**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Beleza exterior

Beleza nas formas
de teu corpo,
mas falta o conteúdo,
esse interior...
 que se deseja na Vida
para o entendimento
e o sentimento forte
do amor com o amor!

E se nessa beleza
não houver riqueza interior,
então a outra beleza
apenas serve a imaginação
e a inspiração do Poeta!

José Manuel Brazão

Dor e sofrimento


Todo o amor
mesmo em harmonia
tem dor e sofrimento!

Um forte sentimento
que envolvendo paixão
deixa muita marca
na nossa alma!

Ele não sai
aloja-se no coração
e faz recordar
os momentos de amor,
de entrega e contemplação,
que não se repetem
mesmo com muito querer
nesta Vida por momentos
vividos e que só a ausência
permite ver o que perdemos!

Aproveitemos o resto
que a Vida nos consagra
para viver e não apenas existir!

José Manuel Brazão

domingo, 29 de setembro de 2013

Vale sempre a pena!


Quando minha vida, parecia outonal
com a queda das folhas da esperança ansiada,
num sono sem fim, de novo acordei
e apareceste de braços abertos
para estares comigo neste amor florido
de encanto, muito encanto
em que tu és a rosa das rosas!

E por acreditar, que não haverá mais
Outono triste, de folha caída,
vale sempre a pena acordar para a Vida
com a Mulher dos nossos sonhos!

José Manuel Brazão

sábado, 28 de setembro de 2013

Beleza sublime!

Avistei uma mulher
nas rochas em que o mar batia
e aproximei o meu olhar:
ela me fixou!

Contemplava o mar,
recordando
a vida passada,
anseios e sonhos,
as suas preocupações
om os entes queridos,
muito leal com os amigos
e me dizendo
como se há nuito
nos conhecessemos!

Senti isso:
Que já nos conhecíamos
se de outras Vidas
e nos reencontrássemos ali!

Nas suas palavras,
encontrei doçura,
compaixão,
paixão, amor,
saber viver,
vivendo!

Diante de mim
só encontrei beleza,
na Mulher
que irradiava Luz
e sentimentos nobres.
Era mesmo bela;
uma beleza sublime!

José Manuel Brazão

Lindo sonho

Quando existe amor,
não tem barreiras,
limites ou distâncias!

Este amor existe
entre duas almas,
que vivem cada dia,
cada noite,
com esta chama
de amor vivo,
ardente e convicto!

Este amor continuará,
pela nossa força,
confiança
e esperança
de um amor,
de um grande amor,

em que ela diz:
serei sempre tua!

José Manuel Brazão



sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Que a estrela não se apague!



O amor é uma estrela
entre as mais brilhantes!

O amor
é um sentimento
para viver
e fortalecer!

O amor
é vida!
Não é teatro,
para haver ensaios!

O amor
não é um lamento,
mas uma convicção
em que fala o coração!

Sem amor
a vida não faz sentido!

Que a estrela não se apague!

José Manuel Brazão

Memória do tempo


Recordo,
as primeiras palavras;
palavras vividas
e revividas,
com saudade
da tua mocidade!

Nasceu a amizade:
envolvida em mares,
nunca navegados,
envolvida em palavras,
palavras sentidas,
cobertas de emoção,
por vezes:
vestidas de paixão!

Recordo,
muitas palavras,
de amor,
amor ao próximo,
com autenticidade
e cumplicidade,
que guardo no tempo,
na memória do tempo …


José Manuel Brazão

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Brisas de amor!

Vejo a tua imagem
sempre em mim;
penso e escrevo
o amor que  envolve
as nossas vidas
e te envio
por esse vento amigo
minhas palavras
em poemas
que atravessam este mar imenso
e chegam a ti
pousando em teu colo.

Abraças e beijas
cada uma delas,
acaricias
como se fosse meu  corpo!

