**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

terça-feira, 31 de julho de 2012

O que é o Amor? Algum dia saberemos?




Não estou só, nestas interrogações!


Pensamos que sabemos o suficiente sobre ele na Vida e  tentamos praticá-lo!


Mas há sempre o mas; será que o doamos contribuindo para a felicidade de outros e julgando contribuir para a nossa ?


Na vida não existem  certezas de nada, apenas o  será a nossa partida na viagem necessária; tudo o resto são buscas constantes no nosso interior e por aí!


Julgando contribuir na Vida e na Poesia doar tudo de mim o meu amor é incompleto (continuo um aprendiz) e naturalmente não ajudou ninguém como eu desejaria, queria e sentia!


O Amor é tão belo, que se não for bem aprendido e compreendido pode causar dor e sofrimento a quem se destine e posteriormente a quem quis ajudar  por bem e só por bem!


José Manuel Brazão

A tua busca


Procuras na tua vida
esse caminho ideal
que se chama destino
e te faz viver
insegura, carente,
e quase perdida
por ainda não o teres descoberto.

Vai sempre àquela fazenda
que tu conheces bem
e que eu imagino;
reflecte sobre o bem e o mal
que te aparece.

Pensa,
pensa bem
em ti.
Ama-te
para amares a Vida
e quem te quer
incondicionalmente
seguindo teus passos,
sonhos, anseios,
quereres e sentires!

Um dia destes
sorriremos,
porque teus passos
já os sentes
e avanças decidida
conquistando
tudo o que sonhaste,
ansiaste e desejaste.

Esse amor
que andava perdido por aí...
... virá finalmente
Incorporar-se em ti!

José Manuel Brazão


Butterfly


Butterfly
Que carrega nas asas
seus dias
suas noites
seus amores
suas dores
suas sombras
seu mundo
seus sonhos
seus medos
seus anseios..desejos.
Borboleta que chora
por achar o fardo pesado demais
mas sempre acreditando no que dizem
que nos é dado aquilo que pudemos suportar.
Me sinto assim
Uma pequena e frágil borboleta
diante de tudo que carrego
e suporto
calada
sozinha
assustada.
Mas mesmo assim insisto voar
tentando sempre levar adiante meu destino.
vou com elas.
Duas.
Sempre duas
Sempre companheiras
Asas..
Não são elas os maiores convites a voar?
A pensar? A sonhar?
Se elas me foram dadas
é um desperdício não voar e arriscar.
Sou assim uma criatura alada das alturas
uma doce criatura liberada.
que se permite todos os dias
mergulhar no precipício da imaginação
sempre acreditando
que por ser o que sou
alcançarei os mais altos céus
ouvindo sempre
a doce voz que tem meu coração.

Nanda Costa


[...]

Há muito
que voas por mim,
em mim!

Voas, voas,
sem descanso,
vais
para onde vou;
na manhã de cada dia,
páras junto a mim
e no teu frenesim,
acordas-me,
mostras-me o Sol,
que nos ilumina
e começas
os teus movimentos
de carinho,
preocupação
e dedicação por mim!

Penso,
penso muito,
donde veio ela
e porque se dedicou a mim?

Uma borboleta assim,
terá amor?
Amor por um homem
que lhe dá atenção,
dá o coração
para quem o acarinha!

Chamo-lhe Butterfly!

Vou por aí,
pelas ruas da cidade
com ela no meu ombro,
todos nos olham,
de espanto,
de admiração
sorrindo!

Como uma borboleta
com tanta liberdade,
se priva dela,
para não me abandonar
e viver comigo,
para todo o sempre!

José Manuel Brazão
vc me conhece perfeitamente e..sabe que este poema é como se fosse minha autobiografia!..
esta perfeito junto ao teu..muito obrigada por esta linda homenagem..

04/06/2010
Bjô


Nanda Amiga querida
Dos mais belos momentos
com as nossas duplas de poemas
no site Luso-Poemas
Beijooo do ZÉ

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Neste momento


Neste momento
tanto que desejava
estar perto de ti!

