**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Sonho


Sonho pela vida
que não tenho,
que procuro,
e que luto
neste silêncio
que me acompanha!

Sonho
com a família
dispersa, distante,
com a saudade constante,
de um homem
que disfarça ser feliz!
Que vive angustiado,
dando amor
aos que se lembram dele,
lhe aliviam a dor,
o acarinham, o admiram,
o amam,
fazendo esquecer,
as sombras da vida!

Sonho
com a felicidade,
que bate à porta
de cada um
e que um dia
encontrará
minha porta aberta,
para viver em paz
o resto do meu caminho!

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=grtG_-9YoCI 

Coração de Poeta

Escreveria de sonhos, se eu os tivesse
versaria Sol e Lua, se eu os alcançasse

Desejaria o beijo mais lindo,
se eu soubesse a fonte do amor

Arrancaria a lágrima mais pura,
se encontrasse olhos com verdade

Escreveria de flores e amores,
se isso trouxesse sorrisos

Mas o poeta escreve daquilo
que o coração carrega em sigilo...

Escrevo pois, dum amor de utopia
regado de saudades e fantasias

Descreverei apenas sonhos distantes,
e mesmo que errantes

Serei coração por inteiro,
Coração de poeta do amor.

Anna Carvalho

[....]

Vives, escreves,
usas as palavras,
sempre,
sempre com o coração!
Mulher de paixão,
sonhas a vida,
com magia, alegria,
sempre com o coração!
Amas
o som dos pássaros,
amas
o som do mar,
envolves-te com as ondas,
abraça-las com amor.
Amas
o horizonte,
as pessoas …
Acaba o sonho!
Vem a ilusão …
Viverás
sempre com o coração;
coração de poeta …

José Manuel Brazão
02/05/2011 

Zé,
ficou muito boa essa dupla. Bom vê-la aqui.
beijão,
Anna.

Excelente sintonia entre dois poetas que fazem a delicia de quem os lê.
Parabéns à Anna e ao Zé!
 Com minha amizade pelos dois,
Beijos da
Maria


http://www.youtube.com/watch?v=tNxkyzXJeBI 


terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Beleza sublime * Para ti Regina Ragazzi uma amiga que me foi enviada *


Avistei uma mulher
nas rochas em que o mar batia
e aproximei o meu olhar:
ela me fixou!


Contemplava o mar,
recordando 
a vida passada,
anseios e sonhos,
as suas preocupações
os entes queridos,
muito leal com os amigos
e me dizendo
como se há nuito 
nos conhecessemos!


Senti isso:
Que já nos conhecíamos
de outras Vidas
e nos reencontrássemos ali!


Nas suas palavras,
encontrei doçura,
compaixão,
paixão, amor,
saber viver,
Vivendo!


Diante de mim
só encontrei beleza,
na Mulher
que irradiava Luz 
e sentimentos nobres.
Era mesmo bela;
uma beleza sublime!


José Manuel Brazão


* Para ti Regina Ragazzi uma amiga que me foi enviada *




http://www.youtube.com/watch?v=HM14BYTPY_I&feature=related


Regi

É verdade que já conheci muita gente na Poesia e algumas com contacto diário. Mas contigo Regi temos conversas para crescermos na Vida. E sabes que começámos a conversar numa altura em que me pretenderam destruir o nome e a imagem. Tu sempre acreditaste no verdadeiro José Manuel Brazão que foi usado pelo nome que tinha no meio poético. Nunca esquecerei as tuas horas de alento. UMA GRANDE SENHORA. Até teu marido Gil sabe que pode contar comigo na admiração e respeito que tenho por ti!
 Todos somos diferentes, mas os ruins ignoremos e existe uma parte de música portuguesa que diz: por morrer uma andorinha não se acaba a Primavera!
 Um beijo e abraço carinhosos
do ZÉ

Luiz Mario Costa
- Mano?! vamos com calma, o coração tem taquicardia, deste jeito a emoção vai ultrapassar a barrreira de som e de luz.  Um poema escrito com os sentimento em pauta, um poema em direção de uma poetisa que ... Meu Deus!!!... que nome heim?  Regina Ragazzi, onde os vocábulos chega e se abre.  Manoel eu particularmente agradeço-te por esta inspiração, em nome da poesia e dos vocábulos usados para compor: "Diante de mim /uma beleza sublime"  que versos pródigo, dentro de uma essência onde o limite de carinho chega e não tem dimensão.  Mário Bróis.

