**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quinta-feira, 31 de março de 2016

Serei assim até ao fim!

Nesta caminhada,
aprendi o bastante,
para nesta vida constante,
me entregar!

Errei.
muitas vezes
por imaturidade,
ignorância,
rebeldia,
mas nunca por saber tudo !

Procurei
compreensão,
tolerância, compaixão!
Pouco recebi…

Virei
a página da vida,
que me enganava,
me torturava,
sem saber o porquê?

Mudei
sinto-me bem comigo
e com os outros!.
Cada porta fechada,
agora está aberta!
Respiro
como nunca respirei!
Dou um sorriso
e recebo muitos!
Dou amor
recebo muito;
com carinho,
afecto, beijo,
sorriso e respeito!

Encontrei
o equilíbrio, a lucidez,
para me entregar
aos outros
que amam
ou que de mim precisam!
Dou
sem nada pedir!

José Manuel Brazão

terça-feira, 29 de março de 2016

Tu sabes como amar...

Ontem
quando te vi,
percebi
seres a mulher
com que sonho!

Hoje
nada te peço,
mas és carinhosa
quando preciso,
confortas-me
quando sentes
as minhas palavras,
mais frágeis.
Lembras-te de mim
e dizes-me:
era bom estares aqui
no ninho onde pouso
e aguardo...!

Amanhã
mais unidos seremos,
firmes caminharemos
e tu sabes como amar!

José Manuel Brazão

Pensar que sou!


Acordei
como um homem só!
Dou passos na casa;
vou até à janela:
admiro o Tejo!
Dou mais passos,
não encontro ideias!
Apenas a palavra “ só “.
Sento-me
e pego em poemas,
nos teus poemas!
Aconchego-os ao meu peito,
com amor;
o amor com que os leio...
Em cada um
sinto-me personagem!
Sonhos, ambições...
Por instantes
quis pensar que sou...
a personagem ...!
Apenas acordei
como um homem só!

José Manuel Brazão

Se puder eu volto...

Passeio meu corpo
por esse areal, com meus pés
beijando esse mar imenso,
recordando outros tempos
em que meu coração
atravessava esse mar infinito
para estar junto de ti!

O tempo nunca parou
e nesta travessia com amor,
nada me impedia
de voltar sempre!

Imensas saudades
desse tempo assim,
esperando pelo amanhã
e no adeus dizendo:
se puder eu volto...



José Manuel Brazão

domingo, 27 de março de 2016

Vamos semear amor...


Nas minhas palavras
existem sementes da Vida,
que vou deixando
por aqui, por ali,
sempre na esperança
que elas se multipliquem
para cada um colher o fruto,
que antes eu recebi
e que ao longo da Vida
fui partilhando
como uma benção,
que só o meu coração
sabe explicar!

Um fruto amadurecido
que nem todos provaram,
mas outros sim;
não conhecem outro igual:
o amor incondicional!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 23 de março de 2016

O Amor e o Destino...

Ele e eu
sabemos quanto a amei!

Vivi
por ela e por eles
(meus filhos),
mas a Vida
assim não quis!

Pensei em Amor
muito amor,
mas não soube dar
ou não souberam receber!

Porquê?

Passo os dias
e as noites
nesta labuta com a minha mente!


Entrego-me
sem pedir nada,
apenas momentos,
que me sosseguem!

Uma vida percorrida,
com poucas alegrias,
algumas tristezas
com o isolamento
necessario e apenas
o Sol para me iluminar
e o amor incondicional
para me confortar!

José Manuel Brazão


Um poema para a minha ex-Mulher Isabel, Amiga e Mãe dos meus Filhos João, Pedro e Paulo *


segunda-feira, 21 de março de 2016

As palavras que te deixo,,,

Sinto tristeza
e amargura
nas tuas palavras
vividas e escritas!

Procuro o teu alívio
com o carinho
e a ternura das minhas,
que são sentidas também
por alguém
que viveu amargos de boca,
desilusões,
desenganos,
que sonhou uma vida
e quando despertou,
conheceu a palavra
destino!

