**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quinta-feira, 31 de maio de 2012

O coração... sempre o coração


Para quem já tenha amado e por fim, amado uma ideia que fazia da pessoa em questão, sabe que acaba machucado, sem qualquer defesa.

Quando gostamos daquela pessoa, há momentos inesquecíveis e também terríveis pelo simples fato de como revelar tais sentimentos. Chegamos a desejar em jogar tudo para o alto e revelar que o coração tão puro e frágil está apaixonado.

Contudo, não há garantias para o coração, estamos sujeitos a rejeição, as mágoas, as dores do mundo... Então, há garantias para o coração? Como bloquear ou defendê-lo das (des)ilusões?

Graciele Gessner

[...]


Se um coração teimoso entende que não recebe do(a) outro(a) tudo aquilo que dá, fica com a angústia de que só ele(a) ama!

Mas não será assim! O amor entre duas pessoas vive-se sem medições. Cada um entrega-se com aquilo que a sua capacidade estrutural e harmónica lhe permite.

No amor a fidelidade e a lealdade devem ser igualitárias, mas os sentimentos afectivos já estão sujeitos à tal estrutura pessoal!

Fundamentalmente o amor exige tão simplesmente verdade de ambos e ela nem sempre é aquilo que pretendemos!

José Manuel Brazão

Viver



Existem momentos
de hesitações,
interrogações,
muitas interrogações!


Nem sempre
tenho resposta
ou solução!


Nem sempre
a voz do coração
me escuta
ou entende!


Aguardo
pelo amanhã,
com a esperança
que nem todos os dias
são iguais!


O ontem já esqueci,
o hoje estou a viver,
o amanhã está para nascer!


José Manuel Brazão

Nunca morri, apenas adormeci perante a vida!


Não,nunca morri,
apenas adormeci
perante a Vida!

Quando acordei
questionei
os sonhos havidos,
a sua razão,
o meu optimismo,
a minha esperança,
a minha doação.

Deixei
o tempo correr;
em cada instante
oportunidades perdidas,
mas valeu a pena
este percurso de Vida,
porque acordei a tempo
de recuperar
o tempo adormecido
e ter-te conhecido!

José Manuel Brazão

* Graci como sabes este titulo é uma frase dum texto teu e assim nasceu este poema.


http://www.youtube.com/watch?v=oL_79ZMUabc



Um amor em silêncio


Sofro com este amor,
vivido no meu silêncio!

Amo como nunca amei...
Por me sentir só?
Não...
Porque não tenho a rosa,
a rosa vermelha!

Tantas rosas conheci
e só esta eu admiro e amo!

No silêncio,
sinto o seu aroma,
vejo a sua cor:
de vida ...
o seu olhar generoso:
que me dá
o afecto, o amor!

É bela a paixão,
mas tem dor,
aperta o meu coração!

Estou neste amor
Vivido em silêncio,
até partir na minha ascensão...

José Manuel Brazão

"Eu, também o amo! Amo-te de uma maneira muito diferente. Amo-o de maneira silenciosa, não posso manifestar o que sinto. Amo-o, mas não o tenho ao meu lado. Não posso procurá-lo porque te prejudicaria. Amo-o em distância e tenho que ser um aço com meus sentimentos para não desanimar. Amo-o desta maneira. É uma maneira sem brilho, mas o amo demais! Cada novo amanhecer descubro que o amo mais e mais. O tempo e o silêncio serão os meus companheiros deste amor".

Graciele Gessner.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Um lugar somente nosso



Em algum lugar
Em que pudesse
Revê-lo e te amar,
Querer-te e abraçar.




Um lugar apenas,
Em que seria o sempre,
Pertenceria, permaneceria
Em nossa eterna história.




Um lugar somente nosso, de encantos;
Quão mágico e cheio de esperança,
Lembranças dos nossos sentimentos.


Graciele Gessner




[....]


Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!


Conhecemo-nos
tão bem,
como se vivêssemos,
juntos
cada instante da vida!


Distante
vivo as tuas amarguras,
os teus dilemas,
o querer e não poder,
que por vezes
penso :
estamos tão  próximos!