Acalenta
linda homenagem ZE é assim que agradecemos nossos amigos,não tem forma mais linda que essa em poema a regina merece e você é um grande amigo e tem feito isso varias vezes parabéns amigo.
 Abraço

Amartvida
a Regina é uma da pessoas mais linda que já conheci, sinto tb esse carinho imenso por ela,
e sou grata a Deus pela oportunidade de te-la conhecido...
uma homenagem muito especial a pessoa certa
abraço amigo poeta
Nina



Beatriz Prestes  
Que presente linda você oferta de forma encantadora à nossa querida Regina!!
Cada verso uma preciosa criação!!
Parabéns Zé, pela poesia rica...parabéns à Regina, pelo presente maravilhoso!!
Beijo carinhoso aos dois
Bea

Regina Nossaaaa Zé! Putz! Nem sei o que dizer... estou aqui emocionada. Que linda essa poesia. "as suas preocupações,os entes queridos..." É.. me lembro do dia que falamos sobre isso.Eu falei do meu pai e meu irmão e meu outro irmão rsrs.Vc falou do seu filho João. Puxa amigo que lindo tudo isso. Obrigada por esses versos, pela sua amizade, sua generosidade. Vc é um grande amigo.Te deixo um beijo carinhoso e fraterno. Obrigada Nina, e Mário, amigos de coração tb e Maria josé que aos poucos vou conhecendoe sei que seremos amigas tb. Obrigada pelos comentários carinhoso. Bjsss








Admiração pela Poesia e pelos Poetas


Escrever e publicar, nomeadamente, na NET permite criar-se um elo de ligação entre Autores e Leitores, que muitas vezes entram nas nossas vidas privadas e crescem e fortalecem futuras relações de Amizade e de Amor!


Eu recebo muitos contactos em que me enviam flores, desejam felicidades e mensagens emotivas e sensibilizantes.


Entendi publicar um exemplo, que representa tudo o que descrevi!


Bem hajam todos os que me têm concedido a sua simpatia, carinho e reconhecimento pelo homem e pelo escritor!


José Manuel Brazão




Um presente em mensagem 


Foi Deus,
que me entregou de presente você.
no teu sorriso hoje eu quero viver..
no teu abraço encontrei minha paz!!

Valeu.
ter esperado o tempo passar.
para de uma vez meu amor entregar..
e não sentir solidão nunca mais.



Uma leitora Amiga 



Não admira, pois amigos assim são raros hoje em dia.
Obrigada, pela poesia e pela amizade.
11.OUT.2009

Para ti ( Meus Filhos )

Aprendi com teus irmãos,
como é difícil a missão de pai!

Procurei
e procuro todos os dias,
aperfeiçoar a minha missão:
ser bom pai
e não só, pai bom!

Compreendo as tuas fraquezas,
a tua ansiedade.
Procuras o teu caminho,
na busca da felicidade!

Procura;
não desistas!

Para mim
és uma esperança;
minha esperança
e Luz do meu caminho
que me resta…

José Manuel Brazão

Eu também, como você, procuro me aperfeiçoar nessa missão a cada dia.
Parabéns!
Abraço.
Frederico

Fred querido Amigo
Um poema que dedico a todos os Pais
sempre com a interrogação, a hesitação,
se estamos desempenhando bem esta tão
dificil Missão! Por vezes não avistam o Amor que existe em nós!

Abração do


Blogger regina ragazzi disse...
Sua sensibilidade é extraordinária poeta. Sempre te aplaudo. Bj carinhoso e fraterno amigo do coração.

Recordando: Aquilo que a Vida nos deu!


Um dia,
um dia para relembrar!