Sinto
um vazio na alma
por te saber longe,
entristecida,
sofrida
e por precisares
do meu carinho
e do meu amor!

Sinto
neste momento
que seremos ajudados
por Ele
que nos acolhe
e abençoa pelo eterno
este puro amor!

Neste momento
sou tão feliz contigo,
alimento minha alma em ti;
preciso mais de teu carinho
que de teu corpo!

José Manuel Brazão

http://www.youtube.com/watch?v=k38UpSSeOx0 

Um sonho: Chão Brasileiro!



 Sonhei atravessar
este mar imenso
que me separa e me une
a chão brasileiro!
Durante essa viagem
muitas imagens reais
com outras mentais
vividas intensamente
e escritas no meu livro da Vida!

Um dia... irei...
e quando pisar
o chão brasileiro,
ajoelharei
e beijarei esse solo
simbolizado
nas amigas e amigos,
Poetas e meus leitores
o carinho e o amor
que existe em nós!

José Manuel Brazão

domingo, 29 de julho de 2012

Um lugar somente nosso




Em algum lugar
Em que pudesse
Revê-lo e te amar,
Querer-te e abraçar.

Um lugar apenas,
Em que seria o sempre,
Pertenceria, permaneceria
Em nossa eterna história.

Um lugar somente nosso, de encantos;
Quão mágico e cheio de esperança,
Lembranças dos nossos sentimentos.

Graciele Gessner

[....]

Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!

Conhecemo-nos
tão bem,
como se vivêssemos,
juntos
cada instante da vida!

Distante
vivo as tuas amarguras,
os teus dilemas,
o querer e não poder,
que por vezes
penso :
estamos tão próximos!

O meu coração
embriaga-se de paixão,
de amor;
visto-te rosas vermelhas.
Olho o teu corpo,
fascino-me
com esse jardim,
delicio-me
com as pétalas de amor,
cheiro
o aroma que vem do teu corpo!

São os meus pensamentos,
distante de ti!
Estou cansado de sonhar,
mas vivo para te amar!

José Manuel Brazão

Palavras e a vaidade


Palavras
só palavras!

Tantas gastas
e pouco usadas.

Quando procuro
quem as disse
ou escreveu,
fico desiludido!

O poder da palavra
é infinito!

As palavras
estimulam
ou desmotivam.

As palavras
criam paz
ou convulsões.

As palavras
causam desavenças,
em vez de uniões …

Para mim
as palavras
são um dom da natureza
para se conviver bem
com elas
e um elo de aproximidade
e de fraternidade …

mas há quem teime
em “passeá-las”
com a sua vaidade...

... coitada da Poesia!

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=w9ZkTqdF8Q0


sábado, 28 de julho de 2012

Palavras ao vento...


Palavras ao vento......

 Quantas palavras foram ditas
muitas frases de amor foram escritas

inúmeros anseios em uma simples folha de papel
belas palavras, que me levaram por muitas vezes a visitar o céu

um poeta e uma poetisa
deixando registrado no tempo, todo amor
toda saudade, toda dor.

Poemas...
poesias...
pensamentos...
sentimentos...

Lindas palavras...
jogadas...

atiradas ao vento....

Nanda Costa

[....]

Nesta vida poética
palavras escrevi
pensando em ti
vestindo-as com paixão
saídas do coração com amor,
com muito amor
e hoje sofres a dor
de guardares no teu peito,
que pulsa de arrependimento,
num confuso sentimento
de amor escondido,
mas que desejas gritar  ao Mundo,
que foi o teu amor real,
vivido, sentido,
e será sempre um amor,
um amor inacabado em Poesia,
nas palavras,
mas será consumado
por ti nos gestos
e atitudes para comigo!

Palavras ao vento,
que esse vento amigo
fez chegar a ti!

José Manuel Brazão


Percurso de Vida



Caminho longo
percorrido
com obstáculos
que superei,
uns por mim
e outros ajudado!

Por quem?
Alguém!