Olhas o horizonte,
fixas o mar,
esperas pelo vento
que me trará
teus pensamentos
de paixão e amor,
que guardavas em teu coração!
E este vento amigo
de mim tudo levou
e de ti trouxe a esperança
de sermos felizes
no resto dos nossos caminhos!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Ausência


Nesta tarde gélida,
sinto a tua ausência!

 Sento-me
junto à lareira,
recordo o passado,
com fotos.
Cada uma tem
significado,
momento,
ou evento!

Por mais voltas
que dê ao passado,
não devo continuar;
sentindo a tua ausência!

 Cresce a saudade
e a minha vida anoitece!


José Manuel Brazão

Vida cresce dentro de mim,
Parte tua aqui ficou
Ah, insuportável dor

Em meu porto solidão
lágrimas à deriva, olhar ao alto
teu nome ao vento,
eu, sem resposta...



Anna Carvalho

Jardim dos meus amores

No jardim
do meu coração
vejo as rosas
que exalam amor!

Cuido delas
como se fossem mulheres!

Logo pela manhã
sorriem
para cuidar delas:
ficarão viçosas,
generosas,
sedutoras
e carinhosas,
para o poeta
mais uma vez
se inspirar
na paixão,
no amor,
no romance
e no sonho!

Mais tarde
e na vida,
terei alegria
por praticarem
o que lhes ensinei
no jardim
do meu coração
e expresso
através da Poesia!

José Manuel Brazão


Enquanto há tempo!

O tempo não pára
e como queriamos
que ele parasse
em momentos sonhados
para os viver,
ter os sabores
desses amores
que estão distantes
estiveram tão perto de nós
e por instantes
vem a saudade,
a nostalgia
de não haver o tempo
de ir para ti
enquanto há tempo!

José Manuel Brazão



No silêncio do nosso quarto!

Neste silêncio
vivemos num céu
dando asas ao nosso amor!

Beija-me com doçura,
olha-me nos olhos
deita em meu corpo
abriga-te no calor deste doce ninho,
mistura comigo a alma!

E teu corpo envolvido em meus braços
voaremos no silêncio do nosso quarto
fazendo amor neste firmamento!



José Manuel Brazão

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Rosa das rosas


Se eu pudesse …
vestia o teu corpo
de rosas vermelhas!
Olhava-te,
seduzia-te …

Ao meu redor,
exalava do teu corpo,
o aroma das rosas.

Desse corpo
de incontida paixão,
tirei uma a uma,
cada rosa vermelha.

Teu corpo ficou belo,
muito belo …
sofri,
perante o meu oásis!!!

José Manuel Brazão


[....]

Cada rosa com que enfeitaste meu corpo
De botões desabrocharam-se em flor
E são milhares de botões
Caindo em pétalas de diversos matizes
Todos eles em tons de vermelho-paixão
Lembrando-me cheiros do nosso amor
Forte, intenso e lascivo
Eternizados na beleza e na cor
Comemos cada pedaço dessa maçã-do-amor
Reminiscências de cada momento vivido
E nosso sofrer pela distância
Torna-se belo e calmo
Diante da grandeza do oásis almejado.

Luciana Silveira

Nossa lágrima

Como posso não chorar ao ver tanto amor e saber que não é pra mim?
Como posso não sofrer sabendo que de você isso nunca vou ter?!
Sorte triste essa minha vida
Me obriga viver tudo pela metade
De que vale o desejo, afinal?
Premiação ou consolo?
Dói, como dói...


arregaça a alma, estilhaça o coração...
Dor triste que o prazer finge que engana e o ego finge que basta
coração é criança que a gente não enrola,
Que teima, que chama, que pede...que chora!
Afinal quem disse que não há rima numa lágrima sentida ou numa poesia sofrida?

Anna Carvalho

[....]

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por seres generosa,
uma pedra preciosa
a decorar o meu coração!

Quando penso
e penso em ti,
vem o sonho duma paixão,
sonhada, mas por viver!