Por um poema
e por um sorriso,
um sorriso que é meu,
a vida nos deu
como presente:
tu e eu
e eu e tu!

Nasceu uma vontade
de trilharmos um caminho
de forte
e convicta Amizade!

Amizade pura de verdade,
com laços de amor!

Não mais parámos
e agarrámos
O que a vida nos deu!

A tua inteligência
e a minha experiência,
farão o nosso caminho:
na Vida e na Poesia!

José Manuel Brazão
A vida nos abriu as portas, para rirmos e saborearmos tudo de bom. Pena que uns não a consigam usufruir por tantos e vários motivos.
Como sempre para ler e reter.
bj
Eduarda
Boa noite, Zé!
Querido poeta e amigo, seus versos descrevem muito bem como tudo começou, "o sorriso é meu!".
Linda imagem, versos reais, e a música espetacular. Sempre fazendo boas escolhas.
Obrigada! Obrigada por este carinho infinito!
Beijos graciosos,
Graci...



http://casadapoesia.ning.com/video/neil-diamond-the-story-of-my-life 

Será preciso o caos?


Vivo em constante preocupação com o modo de estar entre as pessoas!

Por vezes não sou compreendido pela forma como trato o Amor!

Eu aprendi ao longo da vida que o Amor é um estado de alma, uma vida comportamental e que tem várias vertentes!

Existe o Amor raiz de todas as coisas: um gesto, uma palavra, uma ajuda.
Depois caminhamos para o amor físico: desejo e prazer, que é necessário para a procriação e reorganização social deste planeta e ainda para dois seres se complementarem na afectividade!

Não abordarei orientação sexual, porque não tem cabimento neste texto e nem o Autor gosta de escrever sobre matérias em que não está devidamente preparado. Pode ter a sua opinião, mas não basta!

Mas voltando ao Amor raiz de todas coisas verifico que foi preciso chegar aos das relações humanas para muitos de nós – e já são muitos mesmo - despertarem e analisarem que a Mulher e o Homem não poderiam continuar indiferentes a valores supremos da Vida!
Assim espero que num próximo texto possa usar palavras mais optimistas e positivas!

Abraçarei sempre a Esperança!

José Manuel Brazão

Sentimentos

Todos os dias
penso em ti,
como se estivesses aqui!

Anseio
por este amor
um amor em palavras,
como se fossem
cartas de amor!

Um dia
neste convívio lindo,
beijámo-nos,
muito…
…sentimos prazer,
olhámos fixamente
e sem palavras
mas com um olhar
de mil palavras!

Aquele beijo
será sempre
aquele beijo…

José Manuel Brazão

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Abriste o teu coração!

Hoje chorei,
nem sei bem ao certo o porque
talvez apenas saudade...

Saudade duma metade
que me envaidece

Saudade de um beijo ainda sem sabor
saudade louca do teu amor...

Vontade de recostar minha cabeça no teu peito
só pra me ouvir em teu coração
Vontade de me entregar sem medo à essa paixão

Que toda distância seja nenhuma
quando os corações batem pelo mesmo querer!

Anna Carvalho


[....]

Vivendo nos teus sonhos
e pensamentos,
estou sempre presente
com os meus olhos
e sorriso que te encantam!

Anseias pelo dia
de me sentires
desejares
e a Vida festejares!

Quem me dera
que esse amanhã
fosse hoje!

Mas serenos
viveremos cada dia,
porque abriste teu coração
e eu já entrei!

José Manuel Brazão

Em participação especial a Anna Carvalho e eu vamos recordar aqui neste Blog algumas duplas de poemas que foram muito acarinhadas pelos nossos leitores em vários locais de publicação.
Querido Zé,
Eu, a cada dia mais encantada com a beleza de nossas duplas...Alegra meu coração!
"Que toda distância seja nenhuma
quando os corações batem pelo mesmo querer!"

07/03/2011
Beijão
Anna.

