**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Sou nada ou sou muito


Sou uma partícula deste Universo,
um corpo que vive na Terra,
uma Alma que vive e convive por aí,
aprendendo a evoluir,
com provações constantes
neste destino que não ignora,
mas escolheu!

Daí as provações
que tenta superar,
para evoluir,
cumprindo missão
com amor ao próximo
para neste caminho
ver em mim o sou muito
em vez do sou nada!

Deixo a alma
levar neu corpo sem destino,
para não mais ser encontrado.

Deixei de viver
e passei a existir a contar os dias,
que me restam!


José Manuel Brazão

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Aguardo o teu sorriso

Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!

Conhecemo-nos
tão bem,
como se vivêssemos,
juntos
cada instante da vida!

Distante
vivo as tuas amarguras,
os teus dilemas,
o querer e não poder,
que por vezes
penso :
estamos tão próximos!

O meu coração
embriaga-se de paixão,
de amor;
visto-te rosas vermelhas.
Olho o teu corpo,
fascino-me
com esse jardim,
delicio-me
com as pétalas de amor,
cheiro
o aroma que vem do teu corpo!

São os meus pensamentos,
distante de ti!
Estou cansado de sonhar,
mas vivo para te amar!

Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!

Aguardo o teu sorriso!

José Manuel Brazão

domingo, 29 de janeiro de 2017

O tempo é o nosso segredo

Dás-me tudo aquilo
que preciso
e pensava ter perdido!
Reconquistei
através da tua palavra,
da tua sabedoria
em que eu aprendi
e confio em ti!

Usas a tua gratidão
e queres ver em mim
um homem diferente
do mundo que te rodeava!

Ganhei  mais força interior
e seguiremos em frente,
pelos trilhos do nosso caminho!

O tempo é o nosso segredo
e ninguém vai saber
o que existe entre tu e eu!

José Manuel Brazão

sábado, 28 de janeiro de 2017

Esta Lisboa que eu amo!

Lisboa,
minha cidade,
onde nasci
e tenho vivido,
crescido,
aprendido,
ensinado
e criado
tudo aquilo que me deste,
até a liberdade,
que uns sabem usar
e outros abusar.
Quase toda te conheci,
de oriente
a ocidente,
mas há sempre um cantinho,
desconhecido
ou mal observado,
durante este caminho,
igual à minha idade.

José Manuel Brazão




quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Sinceridade

Olho à minha volta e  não sei se nas relações humanas existe a sinceridade, que devia ser uma atitude expontânea!

Já passei por muita coisa por usar essa atitude naturalmente!

Feito ingénuo – já não deveria ser – convivo com as pessoas de coração aberto dizendo o que penso e sinto pensando que não magoo nem melindro ninguém!

No entanto muitos não compreendem ou ignoram o que é sinceridade, ou então não querem mesmo ser sinceros!

Cada um é livre de agir, mas continuo a não aceitar, que se alienem valores morais irrefutáveis!

José Manuel Brazão

Amigos para sempre!


Amigos,
já não passo
sem vós!

Cada dia
quando acordo,
sorriu
porque vivo
e por ter amigos.

Grande família
Conquistada
- entre Amigos -
que me rodeia,
me conforta;
que me serena,
me dá forças,
acalenta
e me dá amor,
com seus gestos
e seus carinhos!

Que posso pedir mais?

Que Deus
me deixe continuar
o meu caminho,
sempre na companhia
do amor
e das amizades…

José Manuel Brazão


Este Poema tem como exemplo a longuíssima Amizade que faz hoje 47 anos entre mim e a minha querida Aurora (Lola)
Beijo-te ZÉ

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Nós e o vento

Vejo a tua imagem
sempre em mim;
penso e escrevo
o amor que  envolve
as nossas vidas
e te envio
por esse vento amigo
minhas palavras
em poemas
que atravessam este mar imenso
e chegam a ti
pousando em teu colo.

Abraças e beijas
cada uma delas,
acaricias
como se fosse meu  corpo!

Olhas o horizonte,
fixas o mar,
esperas pelo vento
que me trará
teus pensamentos
de paixão e amor,
que guardavas em teu coração!
E este vento amigo
de mim tudo levou
e de ti trouxe a esperança
de sermos felizes
no resto dos nossos caminhos!

José Manuel Brazão



segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

A Vida é mesmo assim


Viver

Existem momentos

de hesitações,
interrogações,
muitas interrogações!

Nem sempre

tenho resposta
ou solução!

Nem sempre

a voz do coração
me escuta
ou entende!