Até então
caminhava
por caminhar,
mas sem saber
que era o seu destino!

Hoje
mais seguro de si,
não pode apagar
o passado vivido
e começará um novo fim
com tudo o que foi
lição de vida!

E agora
perante ti
estas são
as palavras que te deixo!

José Manuel Brazão

sábado, 19 de março de 2016

EU sou Pai e Avô!


Aquilo que a Vida me deu…


Filhos do Universo


Meus filhos
vão partindo,
deixando Luz,
cheiro e amor!

Escolhem o seu caminho:
aqui com oportunidades,
ali com contrariedades!

Pai resignado,
continua vigilante
e expectante
no seu silêncio!

Pai cansado,
mas com vontade de viver,
continua a estrada da Vida!

Pára e olha;

vê os seus filhos,
serem filhos do Universo!




Um Avô!

Passa o tempo
sem dar por isso!

Os netos crescem,
procuram-me
e não me encontram!

Ando por aí,
olhando por este,
ajudando aquele.

Passa o tempo
e meus netos crescem!

Não os vejo,
mas imagino
o amor
que nos atravessa.

Não os vejo,
mas sinto-os
a todo o instante!

Não me encontram,
mas sabem
que estou vivo,
sempre com o amor
por mensagem…

José Manuel Brazão

sexta-feira, 18 de março de 2016

Acordei com a saudade ao meu lado!

Hoje acordei acompanhado
pela saudade ao meu lado...
Meus olhos percorreram
imagens de sítios que conheci
de corpos em que vivi
e num deles
sorri com destino
e recordei
uma paixão iniciada
um amor consumado,
que ficou em nosso peito!
Já de olhos abertos para a vida
que me espera, comecei mais um dia
de outros que virão!



José Manuel Brazão

Poeta minha Poeta

Tua poesia é um jardim
que me encanta e invade minha alma
e de teu coração saltam palavras
de tua alma vêm flores
com um aroma especial
de grande carinho e amor,
que eu abraço
e meu coração pulsa
como coração poeta
provocando em mim
poemas e mais poemas,
para a Poeta e a Mulher,
que já vivem em meu corpo e alma
e serão momentos de intenso amor
por ti querido, sentido
e por mim desejado
num tempo que é o nosso “mundo”
sonhado, prometido
e agora concretizado!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 17 de março de 2016

Os meus silêncios!

Existem em mim silêncios;
com um sinto-me bem,
com o outro lido mal.
O silêncio que me rodeia,
perturba-me:
pelo desapego,
pela indiferença
e quase
pela não existência.
Mas eu existo
e vivo!
Enquanto não descobrirem:
quem sou,
porque sou
e para o que vim,
com este silêncio lidarei mal.
Conforto a minha existência
com o outro silêncio,
o silêncio interior!
Aí se juntam o amor e o coração,
havendo sintonia,
com outros seres de Luz,
que provocam em mim,
com persistência,
paz e harmonia.


Nem que seja por instantes,
alimenta-me a Alma;
ganho forças para continuar,
o meu Caminho,
este longo Caminho …

José Manuel Brazão

segunda-feira, 14 de março de 2016

Bom dia futuro!

Já tanto vivi
e fiz tão pouco
para aquilo que sonhei;
mas pacientemente
viverei
dia após dia
cumprindo para o que vim,
semeando tudo de bom que existe em mim
e serenando pelo Amor que dei
e todo aquele que recebi!

Diante da Vida
bom dia esperança
bom dia futuro!

José Manuel Brazão

Primaveras passadas!

Primaveras passadas
com flores e amor,
neste jardim do meu encanto,
que é a Vida por mim vivida,
não olhando para trás
com saudosismo,
mas caminhando
com a ansiedade
desse futuro que me espera!

Primaveras passadas
com alegrias e tristezas necessárias
ao meu viver autêntico
e que fez de mim quem sou!
Um homem que ama a Vida
e todos os que passem
pela sua existência na Terra!