O meu coração
embriaga-se de paixão,
de amor;
visto-te rosas vermelhas.
Olho o teu corpo,
fascino-me
com  esse jardim,
delicio-me
com as pétalas de amor,
cheiro
o aroma que vem do teu corpo!


São os meus pensamentos,
distante de ti!
Estou cansado de sonhar,
mas vivo para te amar!


Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!


Aguardo o teu sorriso!


José Manuel Brazão

domingo, 27 de maio de 2012

Recordando - Um ciclo na Vida: "Como uma ponte"


Vivemos tudo
o que havia em nós,
tudo o que sentimos,
a paixão, o amor,
a ajuda solidária,
que precisámos
e nos completou!

Vivemos
momentos felizes,
vendo a tua rosinha florescer,
cuidando dela com amor!

Essas imagens de Vida
que rolam sem fantasias,
mas com a verdade
que demos um ao outro!

Hoje sereno
da vida que te dei,
vejo-te feliz,
por chegares
ao ponto de encontro
do teu caminho!

Assim me senti
como uma ponte
entre o passado e o futuro
que te ajudou
a encontrar o que merecias:
uma plena felicidade!

Em caminhos paralelos,
nunca nos perderemos
de vista,

assim prometemos
e nos preocuparemos
com o futuro de cada um!

Tu aí e eu aqui,
 sempre de braços abertos
pedindo a nossa protecção divina!

José Manuel Brazão



regina ragazzi Fica difíicil decomentar um poema tão belo como esse meu amigo. Então só de aplaudo. De pé. Parabéns. Bjs da sua amiga.

Beatriz Prestes Que poesia mais linda...quantas visões poéticas você nos oferta Zé!
Versos que com toda a certeza, se perpetuarão, contando histórias, sentimentos, vida para sempre!! Lindo, lindo!!
Bea
Luiz Mário da Costa Que maravilha Manuel. Das tuas poesias farei coleção de preciosidades, e usarei-as como lição, sendo eu um eterno aprendiz das coisas do amor, nada mais pra auxliar-me do que teus versos, arraigadamete objetivos: "Vivemos/vendo a tua rosinha florescer" caramba, que versos  heim meu poeta, fico fascinado pela maneira como tratas os vocábulos trazendo mesnsagens mais que agradáveis.

Amartvida lindo poema, todo o comentário diante de tanta beleza seria pouco

abraço de paz amigo Zé
Nina


Maísa Cavalcanti Coelho Olá poeta! Primeiro, encantei-me com a bela figura. Depois, como sempre, não me decepcionei com a leitura!




Como Autor penso que foi o poema, que consegui usar melhor o poder de síntese em Poesia contando uma história de amor vivida com paixão, amor, desejos, quereres, sentires, momentos felizes e sobretudo que a satisfação plena e a aceitação do Destino são coisas supremas na Vida! 

José Manuel Brazão

 Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar.
Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

sábado, 26 de maio de 2012

Só quem ama sente saudades

José Manuel Brazão

Um amor para além da vida


Um homem
Uma mulher
Unidos por um mesmo querer
Por uma mesma vontade
Vontade de amar intensamente
Amar de verdade

Duas vidas distintas
Dois caminhos diferentes
Que unidos foram pelo destino
Que se apaixonaram loucamente

Um amor incomum
Que vence qualquer distância
Amor de alma
Amor distante

Amor grande
Gigante
Que cresce a cada instante

Ambos desejam amar
Se entregar completamente
Matar a vontade
Tirar do peito a agonia
Arrancar do peito a saudade
Saudades que sentem
Saudade sofrida

Um homem
Uma mulher
Sentindo
Vivendo
Um amor além da vida.

Nanda Costa


[...]

 Amo-te
como nunca amei!

O tempo passa
e no meu silêncio
amo a tua voz,
o teu pensamento,
o teu querer,
a tua paixão!

Vivemos
este amor ardente,
com admiração
um pelo outro,
com o desejo
de que o tempo pare
para nós saborearmos
este amor doce,
generoso
e carinhoso;
este amor único!