No caminho longo
encontrei de tudo,
coisas boas e más.
Pessoas
que me davam a mão,
pessoas
que me traziam no coração,
mas ele era artificial!

Uns
ficaram para sempre.
Outros
ficaram pelo caminho!

Eu
continuo o percurso,
caminho longo…

José Manuel Brazão

Janelas da tua alma



Olho para ti,
fixo teus olhos
e vejo eles sorrirem
e nesse brilho
janelas se abrem
e levam-me até à tua alma!

Aí contemplo-te
na Mulher de amor,
que tudo me dás
com os mais belos sentimentos
mais nada sobrando
perante a tua entrega
com amor ao amor!

José Manuel  Brazão

Não há vontade que se acabe!



Vivo em ti
mesmo que a Vida
nem sempre esteja próxima!

No teu corpo escondes
o que te vai na alma,
amor cúmplice
e um coração
que vive junto do meu!

Corpos que se consolam
nos momentos só nossos,
que sonham com o belo da Vida,
com o momento certo
e seus corações clamam:
não há vontade que se acabe!

 José Manuel Brazão

O céu da ilusão


Não quero mais o céu da ilusão
que fazia bem ao meu coração,
mas confundia minha Alma!

A vida ensinou a encontrar o chão
que piso mesmo com pedras
que guardo num monte
e serão o meu banco de reflexão da vida
daí avistarei a natureza
nesse horizonte sem fim
e já não verei o céu de ilusão
que fará mudar o meu rumo
com a esperança que dias melhores virão
e entrarão pelas janelas da minha Alma!

José Manuel Brazão

Olhos infinitos...


Meus olhos borboletas
passeiam primaveras
Asas azuis
Já arriscaram voos mais altos
(quando eram pássaros)

Meus olhos azuis
sonham infinitos
Infinitamente sonham
(Nunca desistem)

Meus olhos borboletas
passeiam primaveras
Descansa,
o pássaro que eu era
Mas meus olhos azuis...

regina ragazzi

[....]

Olhos
sempre os olhos
na vida de cada poeta!

Mas os teus olhos
são diferentes;
a cor que sobressaie
em teu rosto
nos deixa carentes
e me lembra
em noites de luar
uma maresia de amor!

Esse azul evidente
e da cor do mar,
me leva para horizontes
sem fim!

Esses olhos marinhos
de  ti em mim,
me confortam
entre muitos carinhos!

José Manuel Brazão



Rosa das rosas




Se eu pudesse …
vestia o teu corpo
de rosas vermelhas!
Olhava-te,
seduzia-te …


Ao meu redor,
exalava do teu corpo,
o aroma das rosas.


Desse corpo
de incontida paixão,
tirei uma a uma,
cada rosa vermelha.


Teu corpo ficou belo,
muito belo …
sofri,
perante o meu oásis!!!


José Manuel Brazão


Cada rosa com que enfeitaste meu corpo
De botões desabrocharam-se em flor
E são milhares de botões
Caindo em pétalas de diversos matizes
Todos eles em tons de vermelho-paixão
Lembrando-me cheiros do nosso amor
Forte, intenso e lascivo
Eternizados na beleza e na cor
Comemos cada pedaço dessa maçã-do-amor
Reminiscências de cada momento vivido
E nosso sofrer pela distância
Torna-se belo e calmo
Diante da grandeza do oásis almejado.


Luciana Silveira

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Os olhos do meu coração




O meu amor por ti
vem de longe,
num silêncio sereno,
de muita convicção,
só visto pelos meus olhos,
os olhos do meu coração!


Sabes desta paixão
que passou a amor,
quando senti
a tua dedicação,
admiração
por mim!


Tens o conforto
do meu pensamento em ti;
nessa hora desejas-me,
fixas a minha imagem,
sorris para ela,
apertas no teu peito,
sentindo o meu corpo
levar-te ao prazer!


Cai-te uma lágrima,
enfrentas a realidade,
de o amor nos aproximar
e o mar nos separar!


