**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Sou feliz assim...

Sou feliz assim
com o amor que te dou.
Guarda-o no teu coração
pelo muito que me deste.
Não precisámos de toques,
mas apenas de almas unidas!

Neste momento
sou tão feliz assim,
preciso mais de teu olhar,
carinho e afecto
do que de teu corpo!

José Manuel Brazão

Noite de amor

Olhei teu corpo,
senti teus apelos;
os teus poros
como chamando por mim.


Senti o teu desejo
nesse corpo
em posição de entrega.
Sono agitado, mas
abrindo teus olhos
de braços abertos
recebeste meu corpo
e não mais calaste teu sexo!


José Manuel Brazão

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Lágrimas ocultas

Nem sempre a coragem
está em mim
e nela tento buscar
as forças que preciso.
Choro em silêncio
lágrimas ocultas
no meu coração!

E em noites sem Lua
vem uma Luz iluminar
o meu coração
e Deus enxugar essas lágrimas!

José Manuel Brazão

Vida sonhada

Sonhas,
sonhas perdidamente,
a vida que querias,
mas ainda não tens!

Olhas o passado
e recordas
as promessas da vida.

Olha em frente,
agarra a esperança,
com o coração,
com a convicção
de que o sonho
há-de ser realidade.

Um dia a Luz virá,
o teu sorriso lindo,
retornará;
e a vida sonhada,
será vida para amar …

José Manuel Brazão

Amar acima de tudo!


Enquanto a vida permitir
amarei sempre
com convicção
e dedicação
quem para mim
vale a pena
mesmo que isso
me traga desconforto
virá o mais importante:
amor de verdade
de entrega absoluta
a um ser humano;
uma mulher honrada,.
digna da Vida
e com lealdade
e fraternidade
sem limites
ou horizontes!

Esse horizonte
que vislumbro
nem todos alcançarão!

Este  Homem
e essa Mulher
quis o destino que fosse assim:
amor incondicional
acima de tudo e todos!

Nunca seremos vencidos
nesta Vida em que a luta
é feita de Paz
com mãos iluminadas
a escrever o Amor!

José Manuel Brazão

terça-feira, 29 de julho de 2014

Quando amanheceu...


Viste a minha imagem,
que te pareceu;
a luz da tua vida!


O teu Sol raiou
e saíste da noite
de solidão sem fim!


Dias
e mais dias viriam,
sem entenderes,
que eu não era o Sol,
a luz, a esperança,
mas um homem,
apenas um homem
nesta Vida,
que valorizou a Mulher
generosa
carente de compreensão,
harmonia e amor!


Tudo isso te dei
e foste a Mulher
que muito amei
para conquistares
a vida sonhada!


Tudo me deste
em gratidão,
paixão e amor,
numa entrega
dum completar o outro!
..................
..................


Passou tempo ...
... e hoje existe
o amanhecer de cada dia,
dentro de ti e de mim!


Seguiremos sempre juntos,
com uma amizade de coração,
mas com destinos diferentes,
sempre com fé e esperança
que dias melhores virão
e que nos reencontraremos
num amor para além da Vida!


José Manuel Brazão

Entreguei o meu coração ao teu encanto...

Adormeço sonhando
com o eco das tuas palavras,
num amor que não morre!

Amanheço com o Sol
raiando em mim,
e deixando o calor
do teu corpo desejado
nestes momentos de entrega
do meu coração ao teu encanto!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Aprendiz da Vida!

Amanheci com o Sol invadindo meu corpo
e aconchegando meu coração
sempre caloroso e pronto para a Vida!

Vida que vivi e ansioso por um amanhã
de aprendizado e evolução
que ajude o Homem sedento do Bem
e se reflicta nas minhas palavras em Poesia!

Serei assim nesta Vida e para além do azul
que espero serenamente!



José Manuel Brazão

Nasce o dia...

Há muito tempo
que vejo o Sol nascer…
Já nem me lembro
quando foi…!

Nem sempre
ele me sorri,
por vezes
 parece cinzentão,
mas quase sempre,
brilha e aquece
o meu coração!

Tu
minha alma querida,
ficas triste,
muito sofrida,
incompreendida!

O teu amanhecer,
nem sempre é igual.

Eu
com fé inabalável,
vejo mais perto
o teu desejado Sol;
Sereno, digo-te:
chegará o teu amanhecer!


E eu
distante mas próximo,
verei e sorrirei
quando esse amanhecer chegar!

José Manuel Brazão

domingo, 27 de julho de 2014

Unidos pelo mesmo querer!

Sorrimos felizes
desde o dia
que cruzámos nossas Vidas!

Nesses instantes
pulsaram nossos corações
e vivemos cada momento
neste dia após dia
com a vontade
de usar só a verdade,
para sentirmos esta união
pelo mesmo querer!