Seguiremos
nossos caminhos,
sempre unidos,
queridos,
como amantes
de uma só vida,
que nos uniu,
sorriu
e nos levará
até sempre,
ao pensamento
do meu e teu poema,
da nossa Vida
hoje aqui...
... amanhã
no além...!

José Manuel Brazão



Zé..
Mesmo com caminhos diferentes existe imenso amor!
Lindo poema!
Amei
Bj Nanda Costa

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Ando por aí...


Ando por aí,
recordando uma vida,
relembrando cantos
e recantos,
de outra Lisboa!

Ando por ruas
e vielas,
com a nostalgia
de outros tempos,
com a saudade
de outras imagens,
que não esqueço!

Ando por aí,
vejo muita gente,
ninguém se conhece;
somos pessoas,
mas não somos estátuas!

José Manuel Brazão

Uma temática diferente da que estou habituada a ler no poeta, mas igualmente bela, porquanto remete para uma nostalgia de uma Lisboa perdida nas malhas do passado, uma Lisboa com vida...Essa nostalgia é compreensiva face ao que vivemos e como vivemos hoje, neste ritmo alucinante onde não passamos de meras estátuas.
Gostei mesmo muito!
Bjs
Célia

A paz da consciência


A paz se faz indispensável. A consciência humana necessita da libertação, da paz interior. A paz só será multiplicada quando cada pessoa agir no amor e na solidariedade. A violência, a ameaça e o conflito não agregam em nada de construtivo. Precisamos promover a paz! Quando houver diálogo, aceitaremos abertamente a individualidade, a cultura, a opinião dos outros.

Graciele Gessner.
em participação  especial

Como um girassol


Procuro a luz
como um girassol.

Procuro a luz
que brilha o meu coração!
Parece distante,
mas está próxima...

Como um pássaro,
procuro-a:
Está dormindo,
sonhando com o mar...
O mar que a fascina,
onde tantas ondas,
deram em poemas...

Conheço esse mar
e envolvo-me
com as suas ondas;
regresso
para mais um poema:
não com rosas,
mas com girassóis!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Ventos da minha terra


Vem na garupa das asas do vento o cheiro de teu amor,
vagando sublime no tempo, saudade galopante em versos...
Todas as manhãs o vento de tua terra vem ao meu encontro
chega manso como as águas do rio que cerca a cidade

Levemente toca em meu corpo quente e saudoso,
acariciando a pele, roçando seus sopros em meus lábios
de minha boca recolhe os melhores beijos,
desalinha meus cabelos, silenciando nas brisas o tempo...

No sopro vem da terra gosto e clima incomparáveis,
quando aqui, colhe tudo que possa saciar teu desejo,
leva de mim um pouco do cheiro, suor e vontades...
parte em viagem de volta carregando a minha vaidade

Ah, se pudesse...
Voaria nessas asas p’ra repousar meu corpo contigo,
faria tua cama nosso templo, meu colo teu abrigo...
entregaria a vida em troca duma noite entrelaçada,
se pudesse ir além do rio, faria de teu corpo minha morada.

Sim, o vento com tuas notícias veio ao meu encontro
sussurrou nos ouvidos palavras de  puro encanto,
consolou mais um dia de saudade, foi meu remanso.
Por hoje durmo serena, em ti alimentei meus sonhos,
já amanhã aguardo ansiosa novos ventos de tua terra...

Anna Carvalho

 [....]

 Todas as manhãs
o vento da minha terra
vai ao teu encontro
e junto ao mar da tua cidade,
esperas que toque teu corpo
ardente, saudoso,
desejoso,
acariciando tua pele,
passando pelos teus lábios
e de tua boca
roubando teus beijos
e já com saudades
amanhã aguardas ansiosa
novos ventos da minha terra;
voltarei sempre!

José Manuel Brazão

Angústia de amor


Foi belo
o amor que te dei
e os momentos vividos,
que não se repetem,
apenas ficam
na memória do tempo!

Foi belo
aquele amanhecer
que gerou dentro de ti,
a paixão, o amor
nunca antes vivido
e que voou
pelo mar imenso
e nos juntou
num sentir
forte,
muito forte,
que parecia eterno!