AMOR SEM LIMITES com Anna Carvalho e José Manuel Brazão em 2º Ano de publicação

AMOR SEM LIMITES com Anna Carvalho e José Manuel Brazão em 2º Ano de publicação:

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Quando o Escritor já não for lido

Quando eu já não for lido ou que me aperceba que a qualidade dos meus textos já não me identificam, deverei ter o discernimento de não escrever mais!

Até lá, jamais deixarei aprisionar o meu pensamento, a minha palavra!

Sou um escritor humilde usando a discreção no meu percurso, mas não abdicando da minha Liberdade!

José Manuel Brazão
Lisboa, 22.Mar.2009


Momentos de Glória (Glória Salles)

Este é o momento certo para escrever algumas palavras sobre a Glória.

Com a minha entrada no Luso-Poemas a Glória foi uma das primeiras visitas à minha página (ela chama escrivaninha) e ao meu Blog.

Começou a apreciar o meu trabalho de uma forma calorosa, tão calorosa que cheguei a dizer-lhe: se ela não estaria a exagerar nos comentários!

Ela dizia que não, porque aprendia muito com a minha forma de escrever simples e natural! Sem dúvida que ler esta afirmação cala fundo quando vem de uma grande Poeta, reconhecida por todos nós!

Mas o meu texto é para falar da Glória mulher!

Não ofendendo ninguém ela é ímpar entre as pessoas que conheci na minha Vida.

Pessoa de grande humildade, parecendo forte é frágil! Mulher carente de mão amiga, que a compreenda, a aconselhe e que lhe dê o afecto mimado que precise na hora!

Mulher com grande notoriedade no Brasil, aí tem sido muito perseguida – por ser mulher – difamada e insultada, por uns identificados e por outros - cobardemente – no anonimato!

Destes últimos direi apenas, que eles tentaram fazer isso no meu Blog no espaço de textos da Glória.

Glória dizia-me para não pôr textos dela e que retirasse aqueles cujos comentários eram de baixeza, porque poderiam prejudicar a imagem do Blog.

Nunca o fiz e pelo contrário continuei a publicar os seus trabalhos. As vozes calaram-se!

A partir daí e segundo ela não mais esqueceu a minha posição e é uma terna Amiga!

Por razões de doença familiar não tem aparecido com frequência, mas continuamos em contacto assíduo.

A forma como me trata é inexplicável. É uma pessoa muito grata a quem lhe faz bem – devido ao reverso da medalha - e na hora está sempre com ela!

Tenho-a sempre presente e preocupo-me com os seus momentos frágeis!

Glória é uma mulher e uma poeta que só merecia ter momentos de glória.
Pela minha parte, ela receberá sempre a minha solidariedade e o meu carinho retribuído.

Guardo comigo muitos escritos avulsos que ela me enviava diariamente e termino este modesto tributo citando um deles:

“Que só poderemos considerar a vida
realmente vida, se além da beleza das
palavras e dos pequenos gestos,
tivermos sobretudo, a poesia
encantadora dos verdadeiros encontros..
É verdade, um dia nos encontramos...
Que essa amizade dure...” (Glória Salles)


José Manuel Brazão
Lisboa 11.Dez.2008

Ahhhh Zé, grande e querido amigo.
As pessoas, os amigos, se perdem pela
estrada não é?
Só ficam mesmo aqueles q reconhecem a importância das pessoas q passam por
suas vidas...
Descobri que a Net TAMBEM é isso:
um grande mar onde pessoas que nunca
se viram, se encontram e de repente
fazem tão bem uma a outra, as vezes
com um simples “Bom dia“.
Nem todos temos a sorte de encontrar
as pessoas certas, mas às vezes somos
presenteados como se fossemos sorteados
por ELE (Papai do céu)...
Saber q você existe Zé, que alem de virtual,
é real, me deixa com o coração leve, feliz.
Meu dia tem outra cor e outro sentido, acredite.
Não porque me presenteia como agora, me emocionando.
Não.
Mas pelo grande, generoso, sincero amigo
que és.
Nós nos encontramos!
E isso é lindo, você não acha???
Espero que queira continuar a mergulhar
nesse mar imenso e cheio de surpresas junto
comigo pra sempre...
Meu carinho, sempre...Sempre. 

