**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

sábado, 30 de novembro de 2013

Sonho lindo

Ainda não acordei
deste sonho lindo
- nunca foi sonho –
vivido cada instante,
com o tempo não parando
e nos deslumbrando
com este amor assim...

Não foi conto de fadas,
nem paraíso inexistente,
foi amor caloroso,
forte, convicto,
cada vez mais exigente
pedindo a cada um de nós
e ignorando os limites
que em tudo existem!

Ainda assim
se pudéssemos
jamais acordaríamos...!

José Manuel Brazão

A Lua apenas te sorri

Acordas
tanto para viver
alegrias
como tristezas!

Quando pensas
em mim
 espalhas toda a alegria,
mas quando pensas
na vida que tens
vem a tristeza
e deixa-te refém
de uma solidão
que não queres!

Recordas
a minha imagem,
olhas o Céu
e perguntas à Lua:
será amor ou paixão?

A Lua não responde,
Apenas te sorri!

José Manuel Brazão


sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Nuvém de amor

Hoje sinto-me voando
por aí...
percorro sítios
-numa nuvem de amor-
Onde haja vida real
para evitar
que me mostrem
um outro Mundo
que seria o ideal,
mas para os “donos”
não convém
e assim tudo continua:
“quanto pior...melhor”!

Com esta nuvem de amor
vi o bastante
para juntar outras nuvens
e encher o Céu
de estrelas cintilantes
a iluminar-nos com amor!

Hoje voei eu,
amanhã voaremos muitos...!

José Manuel Brazão

Um sorriso de ti


É tão simples saber
como aliviar
o nosso corpo e alma
e transformar a nossa vida;
basta alguém
ter amor no  coração
e enviar um sorriso
com convicção!

José Manuel Brazão

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.
Martin Luther King






Palco da Vida


Parecia longe da tua mão
Para juntar cada pedaço
da Vida que te escapou,
mas atento fiquei
e um a um juntei
os teus antigos desejos,
os teus presentes anseios
e fui buscar mais luz
ao fundo do tunel;
a tua Vida voltou a brilhar,
o teu amor renasceu
numa vida
que te parecia sumida,
mas não...

O palco da Vida
está aí...
reacenderam-se as luzes,
a Vida está iluminada
e tu, só tu
vês tantos espectadores
(Amigos),
sorris, ris,
para os aplausos:
Na primeira fila
estou eu gritando:
Bravo Mulher
continuemos
a Vida que Deus sabe...

José Manuel Brazão

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Só TU e EU!




Só tu
me provocas a ansiedade
de viver o amanhã!

Só tu
me encantas
na procura da felicidade
que não tinha!

Só tu
sentes a serenidade,
que procuravas!

Só tu e eu
temos
um amor  louco,
amor sem hesitação,
amor provocante
amor sem limites,
e amor sem recuo!

Só tu e eu
temos
o amor das nossas vidas!



José Manuel Brazão

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Palavras sorrindo


Quando te leio
ou ouço,
sinto
as palavras sorrindo!

Palavras envoltas
em generosidade,
que só tu sabes…

Conforto-me
com a tua imagem,
sempre atenta
no meu bem estar!

Nada pedimos,
apenas
laços de amor
nesta felicidade,
vestida de amizade,
neste caminho
de encanto,
muito encanto!

Palavras,
palavras sorrindo
e sentimo-las…

José Manuel Brazão

Os sonhos que tens


Os sonhos
que te fazem viver,
acreditar,
ter fé e esperança
num novo amanhecer,
mas que te desiludem,
quando abres os olhos
e não queres acordar!

Vive sonhando
para te alimentar a alma,
sempre atenta
Ao mundo que te rodeia,
que não é o que desejavas,
como mensageira de amor,
mas chega-te a nós
e seremos muitos
para isolar os nocivos
e a proteger
a bondade,
a generosidade,
a solidariedade,
tudo isto apenas
com a nossa sensibilidade
que está sempre em nós!

José Manuel Brazão


"Os sonhos são ilustrações... do livro que sua alma está escrevendo sobre você." (Marsha Norman)

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Olhos do meu coração


O meu amor por ti
vem de longe,
num silêncio sereno,
de muita convicção,
só visto pelos meus olhos,
os olhos do meu coração!

Sabes desta paixão
que passou a amor,
quando senti
a tua dedicação,
admiração
por mim!

Tens o conforto
do meu pensamento em ti;
nessa hora desejas-me,
fixas a minha imagem,
sorris para ela,
apertas no teu peito,
sentindo o meu corpo
levar-te ao prazer!

Cai-te uma lágrima,
enfrentas a realidade,
de o amor nos aproximar
e o mar nos separar!

José Manuel Brazão

Em ti, o eco das minhas palavras

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que recebes de mim!

Nas minhas palavras
amáveis, gentis
e românticas
 delas, sentes o eco
que sublimam o teu coração
e aumentam em ti
esse amor crescente
e dele não abres mão!

José Manuel Brazão

Vem luz, vem...


Vem Luz,
vem até mim
me ajuda
no resto do caminho;
por aqui andei,
muitas pedras desviei
e servem-me de apoio
nas reflexões da Vida,
da minha Vida!