Um eterno
enquanto durou…

... até anoitecer…

Ficam marcas
desta paixão,
deste amor original,
distante
que uniu corações
que só nós entendemos
e o destino...

José Manuel Brazão  


"É preciso permitir que alguém nos ajude, nos apoie, 
nos dê forças para continuar. 
Se aceitamos este amor com pureza e humildade,
 vamos entender que o Amor  não é dar ou receber 
- é participar." 
Paulo Coelho

terça-feira, 22 de maio de 2012

Meu coração é teu e sabes disso!


Um amor assim,
vivido e alimentado por nós,
só de quem ama com alma!

Um amor
no tempo em silêncio,
na memória do tempo,
com lágrimas guardadas na alma
e outras escondidas na sombra da Lua!

No resto do nosso caminho,
até final desta vivência,
amar-te-ei para sempre,
meu coração é teu

domingo, 20 de maio de 2012

És diferente



Mulher que me encantou,
pela sua entrega
de corpo e alma,
buscando em mim
o afecto e o carinho,
para no seu caminho
encontrar a paz,
a sabedoria de vida
que tanto carecia!
De braços abertos
a recolhi,
a serenei, a protegi,
para seus olhos brilharem,
seus lábios sorrirem
e eu sentir
que o amor é mesmo assim...
Dois corpos, duas almas
que se encontraram
ou reencontraram
numa vida comum
em que um completa o outro!
Talvez em vidas passadas
se cruzassem,
se aproximassem,
mas chegou o momento certo
desse amor acontecer
e ambos dizerem numa só voz:
és diferente!
José Manuel Brazão


MARAVILHOSO!!!
Benção quando o amor acontece!!
Um primor meu amigo querido!
Beijo com carinho
Bea
Este poema levou a um amor inacabado... um caso invulgar de amor!
Assim levarei para além do azul!
Beijo do ZÉ

sábado, 19 de maio de 2012

Um sorriso para ti

É tão simples saber
como aliviar
o nosso corpo e alma
e transformar a nossa vida;
basta alguém
ter amor no  coração
e enviar um sorriso
com convicção!

José Manuel Brazão

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.
Martin Luther King




Por ti é Amor!


Por ti, em ti
será sempre amor
do amanhecer
até ao anoitecer
com um novo  alvorecer
que trará a esperança
dum dia iluminando
nossas almas
sedentas de paz,
harmonia e amor!

José Manuel Brazão



sexta-feira, 18 de maio de 2012

Momentos de Luz


Parecia longe da tua mão
Para juntar cada pedaço
da Vida que te escapou,
mas atento fiquei
e um a um juntei

os teus antigos desejos,
os teus presentes anseios
e fui buscar mais luz
ao fundo do tunel;
a tua Vida voltou a brilhar,
o teu amor renasceu
numa vida
que te parecia sumida,
mas não...

O palco da Vida
está aí...
reacenderam-se as luzes,
a Vida está iluminada
e tu, só tu
vês tantos espectadores
(Amigos),
sorris, ris,
para os aplausos:
Na primeira fila
estou eu gritando:
Bravo Mulher
continuemos
a Vida que Deus sabe...

José Manuel Brazão


quinta-feira, 17 de maio de 2012

Um dia, o Amor!


Passam os dias,
nossas vidas pulsam
e nós vendo sempre
as nossas imagens
sorrindo, sorrindo
sem palavras,
mas com a sintonia
ansiada em nossas Almas!

Um dia, um dia será
aquele que voltará
ao dia que nos cruzámos
e ficou em nós
um dia, o Amor!

José Manuel Brazão

Leva vento... leva


Leva vento...
leva a saudade
com que amanheci,
quero apenas o seu sabor,
o seu encanto
que deixou-me pensativo!

Não de tristeza,
mas de momentos lindos,
inesquecíveis,
que não se repetem,
mas guardei-os no coração
e estes ninguém roubará
de mim e de ti!

José Manuel Brazão

Todo o tempo para amar-te


O tempo
passa por nós
e neste amor fascinante,
não damos por ele!