Glória Salles


sábado, 25 de fevereiro de 2012

Recordando: Sedentos

Dai-me de beber,
Tenho sede de ti...
Meu corpo queima,
minha boca te chama
vem, derrama!

Tens-me de joelhos
rendida, humilhada,
Tua, nua, sequiosa...
mata-me a sede,
bebo de ti, só de ti!

Flui em meu corpo
lava-me o rosto,
sedenta por tuas águas...
vem, desagua com calma,
sacia-me a boca e a alma!

Anna Carvalho
em participação especial


[....]

Não me deixas ficar mais assim...
Ansioso como estou
por te ter,
com o teu coração
explodindo desejo,
pelos meus versos
escorrendo amor
que percorrem
todos os pedaços
do teu corpo
da tua alma,
enfim …
com a tua vontade
de me querer agora,
Dou-te tudo …
o amor …
este amor louco,
que me provocas
com a tua sede de me beber!
Dou-te tudo …
o que me pedires,
até me sentir dentro de ti!

José Manuel Brazão

Amigo Zé!

De uma sede tão grande surgiram dois belos poemas de amor!
Parabéns a ambos os poetas!
Bjos
Carol
Ficou lindo , sensual e romântico...uma afirmação do amor por inteiro. Gostei amigos... parabéns.
Bjs,ALICE
Querido Zé,
Essa foi uma dupla encantada, lendo é quase possível sentir o toque na pele, de tamanha sintonia nas palavras.
beijão,
Anna.

Saudade é um mal de que se gosta e um bem de que se padece

Saudades! Quem as não tem?

Eu tenho as duas a que dei título.

Gosto de ter saudades de todos os que amo, daqueles que me amam, dos que gostam de mim, dos que me acarinham e que eu procuro corresponder de coração aberto.

Padeço de saudades por aqueles que amo e estão distantes de mim. Alguns, após estarmos juntos,  já me deixam nessa situação: com saudades e ansioso pelo próximo encontro.

Por ti, João:

Sinto ambas. Gosto de ter saudades do meu filho, mas como te sinto muito próximo, não padeço tanto!
As minhas saudades por ti são uma cumplicidade com o silêncio e com o Universo!
Quando estou a editar e publicar o Blog és o meu companheiro, porque a flor e a cor que gostas é a rosa amarela. O logo deste Blog é a  rosa amarela.

Porque és o meu companheiro?
Quando abro o Blog olho logo para a rosa e vejo a tua imagem. Sorrio para ti e a rosa amarela fica mais viçosa...

Fica em Paz e com muita Luz

José Manuel Brazão


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Recordando: Zé amamos muito você. - Poemas de dedicatória - Poemas e Frases - Luso-Poemas


Zé amamos muito você. - Poemas de dedicatória - Poemas e Frases - Luso-Poemas´


O meu coração gira, girando por vós meus queridos Poetas e Amigos.
Beijos e Abraços
do vosso ZÉ
José Manuel Brazão



Deixa-te estar!

Admiro a tua resignação
a tua tolerância diante da Vida,
com a esperança do momento,
do nosso momento,
do nosso encontro,
que será o ponto de partida,
para um novo ciclo de Vida
há tanto tempo almejado!

Confia no destino
até àquele abraço desejado,
mas deixa-te estar!

José Manuel Brazão


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Ah, como é doce essa saudade!

Nem sempre a saudade
é triste e amarga;
deixa em nós o belo,
o sonho, o desejo!

Se pudesse repousaria meu corpo contigo,
deixando o tempo nos levar.
Se pudesse iria além do mar
e faria de ti minha morada,
de tua cama nosso templo,
de teu colo meu abrigo,
dessa noite a nossa Vida!

Consolámos mais um dia de saudade
e por hoje dormimos serenos,
em nós alimentámos
nossos desejos, quereres
e sonhos que um dia serão realidade!

José Manuel Brazão






Qual solidão!!!

Sou um homem
que vive só!
Não sei
o que é solidão!

Não a alimento
nem quero
ser amigo dela!