José Manuel Brazão




Nossa!!! Que lindo isso...
me dá muita alegria vim aqui e venho todos os dias.
Parabéns por mais este lindo trabalho, suas poesias realmente encanta e com muita emoção!
Bjs com carinho da Si


Abriste o teu coração



Vivendo nos teus sonhos
e pensamentos,
estou sempre presente
com os meus olhos
e sorriso que te encantam!

Anseias pelo dia
de me sentires
desejares
e a Vida festejares!

Quem me dera
que esse amanhã
fosse hoje!

Mas serenos
viveremos cada dia,
porque abriste teu coração
e eu já entrei!

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=LVCYLQc9UBg&feature=related

Acreditemos sempre


Feche os olhos.
Perca-se em devaneios
sabes que tenho amor
Amor assim: Tipo eterno!

Tenta acreditar
Sempre fomos amigos
Amigos irmãos...
Irmãos de alma e coração
Criei sozinha essa ilusão
Ilusão de amor, de te amar.

Manhosa... Fantasiosa...
Sou assim: Esse ser sonhador!
Tudo que diz: Vou logo acreditando...
Lhe peço querido
Feche os olhos
Eles dizem que me ama...
E sei: Estão mentindo...
Mas quase que acredito...

Sueli Rodrigues

[....]

Acredita em mim
e não digas:
“mas quase acredito”,
porque no amor e na vida
não sei mentir,
uso a verdade mesmo que magoe!

Meu amor por ti
de olhos bem abertos
é claro como a água
do lago da paixão,.onde nos cruzámos
e para sempre ficámos!

José Manuel Brazão

Não entendo...


Olho
e volto a olhar;
não entendo!


Penso
e volto a pensar;
não entendo!


Uma vida
com mágoas,
com marcas em mim,
tristezas que não vão;
alegrias que não vêm!


Onde estão,
os amigos de ontem?
Aqueles
a quem dava o sorriso,
estendia a mão!


O amor…
Não entendo...


José Manuel Brazão


Dedico aos Amigos do Hoje e do Amanhã
e aos Amigos resistentes com décadas
de companheirismo!



http://www.youtube.com/watch?v=r5ZwmTB7NCU&feature=related

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Aguardo uma brisa de ti...


Aguardo
uma brisa de ti...
Uma palavra,
um poema,
um beijo.
Aguardo em silêncio
calando o meu desejo...

Aguardo
uma brisa de ti...
Um carinho,
um abraço,
um sorriso.
Aguardo com saudade
pois é de ti que preciso...

Aguardo
uma brisa de ti...
Que me sussurra ao ouvido
que precisa de mim...
Que me deseja,
que me quer possuir...
E meu corpo
entrega-se em gemido
a uma noite prometida
de corpos entrelaçados
em suor...
Na febre de um amor
ainda por cumprir...

Vanda Paz

[....]

Nesta noite prometida
aguardas de mim
uma brisa
um carinho,
um abraço,
um sorriso.

Aguardas e sentes
que te desejo
e teu corpo entregas
em suor para te possuir
nesta noite prometida.

Rendidos nossos corpos,
os desejos foram cumpridos
entre quereres e sentires!

José Manuel Brazão


Perfeito dueto,Emocionante! Parabéns Poetas... deixo aqui um sopro de brisa pra vocês...
Boa noite e sonhos inspiradores!
bjo
Su







Pobre Poeta ... do amanhã!



Escreve
como se sonhasse,
se vivesse
num mundo de encanto,
de ternura e amor!


Escreve
para alimentar a alma
de quem o lê,
recebendo
gestos de amor!


Escreve poemas
para aliviar os dilemas;
os seus
e dos outros…


Se não escrever,
morrerá a alma do Poeta,
ficando apenas:
um homem,
uma vida
e um pobre Poeta
agonizante…


Apagam-se as luzes…
Mas ficou a honra
e os seus poemas!



Dia dos AVÓS - 26 de Julho



Um Avô!


Passa o tempo
sem dar por isso!


Os netos crescem,
procuram-me
e não me encontram!