Só nos lembramos
desta paixão ardente,
que nos une
num silêncio alucinante,
de loucura
por tanto amor!

Todo o tempo
é tempo de amar-te!

Entrego-te
o meu corpo, a minha alma
enquanto a minha vida
for tempo…

José Manuel Brazão

terça-feira, 15 de maio de 2012

A Vida parecia-me um arco-iris



Ainda contemplo a Vida,
lembro os momentos lindos,
tento esquecer os errantes,
os que não me ajudaram,
mas por vezes ganho forças
para ver a Vida linda, colorida,
parecendo-me um arco-iris!

Hoje, resta-me
adormecer e amanhecer
e que vejam, sintam
e amem incondicional
quem sou...

Nossa manhã melodiosa


Hoje falta às minhas mãos
a leveza para segurar a pena
E à pena, falta a delicadeza
para rabiscar meus versos no papel
É que amanheci ouvindo canto de passarinhos
Um canto tão suave e tão bonito
Um canto tão reconfortante,
que eu queria poder  dizer o que sinto...
Mas não encontro as palavras perfeitas para isso...

regina ragazzi

[....]

Também amanheci com canto de passarinhos,
canto muito especial,
que me trazia em palavras o que sentes,
guardei-as no meu coração
e já  não precisas de encontrar
essas palavras perfeitas para isso...

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Ciranda da nossa Vida


Nesta Vida
giramos e mais giramos,
nos encontramos
sempre nesse ponto:
o casulo do amor!

Tu, minha butterfly
vens sempre
com asas de amor
te aconchegar
no meu corpo
que te espera sempre!

Geramos muito Amor
que reflectimos na Poesia
e convivemos com ele na Vida!

José Manuel Brazão

domingo, 13 de maio de 2012

Posso não ser ninguém no Mundo...


Não sou ninguém no mundo,
neste mundo.
Mundo caduco e envelhecido,
para muitos, mais empobrecido
de valores morais.

Não sou ninguém no mundo,
neste mundo.
Para muitos, mundo enriquecido
de invejas, arrogâncias,
cobiças e intolerâncias;
falta de amor!
Sinto tanta dor
por esta forma de viver,
que antes morrer,
do que ser alguém neste mundo.

Sonho,
vivendo a esperança
dum mundo melhor:
de harmonia e paz.

Sinto,
que nos meus pensamentos
e nos meus sentimentos,
posso ser o mundo de alguém!

José Manuel Brazão

Zé, sempre poderemos ser o mundo de alguém... Às vezes não sabemos da nossa verdadeira importância. Mudar o mundo está difícl, mas podemos mudar, sempre. Mudando, cultivamos, apresentamos o melhor do que realmente somos. E quem sabe, alguém não muda junto conosco?

Obrigada pelo carinho e pela amizade!

Beijos graciosos,

Graciele Gessner

sábado, 12 de maio de 2012

Sem ti?



Amando a vida
e viver sem ti
é um amor
que amanheceu,
não entardeceu
nem anoiteceu…


Não sai do amanhecer;
espera por ti todo o tempo
até que a esperança
se vá com ele
para o Universo.


E mesmo Aí,
nesse Além
o amor e eu
esperaremos por ti
para um tempo divino!


José Manuel Brazão




13 de Maio de 2012

DIA DA MÃE no Brasil


Meu filho é minha maior dádiva!


Assim pensas
e dizes convicta!

Tudo passa pela Vida,
desde gerar o filho,
parir, orientar,
zelar e preparar
os primeiros passos
para o caminho
Que ele irá decidir e percorrer.

Tudo isso é
a maior dádiva da Mulher.
da Mãe, de ti!

José Manuel Brazão

* Escrevi o poema baseado numa frase (título) da minha Amiga e Poeta Luciana Silveira *



http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=2MiXhVwatjc


quinta-feira, 10 de maio de 2012

Não há vontade que se acabe...



Vivo em ti
mesmo que a Vida
nem sempre esteja próxima!

No teu corpo escondes
o que te vai na alma,
amor cúmplice
e um coração
que vive junto do meu!

