua imagem
na foto preferida,
noto os teus olhos,
muito brilhantes,
como diamantes,
na mulher
que no seu todo,
para mim
é uma pedra preciosa!

José Manuel Brazão

* Assim é a minha querida Amiga a Poeta Sandra Freitas *
Obrigada Zé, você é uma pessoa muito especial...Que Deus continue te abençoando com muita saúde e paz...bjokas

Te deste! (ISA e ZÉ)



Pareço sonhar
mas existes
no tempo que vivo.


Te desejo
no meu constante
pensamento
e tu negas
sem convicção
o querer, o desejar!


Sabes
que o teu sorriso
me aproximará
e esse momento,
momento de amor
não recuará...


... sorriste
e despojada de receios
te deste...


Teu corpo
pediu o meu percorrer
e senti tua pele sedosa,
húmida, Brilhando
Como o Sol reflecte no mar!


Minhas mãos e meus lábios
sentiste,
tuas ancas dançaram
teus braços
me envolveram
nossos corpos
não mais pararam...


Te deste,
sentiste
e amaste!


O prazer aconteceu
e teus olhos disseram:
jamais esqueceres
esse momento
da nossa entrega
na hora de amor
salgado
bem temperado
como convém...


José Manuel Brazão




[....]


Mesmo em meio a dor
meu desejo aflora
sinto percorrer em meu corpo
a vontade do teu toque
a suavidade de seus labios
o calor de suas mãos
Ouço sua voz cheia de prazer
devorando-me
Meu corpo fica em chamas
clamando pelo teu
quero sua posse
de tudo que é meu!


ISA

Sinto-me só, mas não entendo!



Sinto-me só,
mas não entendo;
aceito, mas sofrendo.

Deixa-me sinais…
…no meu corpo,
na minha mente!

Por vezes inquietante
e outras angustiante.
Fecho os olhos:
medito e recordo
o passado pouco distante:
vejo as imagens
dos amados que partiram;
dos amados que ficaram.
Procuro-os…
Mas…
preciso de viver…
amando e ser amado,
por aqueles que pairam
comigo neste cativeiro terreno
e pelos outros que já pairam
ainda sem mim,
num mundo mais feliz!

Assim sente:
meu corpo e minha mente!


Desilusão

Se tenho desilusão,
já tive ilusão!

Ilusão
como um homem
que se dá,
usa boa fé,
sorriem-lhe,
é bestial,
e outras coisas tal!

No fim
olho à minha volta;
uns tantos sinceros,
outros simpáticos,
e o resto:
indiferentes
que respeito,
apenas respeito!

Serei sempre o mesmo,
com ilusões
ou desilusões!

José Manuel Brazão

Te deste!


Pareço sonhar
mas existes
no tempo que vivo.
Te desejo
no meu constante
pensamento
e tu negas
sem convicção
o querer, o desejar!

Sabes
que o teu sorriso
me aproximará
e esse momento,
momento de amor
não recuará...

... sorriste
e despojada de receios
te deste...

Teu corpo
pediu o meu percorrer
e senti tua pele sedosa,
húmida, Brilhando
Como o Sol reflecte no mar!

Minhas mãos e meus lábios
sentiste,
tuas ancas dançaram
teus braços
me envolveram
nossos corpos
não mais pararam...

Te deste,
sentiste
e amaste!

O prazer aconteceu
e teus olhos disseram:
jamais esqueceres
esse momento
da nossa entrega
na hora de amor
salgado
bem temperado
como convém...

José Manuel Brazão

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Um sonho dentro de um sonho




Um Sonho Dentro de Um Sonho
Tome este beijo sobre a testa!
E, na despedida de você agora,
Assim, muito mais deixe-me confessar -
Você não está errado, que considerem
Que meus dias têm sido um sonho;
Ainda se a esperança foi embora
Em uma noite, ou em um dia,
Em uma visão, ou nenhuma,
É, portanto, o menor foi?
Tudo o que vemos ou parecemos
É só um sonho dentro de um sonho.

Eu estou no meio do rugido
De uma praia de surf atormentado,
E eu seguro dentro de minha mão
Grãos de areia dourada -
Quão poucos! No entanto, como eles rastejam
Através de meus dedos ao fundo,
Quando eu chorar - enquanto eu choro!
Ó Deus! não consigo entender
Ó Deus! não posso salvar
Uma onda impiedosa?
É tudo o que vemos ou parecemos
Mas um sonho dentro de um sonho?

Felipa Florença


[...]



Sonhas
como alimento da vida!

Sonhas
com o amor ideal
e paixões vagueantes,
palavras sedutoras
em noites delirantes
de prazer sem fim.



Sonhas

por mim,
com o mistério
de ser quem sou
e de não me teres.

Sonhas
em cada noite
o amor que desejas,
o amor que esperas,
com o teu coração,
suspirando entrega.

Sonhas
delirando amor,
muito amor!

José Manuel Brazão










Apenas isto...




No teu acordar
em cada amanhecer,
estou junto de ti!

Desejas sentir
que não te abandono
e eu não abandonarei!

Vivo
cada momento
da nossa vida
como se fosse o último!

Vives
cada momento
como o primeiro
de muitos que hão-de vir!

Que queres de mim?

Dizes-me
com palavras sentidas,
com a voz do teu coração:

apenas isto;
carinho,
compreensão,
amor
e amor!

José Manuel Brazão