Vivo
com o mundo
à minha volta,
com pessoas
que me dão amor…

Que mais posso pedir?

Solidão
ou não solidão,
apenas existe
nos que querem
viver esquecidos
que ainda há
o amor ao próximo!

Eu acreditarei sempre…

José Manuel Brazão



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

O que eu tenho, é teu!

Deste-me o que tinhas
de melhor em ti!
Paixão ardente
em noites de luar
pensando em mim
com esperança
de um viver sublime!

Tudo recebi
quase tudo perdi!
Pensei
nos erros cometidos
agora corrigidos,
com a chama
que não se apagou
e deste-me esse perdão!

Sinto o silêncio,
ouço as tuas lágrimas
lavando a alma
e recordares
que esse tempo vivido
em nós, foi belo,
muito belo
e não podemos negar
nem tão pouco esquecer!

Mas o que tinhas, era meu
e o que tenho, é teu,
sempre, mas sempre!

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=21RVgBu5o2c

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Recordando: Tu és raiz do meu amor!

Uma vida que amanhece
com o Sol
trazendo a esperança!

Ele está presente
mesmo encoberto por nuvens
com imagens de coração,
de amor que não vai…

Um Sol que ofuscou a Lua
para deixar em mim
este amor que não vai
enquanto a paixão viver dentro dele!

Vieste tu, Mulher amada
e o Sol, a Lua e a esperança
brilharão para mim!

Raízes profundas desse amor
enroladas no meu corpo,
que me prendem à Vida
e a este meu Destino,
meu poema… do amor!

José Manuel Brazão


* Para ti, Anna Carvalho Mulher, Poeta com muita Luz
e tudo aquilo que em nossas Vidas não renunciámos
e assumimos para todo o sempre!
Honra e dignidade!*
08/03/2011

Um lindissimo comentário da nossa querida Amiga Ceiça Sousa:

Re: Tu és raiz do meu amor!
E mais uma vez, detenho-me neste Site lendo as emocionadas palavras do poeta Zé para a poeta Anna. Eu poderia dizer (sem medo de errar) que as palavras os estão aproximando. E por uma razão que desconheço, estabeleci um paralelo com a história do Fernão Capelo Gaivota, de Richard Bach.
- "Capelo tentava a todo custo ultrapassar o próprio limite alçando e planejando voos que pudessem cortar o céu, as nuvens e o infinito. Chegou a subir trezentos metros, mas se atrapalhava com as asas e, mais uma vez, caia. Seus pais sempre diziam para que ele tivesse como objetivo não o vôo rasante e rápido, mas o alimento.. "-
Então vejo o Poeta Zé de um lado do oceano e a poeta Anna do outro lado. Não buscam, com certeza, o alimento, buscam a unidade no (do) amor.
Afinal, a vida é um voo desconhecido, um grande mistério.
E, assim, seguem essas duas gaivotas (Zé-Anna), escrevendo seus versos oxigenados de silêncio, liberdade e dor. A dor de verem um oceano a separá-los. Mas o que seria dos poetas sem a dor?
Só sei que, daqui desta praia onde me encontro, torço pelos voos dessas Gaivotas digo Poetas.
Parabens, poeta Zé. Parabens, poeta Anna.
Zé meu querido,
Um dos maiores presentes que me deste, a delicadeza de palavras, a maneira doce que me encanta...
A música, a imagem...LINDO!
Te agradeço de coração pelo homem que és e pelo belíssimo poeta de amor!
Beijãoo
Anna. 


http://www.youtube.com/watch?v=5Lac8ZVCCUY&feature=related 





Já não chega a saudade do teu olhar...

O teu olhar
levou-me à paixão.
depois ao amor!

É um amor sem limites,
sem hesitação,
bebendo as tuas palavras,
a tua dedicação,
o teu amor em silêncio,
por vezes escondido,
outras vezes assumido!

Ninguém roubará
este amor que corre,
que se alimenta em nós!

Já não chega
a saudade do teu olhar...

José Manuel Brazão

http://www.youtube.com/watch?v=iTFoMbaJ69Q&feature=player_embedded#!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Mas um dia serás!