Aguardo

pelo amanhã,
com a esperança
que nem todos os dias
são iguais!

O ontem já esqueci,

o hoje estou a viver,
o amanhã está para nascer!



O Amor e o Destino


Ele e eu

sabemos quanto a amei!

Vivi

por ela e por eles,
mas a Vida
assim não quis!

Pensei em Amor,

mas não soube dar
ou não souberam receber!

Porquê?


Passo os dias

e as noites
nesta labuta com a minha mente!


Entrego-me

sem pedir nada,
apenas momentos,
que me confortem,
me sosseguem!

Uma vida percorrida,

com sofrimento,
com poucas alegrias,
com isolamento
e apenas
o Sol para me iluminar!



A minha vida anoitece


Sinto a nudez da noite,

que esfria a minha alma!

Sinto a noite perdida

entre sonhos
e imagens reais!

Sinto a noite esquecida

de outras noites belas,
de encanto, paixão,
amor,
muito amor!

Sinto a noite pervertida

causando dor
que mal aguento,
me entristece,
perdendo a alegria
que me fazia viver!

Sinto a noite

mais noite,
a minha vida anoitece…
… e não sei se amanhece!



Renascer


Nasci

para um caminho.

Cresci

a percorrê-lo
parando
aqui e acolá,
pensando
na linha da vida!

Vivi

entre hesitações,
sensações
e tentações!

Vivo

numa curva do caminho,
procurando meu destino,
sempre
com o olhar
em quem passa,
nos que vou conhecendo:
que me acarinham,
me sorriem
e nos que me amam!

Renascerei

para ser melhor,
do que fui ontem…



Amor da minha vida

Amo-te
como nunca amei!

O tempo passa

e no meu silêncio
amo a tua voz,
o teu pensamento,
o teu querer,
a tua paixão!

Vivemos

este amor ardente,
com admiração
um pelo outro,
com o desejo
de que o tempo pare
para nós saborearmos
este amor doce,
generoso
e carinhoso;
este amor único!

Seguiremos

nossos caminhos,
sempre unidos,
queridos,
como amantes
de uma só vida,
que nos uniu,
sorriu
e nos levará
até sempre,
ao pensamento
do meu e teu poema,
poema da minha vida,
da nossa vida!

José Manuel Brazão

domingo, 22 de janeiro de 2017

Meu coração será sempre teu

Quando ouço
“ vou amar-te sempre,
 meu coração será sempre teu
e sabes disso. “
meu coração abre-se
minha alma alimenta-se
e olho a Vida com realidade,
porque muito de nós foi verdadeiro,
tão verdade que pareceu um sonho!

E assim em cada dia
a saudade fica mais faminta
e nós mais amantes.

José Manuel Brazão

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Sofro com este silêncio

Um silêncio perturbante
vive em mim neste momento
e nesta vida constante
não sai, não vai
como se fosse necessário
na defesa da Vida!

As palavras
não escorrem para as minhas mãos
para nascer o poema
que alivie minha alma!

José Manuel Brazão

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Terra do nunca

Sonhaste demais
não querendo acordar;
tudo parecia belo,
belo demais!

Tudo tem um tempo,
mas acordaste mal,
viste a realidade,
tudo te passou ao lado;
o belo, o absurdo,
a mentira e o “inferno”!

Hoje desavinda com a Vida,
resta-te o anjo menino
na terra do nunca!

José Manuel Brazão

domingo, 15 de janeiro de 2017

Sou o teu amanhecer

Acordas
e o Sol entra,
poisa no teu corpo,
e sentes
teu coração quente,
num amor ardente,
como sonharas
e Ele te trouxe!

Viste em mim,
que sou o teu amanhecer,
e tu e eu renasceremos
para a Vida,
rumando ao futuro,
esquecendo o passado,
vivendo o presente
e ansiando pelo futuro!

Sou o teu amanhecer
e viveremos
novas primaveras
de harmonia, paz
e amor iluminados!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Um dia, o amor

Passam os dias,
nossas vidas pulsam
e nós vendo sempre
as nossas imagens
sorrindo, sorrindo
sem palavras,
mas com a sintonia
ansiada em nossas Almas!

Um dia, um dia será
aquele que voltará
ao dia que nos cruzámos
e ficou em nós
um dia, o Amor!

José Manuel Brazão

Primavera em flor

Primavera em flor
onde desponta este amor,
que é meu jardim de encanto
colorido e florescendo
em nossos corações
criando odores
que se perpetuarão
em nossas Vidas!

Serás sempre
a minha rosa
de encanto, paixão
e amor infinito!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Ainda sou pequeno demais...