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por ver
não estares ao pé de mim!

Apenas sonho
e vem a lágrima…

José Manuel Brazão

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Jamais esqueceremos!


Caminhei no jardim florido do seu coração
tantas flores contei nele,
mas cada uma delas é unicamente especial!

Pessoa que transborda amor e compaixão.

Tens uma mão sempre estendida ao que precisa!
Jamais esquecerei que passei em sua vida
e que em minha lembrança viverás!

Tão amado amigo,
que minhas lágrimas colheu,
e delas lindos poemas nasceu.

Eu te admiro muito
e o meu carinho é imenso!

Psiquê



«««««««««««««««««

Como existe em ti
o belo sentimento
da gratidão,
a tua gratidão!

Encontrei-te
desfeita,
ultrajada,
consumida,
desorientada,
sem um rumo!

Viveste
muitos sofrimentos,
silêncios, angústias,
tristezas,
incertezas,
dores de Alma,
quase destruída!

Ajudei-te,
sarei feridas,
retirei medos!

Renasceu
em ti, outra mulher,
que sentiu Luz,
não mais se sentiu só!

Enriqueceste
a generosidade,
a bondade,
o carinho e o perdão!

Tivémos o nosso reencontro
e sempre unidos
numa amizade pura,
não teremos mais desencontros
e sentirás a minha presença,
para tua serenidade!

José Manuel Brazão

Momentos

Estou aqui,
mas por momentos,
saio, voo,
procuro novos caminhos,
novas mentes,
novas ideias.
Paro
e contemplo o horizonte,
parece-me infinito!
Não vejo ninguém,
mas sinto alguém!
É o amor
que não me deixa
e partilho-o:
com quem encontro;
uns sorriem,
outros perturbam-se!
Reflexos:
dum mundo distraído,
egoísta,
de costas voltadas,
com poucos guerreiros,
na luta dum mundo melhor!
São momentos,
para a minha esperança.
De tristeza,
mas com a certeza,
que sou um dos guerreiros …

José Manuel Brazão

Neste momento

Neste momento
tanto que desejava
estar perto de ti!

Sinto
um vazio na alma
por te saber longe,
entristecida,
sofrida
e por precisares
do meu carinho
e do meu amor!

Sinto
neste momento
que seremos ajudados
por Ele
que nos acolhe
e abençoa pelo eterno
este puro amor!

Neste momento
sou tão feliz contigo,
alimento minha alma em ti;
preciso mais de teu carinho
que de teu corpo!


José Manuel Brazão



domingo, 22 de setembro de 2013

A flor do nosso jardim

Como  é bela a Vida,
que nos permite viver,
sentir e amar
essa flor que cresce entre nós
cada vez mais viçosa,
graciosa,
recebendo esse Sol
e doando a Luz,
que nos aquece o coração
e ilumina o nosso amor!

Flor do nosso jardim,
jardim do nosso encanto,
banhado pelo lago da paixão!

José Manuel Brazão

sábado, 21 de setembro de 2013

Muros na Vida

Muitos muros na Vida
aparecem no meu caminho.
Uns transponho bem,
outros sou ajudado!

Muros na vida,
alguns no amor,
mas com muro iluminado
mais depressa chego a ti,
que vives ansiosa,
pelo desejo
da fusão dos corpos!


José Manuel Brazão

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Um pedaço meu...

Longa vida,
entregando-me aos outros.
Uns entenderam-me.
Outros ignoraram-me!

Longa vida,
com alegrias:
o caminho era esse.
Com tristezas:
erros que não entendi.

Tenho tempo para os corrigir,
pedir o meu perdão
e perdoar aos que erram comigo.

Em cada pessoa vejo um amigo,
e depois …
As desilusões, os desencontros,
a angústia invadindo meu corpo,
palpitando o meu coração.

Renasce a esperança,
creio e vou por diante.