Corpos que se consolam
nos momentos só nossos,
que sonham com o belo da Vida,
com o momento certo
e seus corações clamam:
não há vontade que se acabe!

 José Manuel Brazão

quarta-feira, 9 de maio de 2012

EU e SANDRA dois Poetas como irmãos!


Devido ao tempo muito ocupado que tenho com a Poesia, lendo, seleccionando e editando poemas diariamente, só mais tarde leio correspondência que me enviam.
E Sandra Freitas Poeta que colabora comigo há muito tempo enviou-me um presentão para a Casa da Poesia no dia do meu aniversário.
Pouco divulgado faço agora aqui, porque acho que tudo que é belo devo compartilhar!

Às 18:05 em 14 março 2012, Sandra Freitas disse...
Meu querido, lindo, amado de Deus, precioso, poeta do coração, pai, amigo, filho, companheiro, parceiro e tantas outras funções que não consigo descrever nessas poucas linhas. Meu desejo de felicidade, saúde, paz, vida não se esgota nas palavras, mas concretiza-se na oração que faço a Deus por você: "Querido Deus, o Senhor um dia escolheu uma data especial pra trazer ao mundo nosso José Manuel Brazão, obrigada por esse presente. Peço-lhe que continue cuidando dele, concedendo-lhe saúde, força e discernimento para escolher todos os dias fazer a tua vontade . Que ele possa receber e reconhecer  Jesus Cristo como Senhor e salvador da sua vida. E se eu nunca puder vê-lo pessoalmente que eu possa abraçá-lo junto de Ti um dia. Amém!!!
Bjkas amigo....Amo você em Cristo....(Sua amiga que te guarda no coração..sempre)
Sandra Freitas

Perante mensagem carinhosa, generosa  e emocionante vou relembrar uma das muitas duplas de poemas que Sandra e eeu criámos. Uma dupla interessante que escrevemos falando um para o outro!

MEU REGAÇO DE CARINHO

 
Em nossas idas e vindas
Nessas linhas
verbais
Quis a vida nosso encontro.
Suas palavras
me afagaram
e me deram
seu ombro,
seu colo gentil.
Seu olhar a me dizer
afetos e me embalar
sob a sonora melodia
de uma nova face do amor:
a cumplicidade.
Partilhamos então
nosso amor
e nossa fúria,
verdades
e amizade,
em versos
e reversos,
que transpoem o limite do mar.
Amados por uns
Preteridos por outros.
Fecundados em nós.


Sandra Freitas

És linda
como eu te vejo.
mulher carinhosa,
generosa,
humilde na Vida
em que eu sou sempre
melhor que tu,
mas sei do teu valor
de Mulher e de Poeta!


Na Vida
estou um pedação no teu coração
e como mulher crente
estou nos teus momentos de oração!


Na poesia
dás tudo de ti
para vestir as palavras
de verdade,
da tua força interior,
que provoca em mim
ser o teu parceiro ideal
para aquilo que expressas!


Nada mais confortante
do que seres
o meu regaço de carinho!


José Manuel Brazão



Que surpresa boa....!!! Que coisa mais maravilhosa é ter pessoas especiais a nossa volta. Hoje mesmo estava agradecendo a Deus por todas as pessoas que Ele me deu. Algumas de perto outras de longe, mas todas ocupam um espaço significativo da minha vida e fazem de mim uma pessoa muito mais feliz..obrigada amigo..bjokas
Sandra


Queres...


Eu corro,
minutos, segundos,
me escondo
e sondo
outro meio de fugir..
mas sua imagem sorridente
me alcança
me pega
me joga na cama
me despe,
me ama,
me jura em saliva
orgasmos,
sussurros, poesia....
e eu me rendo
de novo me rendo...
e você torna a ocupar
todos os meus espaços....

Sandra Freitas


[....]

Meu amor,
meu desejo por ti
não tem limites,
não existem espaços.
Sei bem
onde te procurar
nos momentos insaciáveis
e queres
que te jogue na cama
te dispa,
te ame,
te jure em saliva
orgasmos
e enorme prazer!
Exaustos
olhas para mim
e teus olhos falam:
de novo me rendi!

José Manuel Brazão