Ando por aí,
olhando por este,
ajudando aquele.


Passa o tempo
e meus netos crescem!


Não os vejo,
mas imagino
o amor
que nos atravessa.


Não os vejo,
mas sinto-os
a todo o instante!


Não me encontram,
mas sabem
que estou vivo,
sempre com o amor
por mensagem…


José Manuel Brazão




quarta-feira, 25 de julho de 2012

Flor especial: Vida


Aprendi na minha vida,
a amar distante e próximo!


Não sei distinguir
qual o mais intenso,
mas sei,
que basta ser amor,
para ser imenso!


Aprendi na minha vida,
a dar
sem nada pedir!


Darei a todos
pétalas de uma flor especial:
a Vida!




José Manuel Brazão

Voltarei sim no dia da saudade


Te vejo partir
Sorriso amarelo
Vou deixar que você vá
Que beba de outras fontes,
Que cheire outras flores,
Que viva outros amores,
Que sonhe em outras camas
e goze entre outras pernas.


Mas você vai voltar
pra morrer em mim.
Por que eu sou a sua casa
Morada eterna do seu amor
Habitação perpétua do seu desejo.
Sou seu túmulo,
Sua lápide,
Seu descanso,
Seu fim.
Por isso, parei de chorar
pois seu lugar é em mim.


Sandra Freitas


[....]

Sinto na minha alma
o eco das tuas palavras,
palavras vividas
sofridas por uma vida
sem sentido,
sem amor,
mas com esperança!

Vida por viver,
mas sonhada!

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que deste,
mas não recebeste!


Sinto ainda
o eco das tuas palavras
envoltas em lágrimas
que lavarão o passado,
para olhares o futuro,
com ansiedade...

Meu amor
Não aguento mais
Estar longe de ti;
Voltarei sim
no dia da saudade!

José Manuel Brazão


Para estar junto não é preciso estar perto e sim do lado de dentro!
Leonardo da Vinci


Que coisa mais linda de ler né....(modéstia a parte, somos muito bons juntos..hehhee)
Que Deus continue te protegendo com seu braço forte e te conceda muita saude e paz.
Bjokas amigo-poeta-irmão. Sandra

E tudo o vento (amigo) levou...



Conheci um vento amigo
que levava até ti
tudo o que esperávamos da Vida
em nós!

Um amor intenso
enquanto tivémos momentos felizes,
sonhando e realizando!

Tudo passou,
mas nada
mais aconteceu!

Dei amor em vão,
e teu coração tremeu
e te fez sumir,
escondida da Vida!

Vi as raízes de amor
secarem, morrerem!

E esse vento amigo,
que antes andava em vai-vém,
também cansou
e ficou junto de mim
apenas como vento amigo.
Só meu...
José Manuel Brazão


Não importa para onde vamos seguindo,
entre nós sempre haverá a lembrança
de um olhar, de um carinho,
e da integridade de momentos sinceros.
Mario Quintana 





Alma de Poeta com lágrimas ocultas!


Nem sempre a coragem
está em mim
e nela tento buscar
as forças que preciso.
Choro em silêncio
lágrimas ocultas
na alma do Poeta.

E em noites sem Lua
vem uma Luz iluminar
o meu coração de Homem
e Deus enxugar essas lágrimas,
deixando lágrimas do Poeta,
serem de alegria, alegria  pensando
em quem lê a sua Poesia!

Minha Mãe e a Poesia
serão sempre amor eterno!

José Manuel Brazão

terça-feira, 24 de julho de 2012

Porquê?



Sim, porquê?
porque
me entristeces,
desprezas,
abandonas!

Eu vivo por ti,
para ti
e não dás a mão,
quando apenas
peço compaixão!

Buscas
na minha força,
o desequilíbrio,
o engano,
o desânimo,
a desistência!

Puro engano!

Tenho força interior
bastante,
para agarrar a esperança,
viver dias de Sol,
libertar-me da escuridão
que me ofereces!

Desejo
que eu e tu (vida),
sejamos Amigos
para todo o sempre,
jamais te perderei!