Há sempre um pedaço meu,
com verdade e amor,
compaixão e tolerância,
um sorriso vibrando Luz.

Um pedaço meu,
que levarei comigo,
na viagem necessária …

José Manuel Brazão

Acreditas...

Acreditas,
acreditas em ti
e muito!

Sonhas
com o teu viver,
que nem sempre será noite,
mas haverá um luar
que iluminará fortemente,
o teu coração ardente,
Com amor,
muito amor!

Passearás
o teu charme por mim,
e me encantarás!

José Manuel Brazão


quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Lembra de mim

Lembra de mim
mulher da minha Vida,
dos momentos felizes,
dos momentos de glória,
dos momentos
de paixão e amor,
dos viveres
de alegria e tristeza,
dos sentires
de paz, harmonia
e amor!

José Manuel Brazão

Deixo a Vida me levar...

Deixo o tempo
esquecer as mágoas que vivi,
os desenlaces que superei,
as lutas que travei.

Deixo o tempo
lembrar as alegrias que vivi,
as tristezas que superei
e este amor que sempre viverei!

Deixo o tempo
fazer-me acreditar
em tudo o que não vejo,
mas sinto...



José Manuel Brazão

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Não pedi, mas tu deste-me!

Assim quis teu coração
que estivéssemos perto
de corpo e alma!

O que parecia distante
se fez próximo
com corações unidos
pelo carinho que enviaste
e eu recebi
como dádiva de Deus!

Sem toques de corpo,
nossas Almas se tocaram!

José Manuel Brazão

Um beijo de quero mais....



Um beijo que só ele foi capaz de dar... Um beijo que faz sonhar! Um beijo que tira o fôlego, que leva perder a razão, que nos faz refém da situação. Um beijo de sedução que nos transporta ao céu, que aflora os desejos mais ocultos.

... Aquela boca sim, aquela em especial é capaz de dar aquele beijo com gosto de quero mais! Só beijando aqueles lábios para entender a tentação contida nesta trama.

Graciele Gessner


[----]
Todos os dias
penso em ti,
como se estivesses aqui!

Anseio
por este amor
um amor em palavras,
como se fossem
cartas de amor!


Um dia
neste convívio lindo,
beijámo-nos,
muito…
…sentimos prazer,
olhámos fixamente
e sem palavras
mas com um olhar
de mil palavras!

Aquele beijo
será sempre
aquele beijo…

José Manuel Brazão

terça-feira, 17 de setembro de 2013

O tempo é o nosso segredo

Dás-me tudo aquilo
que preciso
e pensava ter perdido!
Reconquistei
através da tua palavra,
da tua sabedoria
em que eu aprendi
e confio em ti!

Usas a tua gratidão
e queres ver em mim
um homem diferente
do mundo que te rodeava!

Ganhei  mais força interior
e seguiremos em frente,
pelos trilhos do nosso caminho!

O tempo é o nosso segredo
e ninguém vai saber
o que existe entre tu e eu!

José Manuel Brazão

Amor de Amiga

Sinto em mim
esse amor amigo,
que me conforta
e em que eu confio
serenamente!

Sei
que para voar
me darás asas,
asas de amor;

Sei
que estarás comigo,
sempre
mas sempre
neste amor amigo
como a irmã que não tive!

Assim será
para além do azul!

José Manuel Brazão



segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Sem ti...

A minha vida
sem ti
não faz sentido!

Amo-te
como nunca amei,
está em mim
como parte da minha vida!

Amas
e vives esta paixão
sofrendo,
cada hora, cada dia,
como se houvesse
apenas presente!

Nosso amor
é uma rosa viçosa,
Cuidada em cada dia,
e só morrerá,
quando nós também!

José Manuel Brazão


domingo, 15 de setembro de 2013

Cuidando do nosso jardim...