A ti me entrego
diante da Vida, a nossa Vida!



José Manuel Brazão

Um coração que canta e encanta


Existe o dia e a noite
nesta nossa vida
de amor
num só corpo e alma,
alma gêmea!

Teu coração
pulsa, canta
e encanta
com hinos de amor!

Na memória do tempo
ficará esse amor
que ele derrama
e eu recebo e guardo
como presente divino!

Por ti e em ti
ficarei em teu colo
ouvindo sereno
esses cantos
e encantos
das tuas melodias de amor!

José Manuel Brazão

sábado, 26 de julho de 2014

Lembra de mim

Lembra de mim
mulher da minha Vida,
dos momentos felizes,
dos momentos de glória,
dos momentos
de paixão e amor,
dos viveres
de alegria e tristeza,
dos sentires
de paz, harmonia
e amor!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Amanhecer em ti...

Acordas e o Sol entra,
poisa no teu corpo,
e sentes teu coração quente,
num amor ardente,
como sonharas e Ele te trouxe!

Viste em mim,
que sou o teu amanhecer,
e renasceste hoje
para a Vida,
esquecendo o passado,
vivendo o presente
e ansiando pelo futuro!

Sou o teu amanhecer
e vives uma nova primavera!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Navego no teu corpo...

Navego nas tuas águas
que deixam em meu corpo
essa maresia de amor
visto-me de tua pele,
sirvo-me de teus segredos,
provo da boca doces beijos
entre desejos;
sentires e prazeres,
abrigando o meu amor
em teu corpo,
com tuas luas e mistérios;
rendido por inteiro a mim!

José Manuel Brazão


Bom dia futuro!

Já tanto vivi
e fiz tão pouco
para aquilo que sonhei;
mas pacientemente
viverei
dia após dia
cumprindo para o que vim,
semeando tudo de bom que existe em mim
e serenando pelo Amor que dei
e todo aquele que recebi!

Diante da Vida
bom dia esperança
bom dia futuro!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Nos mesmos olhos

O meu amor por ti
vem de longe,
num silêncio sereno,
de muita convicção,
só visto pelos meus olhos,
os olhos do meu coração!

Sabes desta paixão
que passou a amor,
quando senti
a tua dedicação,
admiração
por mim!

Tens o conforto
do meu pensamento em ti;
nessa hora desejas-me,
fixas a minha imagem,
sorris para ela,
apertas no teu peito,
sentindo o meu corpo
levar-te ao prazer!

Cai-te uma lágrima,
enfrentas a realidade,
de o amor nos aproximar
e o mar nos separar!

José Manuel Brazão


terça-feira, 22 de julho de 2014

Sonho no teu sonho

Sonhas
como alimento da vida!

Sonhas
com o amor ideal
e paixões vagueantes,
palavras sedutoras
em noites delirantes
de prazer sem fim.

Sonhas
por mim,
com o mistério
de ser quem sou
e de não me teres.

Sonhas
em cada noite
o amor que desejas,
o amor que esperas,
com o teu coração,
suspirando entrega.

Sonhas
delirando amor,
muito amor!

E eu sonho
no teu sonho!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Tua poesia é um jardim



Tua poesia é um jardim
que me encanta e invade minha alma
e de teu coração saltam palavras
de tua alma vêm flores
com um aroma especial
de grande carinho e amor,
que eu abraço
e meu coração pulsa
como coração poeta
provocando em mim
poemas e mais poemas,
para a Poeta e a Mulher,
que já vivem em meu corpo e alma
e serão momentos de intenso amor
por ti querido, sentido
e por mim desejado
num tempo que é o nosso “mundo”
sonhado, prometido
e agora concretizado!

José Manuel Brazão

sábado, 19 de julho de 2014

Instantes (Vida)

Minha vida correu veloz,
tão depressa que o passado
saltou para o presente
quase não me deixando
reflectir o que se passou
e permitir que erros fossem corrigidos!

Mas sentindo a vida como instantes,
parei...

... e vi que o caminho
era curto, tudo parecia fácil,
mas não...
Eu teria o meu  rumo previsto
que não permitia desvios...
Aí a minha Vida não teria jeito,
mais se complicaria!

Apareceu uma luz, a Luz (tu)
que me estendeu a mão
e me levou pelo caminho
que ela em tempos buscava...
Vimos uma claridade,
que nos transportou para caminhos
nunca antes vistos ou sequer maginados!

Caminhos que sabíamos o seu nome:
Caminhos de Luz!

E chegados aí, aprendemos tudo
o que poderá
uma Mulher e um Homem
aprender da Vida!

O que somos, quem somos
e para o que viémos!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Olho além dos teus olhos...