José Manuel Brazão

Amar acima de tudo!

Enquanto a vida permitir
amarei sempre
com convicção
e dedicação
quem para mim
vale a pena
mesmo que isso
me traga desconforto
virá o mais importante:
amor de verdade
de entrega absoluta
a um ser humano;
uma mulher honrada,.
digna da Vida
e com lealdade
e fraternidade
sem limites
ou horizontes!

Esse horizonte
que vislumbro
nem todos alcançarão!

Este  Homem
e essa Mulher
quis o destino que fosse assim:
amor incondicional
acima de tudo e todos!

Nunca seremos vencidos
nesta Vida em que a luta
é feita de Paz
com mãos iluminadas
a escrever
a viver o Amor!

José Manuel Brazão

* Dedico à minha querida Amiga Graciele Gessner


Esta saudade...


Esta saudade
de ti, longe
me enlouquece,
mas o amor fortalece!

Esta saudade
de ti, me aproxima,
quando te ouço:
te amo…
Me serena,
mas fica saudade!

Esta saudade
não vai embora,
nem a paixão,
nem este amor
ardente,
de chama viva,
que nos ilumina
neste amor
nosso,
muito nosso
mesmo
com esta saudade…!!

José Manuel Brazão

“ Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.” (Clarice Lispector)

Este teu poema brilha como o sol.
Adorei
Beijos
Neusa
Descreves a saudade de uma forma linda.
Cumprimentos,
Fernando Teixeira



Por amor



Por amor,
por tanto amor,
perco-me na Vida,
não sei quem sou,
não sei já
o que faço!


Por amor
dou-me todo:
sofro,
choro,
peço perdão,
perdoo
e esqueço o mal!


Por amor
vivo e respiro
quem amo,
como nunca amei!


Destino?


Sim, destino intenso,
com pedras no caminho,
mas o amor
é assim:
não aparece
como um presente!


Conquista-se…!


José Manuel Brazão







segunda-feira, 23 de julho de 2012

Uma Mulher encontrei


Continuava o meu caminho
quando nossas vidas se cruzaram;
sorriste para mim
esboçaste um carinho
e logo os guardei
no cofre da minha alma.

Tu e eu encontrámos
o sinal de Vida
que ambos buscávamos;
um destino marcado
para uma vivência única!

Tu, Mulher da minha vida,
repleta de sentimentos,
que sempre ambicionei
e teu coração me entregaste.

Esqueceste os sofrimentos
do teu passado
e eu, me libertei
de angústias,
pedras no caminho,
paixões vazias,
amores falhados
e ganhei
dedicação,
amor, muito amor,
lealdade
e entrega infinita.

A vida nos sorri,
momentos felizes
renasceram...
... florescem
e vamos abrir
a porta da Felicidade!

José Manuel Brazão



Relembrando: GRACI e ZÉ uma Amizade para a eternidade


É com emoção que venho reler esta postagem... Um gracioso abraço!

PS: Estou melhor, muito bem...


Graci ainda hoje conversei com uma Colega nossa, a Poeta Sueli rodrigues
e o tema foi a minha forte Amizade contigo ao longo destes anos.
Visitaste agora o Blog Textos da Vida e de facto há sincronicidade entre nós!
Uma Amizade tão pura quase na perfeição.

Sendo assim voltarei a postar este momento lindo no Poesia com emoções e No caminho das emoções!
Que bom estares bem!
Beijo grande do ZÉ

Graciele Gessner: a Mulher e a Escritora



Ao longo da minha carreira de escritor preocupei-me sempre em ser merecedor como Homem e Poeta do vosso respeito e carinho.


Assim, desde o ano de 2007 empenhei-me nesta missão de divulgar os meus textos e reunir uma equipa de Autores residentes para aqui neste espaço divulgarem o seu património literário, mas sempre preocupado em saber tanto quanto possível quem eram as Mulheres e os Homens, que estariam comigo. 


Como seres humanos somos errantes, mas existem erros incompatíveis com a Vida e a Poesia!