Como eu vivo
nesta imensa rebeldia,
de procurar
tudo o que é difícil
para conquistar!

Percorri
um longo caminho,
com pedras,
muitas pedras,
que retirei
uma a uma,
para chegar até aqui!

Parei
à beira desse caminho,
recordando imagens,
que ora sorria,
ora entristecia!

Pensei
se teria encontrado
o ser feliz!
Senti silêncio,
mas daí a pouco,
veio uma Luz
em forma de mulher,
que me disse:
…mas um dia serás…

José Manuel Brazão

Pareço não ter nada, mas tenho tudo: PÃO e AMOR!

Meu coração é teu

Não me dás teu coração,
nem um pedacinho sequer;
pensava que guardavas
o meu amor
num cantinho qualquer!

O meu coração
derrama lágrimas de amor
e quer ser teu, só teu!

José Manuel Brazão
[....]

Da vida por certo
é doce este arranjo
que malgrada
não mereço
esse coração de anjo

São doces teus afetos
e aconchegantes carinhos
Não fie na tristeza de chorar assim sozinho.
No meu coração que bate
tens inteiro um cantinho...

rsrsr..bejinhos anjo meu...

Sandra Freitas

A Poesia é livre e podemos sorrir com as palavras!

Morrer por amor

O amor sentido
por mim
não se explica,
sente-se…

Penso
nas tuas palavras
de encanto,
paixão e amor!

Preciso de ti
sem limites,
hesitações
ou recuos!

És o meu amor,
amor da minha vida!

És o meu amor,
que por ti daria vida!

És o meu amor.
que por ti,
estou preparado
a morrer por amor!

José Manuel Brazão

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Português com gosto brasileiro!


Sou um português
que não renega suas raízes!
Sinto o meu país
que me deu filhos
e netos,
me deu alegrias
e tristezas,
me ensinou a amar,
a viver,
a perder e a vencer!

Que me deu de Amigos,
amigos
que são família
fora da Família!

Mas
sou português
com um carinho especial,
pelo Brasil
e suas gentes!
O carinho e o amor
que atravessam o Atlântico
e vêm até mim,
calorosos,
generosos,
com amor sem fim!

Sou Português
com gosto brasileiro!

José Manuel Brazão



Esta homenagem me emocionou!O coração pulando ao som do meu Brasileiro.Obrigada "Português com gosto de Brasileiro" Eu também sou assim,ao contrário.
Beijo
Varenka

OLÁ AMIGO ZÉ, TEU TEXTO ESTÁ UM PRIMOR. NÓS, BRASILEIROS SÓ PODEMOS AGRADECER TUA HOMENAGEM E RESPEITO POR NOSSA GENTE. A RECÍPROCA É VERDADEIRA AMAMOS PORTUGAL COM MUITO CARINHO. UM OCEANO É PEQUENO DEMAIS PARA REPRESAR AS AMIZADES E OS SENTIMENTOS DOS PORTUGUESES E BRASILEIROS. PARABÉNS E OBRIGADA POR PARTILHAR, MEU CARO AMIGO.
BJS, ALICE

Linda homenagem!!
Teu coração é bem brasileiro de fato..
eijão
Anna.

Corroboro a tua mensagem em forma de amor e demonstração de carinho e respeito.
Grandes amigos que gostaria de abraçar de encontro ao peito, os nossos irmãos Brasileiros, que este e outros sites nos deram como grandes Amigos que enchem de alegria e júbilo os nossos corações sequiosos de amor, paz e fraternidade.
Beijo
Nanda Esteves

Costumo escrever e dizer, que talvez tenha nascido no País errado!

Primeiro porque me identifico muito bem com a vossa cultura e depois muito do que sou como escritor vos devo essa gratidão!

Beijo e Abraços
admiração e carinho
do ZÉ
José Manuel Brazão

* Caminhemos de mãos dadas *

Recordando: Flor do poema

Queria ser apenas a flor,
para nas mãos daquele poeta
morrer de tanto amor.
De suas melodias ser a orquestra,
as notas, as letras, o ritmo
e o motivo a compor.