Iris brilhantes
que provocam
a minha quietude
e despertam em mim,
saber o que está
para além de teus olhos!

Sorris misteriosa,
contendo os teus segredos
e eu paciente
deixo o tempo passar
e no momento certo
esses olhos serão falantes,
desvendarão o que vai em tua alma!

Tudo o que desejava de ti
existe para além dos teus olhos
e deslumbrado  sem perder tempo
nem acabo este poema ...
... tornei-me impaciente ...
... ... ... ... ...



José Manuel Brazão

Vento da minha terra

Todas as manhãs
o vento da minha terra
vai ao teu encontro
e junto ao mar da tua cidade,
esperas que toque teu corpo
ardente, saudoso,
desejoso,
acariciando tua pele,
passando pelos teus lábios
e de tua boca
roubando teus beijos
e já com saudades
amanhã aguardas ansiosa
novos ventos da minha terra;
voltarei sempre!

José Manuel Brazão





quinta-feira, 17 de julho de 2014

Nostalgia

Cada dia que nasce
a nostalgia percorre
teu corpo e alma
e fica dentro do teu coração!

Vives com olhar distante
vindo até mim,
olhas-me em imagens,
nas palavras e pausas...

O olhar se aproximou,
beijas os poemas,
sentes o perfume romântico
de cada um
- viveste dentro deles –
queres evitar de reler e reviver,
mas não consegues,
a nostalgia vive em ti!

José Manuel Brazão


quarta-feira, 16 de julho de 2014

Recordar-te...

Em todo momento
estou contigo
recordando tudo de bom
que existe em nossas vidas!

Recordar,
recordar-te é lindo demais,
a tua voz, o teu olhar
perdido no mar,
no vento amigo
com as brisas de amor,
que trazem até mim
o perfume da tua alma!

José Manuel Brazão

A recordação é o perfume da Alma. V. Gitana

terça-feira, 15 de julho de 2014

Solta-te amor



Vives amarrada
à tua vida,
com hesitações,
sem saber
o teu caminho…

Mulher apaixonada,
com amor,
muito amor.
que nas tuas vacilações,
já não sabes:
se é amizade, paixão
ou amor!

O teu coração
espera
que te encontres
e depois:
liberta-te;
solta-te, Amor!

José Manuel Brazão

Passear a felicidade

Passeio-me no chão da Vida
como sendo o princípio de tudo em mim,
na busca da Vida que desejo,
que tudo se transforme
e sinta aqui dentro do meu peito
a saudade que não esquece
tudo de bom que aconteceu
e eu assim passeio a felicidade!

José Manuel Brazão

sábado, 12 de julho de 2014

O que eu tenho é teu!

Deste-me o que tinhas
de melhor em ti!
Paixão ardente
em noites de luar
pensando em mim
com esperança
de um viver sublime!

Tudo recebi
quase tudo perdi!
Pensei
nos erros cometidos
agora corrigidos,
com a chama
que não se apagou
e deste-me esse perdão!

Sinto o silêncio,
ouço as tuas lágrimas
lavando a alma
e recordares
que esse tempo vivido
em nós, foi belo,
muito belo
e não podemos negar
nem tão pouco esquecer!
Mas o que tinhas, era meu
e o que tenho, é teu,
sempre, mas sempre!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 10 de julho de 2014

No resto da minha vida

Já pouco me resta...
Já muito levaram de mim
por casos da Vida...
partidas para além do azul
de filho, pais, irmãos,
gente querida, muito amada,
além dos amores da minha Vida,
vividos com intensidade
e a ansiada felicidade!

Guardo o que pude guardar
neste coração sensível,
que é o meu cofre,
porque tudo vivido
em horas tristes e alegres,
são as minhas joias!
Riqueza assim não há igual...
Nem tudo levaram:
existe a minha Poesia,
escrevendo sempre
pelo menos os primeiros
dos meus últimos poemas!

Não peço nada à Vida,
apenas aquilo que seja  merecedor,
um pouco de carinho e de amor!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Pensando em ti...

Em cada momento
o meu pensamento
está em ti!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o céu azul,
sorrindo para mim!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o sol radiante,
com muita Luz
que me cega de amor!

Pensando,
pensando em ti,
vejo a vida
com alegria,
com outro sabor!
Doce,
simplesmente doce!

Pensando,
pensando em ti,
sinto
na minha Alma,
amor e mais amor,
sinto
no meu corpo
desejo e prazer,
pensando em ti,
somente em ti!

José Manuel Brazão

Mar imenso

Olho para o mar,
perco o horizonte!
 Mar imenso
que nos distancia,
mas não nos afasta!

Nosso amor
conhece o mar,
navega nele
todos os dias
da nossa vida!