Olho vagamente
para a natureza
sem fim...
me perco neste horizonte
e recordo de tudo
num desfile de imagens
umas a preto e branco,
outras
com cores bonitas!

Saudades do que vivi
e vontade do gostaria de viver,
mas a Vida é mesmo assim...

Vem Luz,
vem até mim
já falta tão pouco
para o resto do caminho...

José Manuel Brazão

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

As palavras que te deixo...


Sinto tristeza
e amargura
nas tuas palavras
vividas e escritas!

Procuro o teu alívio
com o carinho
e a ternura das minhas,
que são sentidas também
por alguém
que viveu amargos de boca,
desilusões,
desenganos,
que sonhou uma vida
e quando despertou,
conheceu a palavra
destino!

Até então
caminhava
por caminhar,
mas sem saber
que era o seu destino!

Hoje
mais seguro de si,
não pode apagar
o passado vivido
e começará um novo fim
com tudo o que foi
lição de vida!

E agora
perante ti
estas são
as palavras que te deixo!

José Manuel Brazão

domingo, 24 de novembro de 2013

És a flor do meu Poema

Todos os dias te contemplo
em minhas mãos, te acaricio
como a flor do meu poema
uma flor mulher
que invade minha alma e instintos,
e vejo despida em poema!

Sinto o teu desejo
reflectido em meus versos,
pulsando esse coração
entre as tuas pétalas,
pétalas de amor,
que deixa o poeta em dor
por sentir o teu aroma
e não sentir o teu corpo...
apenas a essência...

José Manuel Brazão

POETA


Poeta, lindo poeta
Que descreves o amor com tamanha ternura
Que envolve meus labios em gostosa tortura
Pudera em teus braços acalmar tamanha fissura
Poeta, belo poeta,
Que alegra meus dias e encanta minhas noites,
Que excita meio seio com palavras tão doces
Que faz-me lembrar que não estás assim tão longe...
  
Poeta, querido poeta
Roubaste minh'alma de forma tão certa
Bonitas palavras que meu encanto desperta
Certeza de que ti já estou à espera

Vem, não tarda doce poeta!

Anna carvalho

[....]

Tua poesia é um jardim
que me encanta e invade minha alma
e de teu coração saltam palavras
de tua alma vêm flores
com um aroma especial
de grande carinho e amor,
que eu abraço
e meu coração pulsa
como coração poeta
provocando em mim
poemas e mais poemas,
para a Poeta e a Mulher,
que já vivem em meu corpo e alma
e serão momentos de intenso amor
por ti querido, sentido
e por mim desejado
num tempo que é o nosso “mundo”
sonhado, prometido
e agora concretizado!

José Manuel Brazão

Um amor que não partiu!

Por tempos esteve adormecido
como se tivesse partido
e nós vagueando no tempo,
na Vida por aÍ...
Mas não partiu,
e deixou uma luz,
em que nada é certo;
apenas a morte!
Vi primeiro a luz,
porque em mim
a chama nunca apagou,
nunca partiu com esse amor!
Em ti sempre ficou
o pulsar do teu coração
na procura da razão,
no refúgio em silêncio,
que doi muito,
que faz sofrer
e o amor sempre atento,
nos acorda para o anseio,
que luta
com nossos corpos
e serena as nossas almas,
abrindo o caminho
para uma nova reflexão:
Um completa o outro?

José Manuel Brazão

sábado, 23 de novembro de 2013

Olhares


Parecia um sonho,
Instantes de paralização.
Os seus olhos me devoraram
Meu corpo teve a sua investigação.


O brilho em seu olhar
Manifestou o seu encantamento.
Seus olhos azuis me deslumbraram,
Simples magia do nosso momento.


Revelou-se... Apaixonou-se!
Não era necessário explicação,
Tudo está visível ao coração...

Graciele Gessner


....

Admiro o teu olhar.
fixo os meus olhos
nos teus…
pensas na vida.
nos sonhos que te invadem,
nas ilusões que tiveste,
nos dramas que esqueceste.

Os teus olhos
procuram os meus gestos,
a minha alegria de viver,
os meus mimos …

Sorris
e os lábios mexem,
com palavras de encanto,
tornando-os sensuais,
desejados
por um amor como o meu!

José Manuel Brazão

Deixo o tempo...

Deixo o tempo
esquecer as mágoas que vivi,
os desenlaces que superei,
as lutas que travei.

Deixo o tempo
lembrar as alegrias que vivi,
as tristezas que superei
e este amor que sempre viverei!

Deixo o tempo
fazer-me acreditar
em tudo o que não vejo,
mas sinto...



José Manuel Brazão

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Por tua causa


Por tua causa a minha vida
nunca mais foi a mesma;
tudo se alterou
na rotina, no descanso,
mas em mim
- o Homem -
houve a conquista
de valores adormecidos
e hoje fortalecidos,
que fazem do poeta
um homem com outra visão,
Com horizontes sem limites
no espaço e no tempo,
numa entrega desmedida
àqueles que me seguem,
acarinham e valorizam,
tornando o meu sentir e acreditar
em verdadeira sintonia,
que recuando no tempo,
sonhava, pretendia,
mas não sabia
se qonquistaria!
Hoje
por tua causa
estou reflectindo em palavras
e apenas por tua causa,
escrevendo
poesia da paz,
da harmonia e do amor...
... a minha poesia!
José Manuel Brazão

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Nunca te sentirás só!