Para o poeta eu queria
ser de sua poesia a flor.
Renascida, convergida
à contemplar a fantasia
nos enredos de amor.

Em sua boca seria o absinto,
entorpecendo lentamente os sentidos.
Do corpo seria sua alma e instintos,
à ministrar no silêncio da pele
por minha carne os desejos e vícios.

Desejaria ser do versar a musa,
nua de pele, vestida de letras
um poema em Mulher
a vida despida em poema.
Como o rio desaguando em mar aberto,
carregando na cor dos olhos dilemas.

Descreveria a pele vestida em mim,
na poesia do poeta o desejo.
Do carmim de meus lábios
agregado ao doces dos beijos,
o arrepio sentido na pele
ao reagir à língua que a boca interpele
os inúmeros devaneios...

Queria ser princípio e fim
a inspiração, as rimas, os versos,
os corretos e avessos.
A sedução em contexto e reflexo,
daquele que poeta Hortênsias
sublimadas em delicados aspectos.

Queria ser do poema àquela flor,
para que no peito e nas mãos do poeta
pudesse viver descrita nos versos
que seu amor à inspiração confessou.

Anna Carvalho
em participação especial

[....]

Todos os dias te contemplo
em minhas mãos, te acaricio
como a flor do meu poema
uma flor mulher
que invade minha alma e instintos,
e vejo despida em poema!
Sinto o teu desejo
reflectido em meus versos,
pulsando esse coração
entre as tuas pétalas,
pétalas de amor,
que deixa o poeta em dor
por sentir o teu aroma
e não sentir o teu corpo...
apenas a essência...

José Manuel Brazão
17.FEV.2011




Anna querida
Dia 17 deste mês foi o nosso dia de aniversário em que começámos a caminhar com a nossa parceria poética em poesia de amor, com grandes momentos poéticos saudados e acarinhados pelos nossos leitores onde publicámos!
Assim com este momento simples, mas de coração e gratidão, agradeço o teu contributo pelo teu grande talento reconhecido!
Beijo grande
de gratidão eterna.





Sou o teu amanhecer com o Sol nosso companheiro!

Acordas
e o Sol entra,
poisa no teu corpo,
que já tens o meu junto de ti,
sentes teu coração ainda mais quente,
num amor ardente,
que abraças como sonharas
e Ele te trouxe!

Viste em mim,
que sou o teu amanhecer,
e tu e eu renasceremos
para a Vida rumando,
esquecendo o passado,
vivendo o presente
e ansiando pelo futuro!

Sou o teu amanhecer
e viveremos
novas primaveras
de harmonia, paz
e amor iluminados!

José Manuel Brazão

* Em cada amanhecer eu e o Sol seremos teus companheiros.


sábado, 18 de fevereiro de 2012

Amor solitário

Amo-te
solitário no meu viver!
Não importa se me amas,
se ainda me amas!

Amor
trás sofrimento,
não lamento.
Apenas relembro
para matar a saudade
da minha entrega
sem nada te pedir!

Apenas
sereno a alma,
de dar tudo
que existia em mim!

Paixão,
compreensão!

Que restou:
um corpo com
as marcas do amor
que levarão tempo
para desvanecerem…

O que ficará…
Um amor,
um grande amor,
que se tornou
num amor solitário,
mas recebendo sempre
amor solidário
de ti mesmo, meu amor!

José Manuel Brazão

* Solitário nunca fui, mas "vesti" a personagem para escrever o poema *
Amigo Zé!

Sabe amigo, eu creio que fizeste um personagem neste poema. Quem tem amor no coração jamais ficará solitário. Que mais belo sentimento poderá existir para preencher uma vida,um coração e adoçar a alma?
Belo poema!
Bjos

Carol


http://www.youtube.com/watch?v=LIb1Yy3RDTw 


Funeral de Whitney Houston transmitido em direto


No caminho das emoções: Funeral de Whitney Houston transmitido em direto:


A minha homenagem
José Manuel Brazão