Meu jardim era tão triste
Quase não havia flor
Um jardineiro chegou de bom grado
plantou sementes de amor
tratou da terra seca
aparou as folhas mortas
das sementes,
vieram flores de toda cor,
-Que belo teu jardim! -Jardineiro exclamou!
Mas a primavera passou
no outono que chega agora
As flores caem ao chão
É a força da NATUREZA
LUTE jardineiro!
É preciso regar mais vezes,

Arar a terra, curar as flores!
Antes que chegue o frio do inverno
E aquele rosa que outrora viçosa
Morra triste por falta do teu cuidado...

Anna Carvalho


[....]

Tenho o meu jardim
sempre florido,
com rosas
dos amores, paixões
pelas mulheres da minha vida!

Existem rebentos
a florescer
como rosinhas,
as rosinhas da minha Vida!

Todos os dias
olho para o jardim
e  meus olhos se encantam
vendo em cada flor
uma parte de mim!

Aproximo-me de cada uma
e acarinho, dou amor
e sorrio…

… cada flor
é uma história vivida,
com encanto,
paixão e amor!

O jardim do meu encanto
ficará…
e eu um dia
partirei
com o meu corpo coberto
de pétalas de amor!

José Manuel Brazão

Butterfly


















Há muito
que voas por mim,
em mim!

Voas, voas,
sem descanso,
vais
para onde vou;
na manhã de cada dia,
páras junto a mim
e no teu frenesim,
acordas-me,
mostras-me o Sol,
que nos ilumina
e começas
os teus movimentos
de carinho,
preocupação
e dedicação por mim!

Penso,
penso muito,
donde veio ela
e porque se dedicou a mim?

Uma borboleta assim,
terá amor?
Amor por um homem
que lhe dá atenção,
dá o coração
para quem o acarinha!

Chamo-lhe Butterfly!

Vou por aí,
pelas ruas da cidade
com ela no meu ombro,
todos nos olham,
de espanto,
de admiração
sorrindo!

Como uma borboleta
com tanta liberdade,
se priva dela,
para não me abandonar
e viver comigo,
com este amigo,
para todo o sempre!


José Manuel Brazão

sábado, 14 de setembro de 2013

Até um dia...

Até um dia
não sei  quando será,
mas sei que amanhecerá
em nossas vidas
para receber alegria
e findará a fantasia!

E nesse até um dia
diante de nós a realidade
com a esperança
dum acordar promissor
para continuar este amor,
grande amor pela Vida!



José Manuel Brazão

Ausente de mim

Ando por aí num silêncio
com dor e sofrimento
na busca de ti
e da esperança...

Não te encontro,
mas sinto
a ausência-presença
através do perfume da tua alma,
como uma recordação
vivida no silêncio da noite
e no amanhecer de cada manhã!

José Manuel Brazão

Mulher de silêncios

Há vários anos
que te vejo assim,
viveres por viver,
com uma resignação
sem dimensão,
com uma fidelidade,
que pensas ser merecida,
porque sempre soubeste amar,
mas não recebeste esse conforto!

Tens uma alma sempre iluminada,
que te dá a força de viver
e não apenas existir!



José Manuel Brazão

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Angústia de amor

Foi belo
o amor que te dei
e os momentos vividos,
que não se repetem,
apenas ficam
na memória do tempo!

Foi belo
aquele amanhecer
que gerou dentro de ti,
a paixão, o amor
nunca antes vivido
e que voou
pelo mar imenso
e nos juntou
num sentir
forte,
muito forte,
que parecia eterno!

Um eterno
enquanto durou…

... até anoitecer…

Ficam marcas
desta paixão,
deste amor original,
distante
que uniu corações
que só nós entendemos
e o destino...

José Manuel Brazão  

"É preciso permitir que alguém nos ajude, nos apoie, 
nos dê forças para continuar. 
Se aceitamos este amor com pureza e humildade,
 vamos entender que o Amor  não é dar ou receber 
- é participar." 


Paulo Coelho