Orgulho-me muito dos que presentemente me acompanham nesta caminhada em que o meu pensamento vive para a Poesia com os Escritores e todos os nossos potenciais visitantes e leitores.


Hoje simbolizo neles a minha querida Amiga já com anos de convivência GRACIELE GESSNER para mim a Graci!


Graci tem tudo o que se pode pedir a um ser humano como Mulher (Filha e Mãe) e Escritora: determinada, exigente, generosa, carinhosa e bondosa sem limites. Conheço bem nela todos estes adjectivos, porque tenho o privilégio de ter recebido dela grande parte deles!


E no seu passado recente está a grande lição de Vida: MÃE extremosa e convicção absoluta por ter sentido no seu corpo e alma o que é ser PAI/MÃE, isto é ter recebido de sua Mãe tudo para que  sentisse o menos possível a ausência permanente do Pai!


Na minha Vida guardarei tudo o que me ensinaste de belos sentimentos, porque a sabedoria na Vida não tem idade!


José Manuel Brazão


Minha emoção para definir Pai


Pai, algo que não tive.
Palavra que jamais se proferiu.
Porém, tive um Pai Superior,
Àquele que me guiou nesta vida.
Meu Deus Pai, minha vida em suas mãos.


Tive um maravilhoso pai-mãe que me deu vida.
Deu-me a educação, a alimentação,
Gerou este coração cheio de emoção.
Minha guerreira mãe!
Meu alicerce, minha definição...


Por este rumo percorri,
Até que conheci meus pais-amigos
A quem eu dedico meu carinho,
Meu respeito e a minha admiração.
A vocês, “pai 1” e “pai 2”...


Por fim, cheguei ao mundo irreal...
Tão imaginário que alcança a alma,
Conquista os sentimentos,
E deste cálice surgiu pai virtual.
Ao “paizinho”, meus cumprimentos.


Sinto-me emocionada pelo dia,
Pela felicidade desta minha história.
Pela alegria construída,
Pela emoção brotada.


Defino pai não aquele que faz,
Mas aquele que posso ter ao meu lado.
Pai é aquele que me adotou de coração.
Pai é aquele que me cuidou em todo sentido.


Pai é aquele que está ao seu lado nas horas tristes e alegres.
Pai é aquele que podemos contar nas perdas e nas vitórias.
Pai é aquele que mesmo sem ter o seu sangue nas veias,
Mostra o caminho a ser percorrido, a sua trajetória...


Hoje, cumprimento os verdadeiros pais!
Aos pais ativos, presentes, conselheiros, amigos...
Minhas congratulações, recheadas de emoções.


Graciele Gessner


Apenas Deus é meu Pai!

És a mulher
que continuarei a amar,
por seres uma lutadora,
me enchendo a Alma
de beleza,
a mulher ideal,
que me ama no seu silêncio,
sabendo que estou sempre
com ela
e por ela!

Cedo
começou a sua caminhada
muito só,
apenas com sua Mãe
e eu
que lhe apareci
como companheiro
das suas horas
de angustia,
tristeza,
mas sem deixar
cair os braços,
tropeçando aqui ou ali,
avançou vislumbrando
um raio de Sol
que lhe aquecia a Alma,
Olhando para mim
com um sorriso de conforto
e foi vivendo...
... e sempre me dizendo:
...
apenas Deus é meu Pai!

José Manuel Brazão



Sonho mágico

Como num sonho, ele veio ao mundo com o destino traçado. Foi na terça-feira gelada, nasceu à noite enquanto chovia. Deu o seu grito, dando ao ambiente inquieto o som da vida.

Quando foste colocado sobre a sua mãe, lágrimas de alegria brotaram em sua face. Nada mais seria igual...

Não esteve nos planos de seus pais, mas Deus reservou a sua chegada. Para Deus você é o sonho mágico que dá sentido à vida. Vieste renascido Dele, e ele escolheu a sua mãe e o seu caminho.
09.07.2011
Graciele Gessner.