Não haverá
naufrágio
e chegará a bonança,
as águas acalmarão,
e o meu coração,
liberto da tempestade,
esperará com esperança,
o dia
em que o mar imenso
nos aproximará,
para sempre,
para sempre, meu amor!



José Manuel Brazão

Ventos em nosso amor

Vejo a tua imagem
sempre em mim;
penso e escrevo
o amor que me envolve
as nossas vidas
e te envio
por esse vento amigo
minhas palavras
em poemas
que atravessam este mar imenso
e chegam a ti
pousando em teu colo.

Abraças e beijas
cada uma delas,
acaricias
como se fosse meu  corpo!

Olhas o horizonte,
fixas o mar,
esperas pelo vento
que me trará
teus pensamentos
de paixão e amor,
que guardavas em teu coração!

E este vento amigo
de mim tudo levou
e de ti trouxe a esperança
de sermos felizes
no resto dos nossos caminhos!



José Manuel Brazão

terça-feira, 8 de julho de 2014

Magia em teu olhar!

Admiro o teu olhar.
fixo os meus olhos
nos teus…
olhos negros
de minha tentação!

Pensas na vida.
nos sonhos que te invadem,
nas ilusões que tiveste,
nos dramas que esqueceste.

Os teus olhos
procuram os meus gestos,
a minha alegria de viver,
os meus mimos …

Sorris
e teus olhos negros
de minha tentação,
desejados,
levam-me até à tua Alma
em busca da magia do teu olhar!

José Manuel Brazão
 

Façamos amor de pele...

Nosso pensamento
vive em constante
saudade
sem explicação
para uma ansiedade
 no coração pulsante
sentindo o cheiro dos corpos,
faltando o toque
desse amor de pele
em corpos deslizantes!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Deixa que o tempo seja tempo...

Sei muito bem pela Vida que já vivi  como são as hesitações, as indecisões, o medo de avançar e quando isso acontece não é o momento certo!
Convivo com a serenidade possível, teflicto bastante e agarro-me à Fé e à Esperança deixando-me levar pelo tempo até aparecer esse momento certo.

Deixa que o tempo seja Tempo
Deixa sim
que o tempo seja tempo
de nos encontrarmos
pelas hesitações,
e indecisões!

Deixa sim
que o tempo seja tempo
para entendermos
os nossos sonhos
o nosso alvorecer,
os mistérios da Vida!



José Manuel Brazão

Nos sentimos tão perto!


Pela janela olho a chuva,
os pingos parecem lágrimas!
Lágrimas da saudade
de não estar junto de ti!

Penso e repenso
a luz que sentiria
ao ver aproximar
o teu corpo do meu!

Abraçar-te, beijar-te,
dizer quanto te amo
e irmos
até ao lago da paixão!

Lago dos nossos desejos
e prazeres, dos nossos sonhos
que viraram realidades,
num tempo e momentos felizes!

Deixo de olhar a chuva;
continuo só,
apenas pensando…

… tu e eu nos sentimos…
tão perto!

José Manuel Brazão

domingo, 6 de julho de 2014

Assim sem nós juntos, nada resta...

Vivemos um ontem
como se não houvesse tempo,
mas todos os instantes foram encanto,
e hoje distantes existe o espanto
da ausência com uma presença desejada,
em que ambos pensamos
que o amor viverá sempre em nós
como raízes profundas duma árvore especial
a Vida,
que assim sem nós juntos, nada resta...



José Manuel Brazão

sábado, 5 de julho de 2014

Cá dentro de mim...

Cá dentro de mim
há uma saudade no coração,
sai de mim
para estas palavras,
que criam uma paz
que desejo,
procuro e agarro
e jamais a perderei!

E neste silêncio
para além dos meus olhos,
existem os teus  
que me procuram
neste momento dificil
de encontros 
e desencontros
que não desejamos,
num amor vivido,
mal entendido,
mas um dia
seremos felizes
no momento certo;
de ti sairás
e em mim ficarás!



José Manuel Brazão

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Mulher de silêncios

Há vários anos
que te vejo assim,
viveres por viver,
com uma resignação
sem dimensão,
com uma fidelidade,
que pensas ser merecida,
porque sempre soubeste amar,
mas não recebeste esse conforto!

Tens uma alma sempre iluminada,
que te dá a força de viver
e não apenas existir!



José Manuel Brazão

quinta-feira, 3 de julho de 2014

No silêncio do nosso quarto


Neste silêncio
vivemos num céu
dando asas ao nosso amor!

Beija-me com doçura,
olha-me nos olhos
deita em meu corpo
abriga-te no calor deste doce ninho,
mistura comigo a alma!

E teu corpo envolvido em meus braços
voaremos no silêncio do nosso quarto
fazendo amor neste firmamento!



José Manuel Brazão