Primaveras passadas
com pensamento constante
de Paz, Harmonia e Amor!

José Manuel Brazão



sábado, 12 de março de 2016

Um dia, o amor!

Passam os dias,
nossas vidas pulsam
e nós vendo sempre
as nossas imagens
sorrindo, sorrindo
sem palavras,
mas com a sintonia
ansiada em nossas Almas!

Um dia, um dia será
aquele que voltará
ao dia que nos cruzámos
e ficou em nós
um dia, o Amor!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 9 de março de 2016

Bendita dor!

Foi belo
o amor que te dei
e os momentos vividos,
que não se repetem,
apenas ficam
na memória do tempo!

Foi belo
aquele amanhecer
que gerou dentro de ti,
a paixão, o amor
nunca antes vivido
e que voou
pelo mar imenso
e nos juntou
num sentir
forte,
muito forte,
que parecia eterno!

Um eterno
enquanto durou…

Até anoitecer…

Ficam marcas
desta paixão,
deste amor original,
distante
que uniu corações
que só nós entendemos
e o destino...



José Manuel Brazão

terça-feira, 8 de março de 2016

Os meus silêncios!

Existem em mim silêncios;
com um sinto-me bem,
com o outro lido mal.
O silêncio que me rodeia,
perturba-me:
pelo desapego,
pela indiferença
e quase
pela não existência.
Mas eu existo
e vivo!
Enquanto não descobrirem:
quem sou,
porque sou
e para o que vim,
com este silêncio lidarei mal.
Conforto a minha existência
com o outro silêncio,
o silêncio interior!
Aí se juntam o amor e o coração,
havendo sintonia,
com outros seres de Luz,
que provocam em mim,
com persistência,
paz e harmonia.


Nem que seja por instantes,
alimenta-me a Alma;
ganho forças para continuar,
o meu Caminho,
este longo Caminho …

José Manuel Brazão

segunda-feira, 7 de março de 2016

Coração de Mulher


Todos te olham,
todos te admiram.
Uns pela beleza exterior,
outros pela beleza interior.
Esta é infindável,
pelo encanto que transmites,
pelo amor que partilhas,
sem nada pedir.
Dar, dar e dar,
que te cria desilusões,
angústias.

Mulher ternurenta,
quase desistes,
pelos teus sonhos;
brotas lágrimas
como se fosse noite.
Atrás de cada noite,
virá um novo dia.

Numa dessas manhãs,
terás um sol nascente,
com tanta luz,
que encontrarás o caminho
que tanto procuras.

Caminho muito iluminado,
pelo teu coração,
coração de mulher.



José Manuel Brazão

sexta-feira, 4 de março de 2016

Os dias passam...


Os dias passam
eu me iludo
por acreditar,
eu me desiludo
por ter acreditado!

Eu me entristeço;
mas logo me alegro,
porque
vale a pena acreditar
naqueles que tudo dão
para nada receberem!

Naqueles que são leais
a mim e aos seus ideais!

Vale a pena viver
com aqueles
que dão a mão
para usarem a força da razão
em vez da razão da força!

Os dias vão passando
e eu amando a Vida!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 2 de março de 2016

Tu és a minha canção!


Como sabes
que gosto de música,
da tua canção
ecoada em palavras,
tensas e intensas
e louca paixão
e amor,
flauteada
pelo teu coração
com acordes
de mulher sofrida,
determinada na fé,
no destino
e com um final
entregue nas mãos d’Ele!

José Manuel Brazão

terça-feira, 1 de março de 2016

Aprendiz da Vida!

Amanheci com o Sol invadindo meu corpo
e aconchegando meu coração
sempre caloroso e pronto para a Vida!

Vida que vivi e ansioso por um amanhã
de aprendizado e evolução
que ajude o Homem sedento do Bem
e se reflicta nas minhas palavras em Poesia!

Serei assim nesta Vida e para além do azul
que espero serenamente!


José Manuel Brazão