A vida é bela,
mas nem sempre
é fácil o caminho a trilhar!

Já percorri muito
do meu caminho
com muitas curvas
e contra-curvas.

Tomei cautelas,
mas mesmo assim
elas nos enfrentam
e nem avisam!

Na tua insegurança vivida
pensa n’Ele.
eu estarei contigo
e nunca te sentirás só!

Jose Manuel Brazão

Acordei com a saudade ao meu lado

Hoje acordei acompanhado
pela saudade ao meu lado...
Meus olhos percorreram
imagens de sítios que conheci
de corpos em que vivi
e num deles
sorri com destino
e recordei
uma paixão iniciada
um amor consumado,
que ficou em nosso peito!
Já de olhos abertos para a vida
que me espera, comecei mais um dia
de outros que virão!

José Manuel Brazão





quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Ventos do nosso amor

Vejo a tua imagem
sempre em mim;
penso e escrevo
o amor que me envolve
as nossas vidas
e te envio
por esse vento amigo
minhas palavras
em poemas
que atravessam este mar imenso
e chegam a ti
pousando em teu colo.

Abraças e beijas
cada uma delas,
acaricias
como se fosse meu  corpo!

Olhas o horizonte,
fixas o mar,
esperas pelo vento
que me trará
teus pensamentos
de paixão e amor,
que guardavas em teu coração!

E este vento amigo
de mim tudo levou
e de ti trouxe a esperança
de sermos felizes
no resto dos nossos caminhos!



José Manuel Brazão

Serei eu...

Serei eu
somente eu
quem procuras 
para aliviar tua alma
que está nua diante da Vida
e ajudarei teus passos
serem firmes na tua libertação,
porque te sentias prisioneira
sem grades no coração,
mas com medos
de reviver um grande amor!

A Vida mostra
que todo o tempo é tempo
de veres o lado bom da Vida!

Serei eu
o presente e o futuro
e jamais o passado!



José Manuel Brazão

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ciranda da nossa Vida

Nesta Vida
giramos e mais giramos,
nos encontramos
sempre nesse ponto:
o casulo do amor!

Tu, minha butterfly
vens sempre
com asas de amor
te aconchegar
no meu corpo
que te espera sempre!

Geramos muito Amor
que reflectimos na Poesia
e convivemos com ele na Vida!
 José Manuel Brazão

Sonhos meus

É bom sonhar...
E ficamos com a sensação
duma vida ideal,
mas no acordar
vimos o real e aí
só há um caminho:
coragem e superar,
recolhendo as pedras
que encontrámos
e ignorámos
que serão um monte de ilusões!

Caminho livre
e avançamos
renovando a Vida,
dos hábitos,
das atitudes
e até seleccionando
os Amigos
- aqueles da forma pura de amar –
e a Vida sorrirá,
o Sol abrirá
e a Lua contemplará!

Olhando para trás
veremos o tempo perdido


e aprendido,
mas saberemos
que todo o Tempo é tempo
de corrigir o que errámos
e ver como a Vida se tornou mais bela!

José Manuel Brazão

Tento ser metade...

Por vezes
tento ser metade
do inteiro
que és para mim!

Tua entrega é total
nestes sentimentos em vendaval,
que o vento leva e trás!

 Espero-te sempre
através desse vento
colhendo dele
o teu aroma de mulher
feliz, realizada
que se sente amada
em permanente paixão
na busca da tua paz,
da nossa paz!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Deixemos amanhecer

Deixa amanhecer
Mesmo com chuva
sobre os olhos
Mesmo que a névoa
confunda o que vês
Apenas deixa amanhecer...

Ninguém pode viver
em completa escuridão
Já é primavera
Não perca essa beleza
Diante de teu olhar
Não, não perca

Tudo à tua volta
É um chamado à vida
É um convite aos sonhos
Então sonhe, devaneie
Mas não perca
todos os amanheceres
Porque são preciosos
E pode haver, em um deles
 Uma flor esperando
Ser regada por ti...

regina ragazzi

[....]


Como  é bela a Vida,
que me permite viver,
sentir e amar
essa flor que cresce em mim
cada vez mais viçosa,
graciosa,
recebendo esse Sol
e doando a Luz,
que aquece o coração
e ilumina o meu amor!

Flor do meu jardim,
jardim do  encanto,
banhado pelo lago da paixão!

José Manuel Brazão

Estarei olhando para ti!

Jamais me cansarei
de olhar para ti,
pelos teus olhos lindos,
que me levam à tua alma,
luzindo para mim
o encanto das tuas palavras
em gestos sublimes
e jamais me cansarei
daquilo que a vida nos deu;
harmonia e amor
por este eterno em nós!


José Manuel Brazão