Daquelas noites  sem dormir,
mas tranquilo que permitiu reflexão
muita interrogação,
tentativa de abrir-me à Vida!

Pensei em muitos de nós,
família, amigos e anónimos.

Vi e senti o que muitos
já viveram, sofrendo,
aceitando com resignação
o que a Vida lhes entregou!

Perante estes exemplos e lições
na Vida ainda sou pequeno demais!

Acredito em Deus,
sinto-o através da Natureza,
mas preciso de mais proximidade
e aí vou avistar a porta da felicidade
com aquela Luz que me ilumine
e ajude os outros que Dele precisem!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Por um sorriso que é teu


Pensas em mim,
sentes-me
e compreendes-me!

Teu olhar,
carinho, ternura,
guardo no meu coração!

Dia
em que não falemos,
não é dia!

Na nossa vida,
não existe noite (escuridão).
Apenas Luz,
muita Luz!

Quando não dormes,
eu acordo.
Quando estás triste,
sinto tristeza!
Quando estás alegre,
sinto muita alegria!

Quando dizes:
Amo-te,
sinto amor,
muito amor…

José Manuel Brazão

Os dias passam...

Os dias passam
eu me iludo
por acreditar,
eu me desiludo
por ter acreditado!

Eu me entristeço;
mas logo me alegro,
porque
vale a pena acreditar
naqueles que tudo dão
para nada receberem!

Naqueles que são leais
a mim e aos seus ideais!

Vale a pena viver
com aqueles
que dão a mão
para usarem a força da razão
em vez da razão da força!

Os dias vão passando
e eu amando a Vida!

José Manuel Brazão


* Dedico a todos os meus grandes Amigos com dezenas de anos de fidelidade e lealdade e que sabem muito bem quem sou e o que esperam de mim. *

domingo, 8 de janeiro de 2017

Janelas da tua alma

Olho para ti,
fixo teus olhos
vejo eles sorrirem
e nesse brilho
janelas se abrem
e levam-me até à tua alma!

Aí contemplo-te
na Mulher de amor,
que tudo me dás
com os mais belos sentimentos
mais nada sobrando
perante a tua entrega
com amor ao Amor!



José Manuel  Brazão

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Procuro ser feliz...

Procuro sonhando
o que não encontro acordado.
Sonho com a vida
que me falta conhecer;
sonho com as pessoas
que amo em silêncio
e que quero ajudar:
amando!

Sonho com as pessoas
que me ouçam,
me entendam.

É bom sentir-me vivo,
olhando para trás
e vendo
que não posso viver
um novo começo,
mas que posso viver
um novo fim.

Procuro
a esperança
ser feliz,
serenamente …

José Manuel Brazão

Só tu e eu...




Só tu
me provocas a ansiedade
de viver o amanhã!

Só tu
me encantas
na procura da felicidade
que não tinha!

Só tu
sentes a serenidade,
que procuravas!

Só tu e eu
temos
um amor  louco,
amor sem hesitação,
amor provocante
amor sem limites,
e amor sem recuo!

Só tu e eu
temos
o amor das nossas vidas!



José Manuel Brazão

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Queres sim!

Vives outra mulher,
que só eu conheço
e escondes o teu querer,
esse sentir que não sai,
não parte, vive em ti
e serás prisioneira
dum amor
que tua mente não mente!

Queres sim,
mesmo que o Sol anoiteça
e a Lua se esconda!



José Manuel Brazão

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Mulher rendida

Amanheci ao som
da tua música preferida,
que passou a ser minha,
onde sinto serenidade,
que se completa com as tuas palavras!

Quando lês meus poemas,
sentes os pensamentos,
sem precisares
dos meus olhos fixares
para chegares à minha alma!

Escreves o amor com delicadeza
e se queres responder-me
superas-te sem limites!
Rendes-te a mim
e à minha Poesia!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Abismo da Vida

Não gosto de ver ninguém
junto ao abismo da Vida
e muito menos
rejeitando a nossa mão!

Por livre vontade
confundiram as coisas da Vida
por imaturidade ou rebeldia
e hoje nesse livre arbítrio
entraram em escuridão,
declínio e desgraça!

Para amar 
precisa de saber amar,
começando por si próprio
amando-se
e não basta dizer sempre para o(a) outro(a)
te amo demais!

Não, amor não é isso!
E também não, apenas desejo,
porque o tempo passa e esse cio
esvazia-se, cai a máscara!

E quando assim acontece
olhamos, olhamos
e ninguém perto de nós!

José Manuel Brazão