**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Nasce o dia e eu renasço com ele

Há muito tempo
que vejo o Sol nascer…
Já nem me lembro
quando foi…!

Nem sempre
ele me sorri,
por vezes
 parece cinzentão,
mas quase sempre,
brilha e aquece
o meu coração!

Tu
minha alma querida,
ficas triste,
muito sofrida,
incompreendida!

O teu amanhecer,
nem sempre é igual.

Eu
com fé inabalável,
vejo mais perto
o teu desejado Sol;
Sereno, digo-te:
chegará o teu amanhecer!


E eu
distante mas próximo,
verei e sorrirei
quando esse amanhecer chegar
... e aí o tens neste Domingo...

José Manuel Brazão

 [....]

Não há lugar para espinhos
Nos dias de domingo
Acordo junto com o nascer do sol
E logo me sinto envolvida
Pela paisagem mágica e acolhedora
Cheia de luzes, aromas e cores

Nasce o dia e eu renasço com ele
Com o coração cheio de vida e calor
E minh’ alma transbordando alegria
Estou viva!! Sem feridas, sem dor
Volto a ser a menina sonhadora
A borboboleta, o anjo, a flor...

O silêncio e a solidão nesse momento
Me trazem uma paz que me acalma e conforta
E tudo o mais fica tão pequeno
Diante dessa imensidão de emoções e sentimentos
Que é impossível não dizer que estou feliz...

regina ragazzi

Sonhos que tiveste


Os sonhos que tiveste
que te fazem viver,
acreditar,
ter fé e esperança
num novo amanhecer,
mas que te desiludem,
quando abres os olhos
e não queres acordar!

Vives sonhando
para te alimentar a alma,
sempre atenta
ao mundo que te rodeia,
que não é o que desejavas,
como mensageira de amor,
mas chega-te a nós
e seremos muitos
para isolar os nocivos
e a proteger
a bondade,
a generosidade,
a solidariedade,
tudo isto apenas
com a nossa sensibilidade
que está sempre em nós!

José Manuel Brazão

O que sinto e o que vejo!

Sinto em mim
uma tristeza presente,
que não me abandona
e não sei porque chegou
e se instalou!

Sonhei muito,
vivi ainda mais
e não defendi
a minha mente
das ilusões criadas,
no acreditar fácil
e na ingenuidade
que não tem idade.

Vejo em mim
trilhos para caminhar,
sem saber o que viverei
para virar minha Vida
e sair deste anoitecer
esperando e acreditando
num novo amanhecer,
que me leve a tristeza
que vive em mim!

José Manuel Brazão


segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Vem Luz, vem...

Vem Luz,
vem até mim
ajuda-me
no resto do caminho;
por aqui andei,
muitas pedras desviei
e servem-me de apoio
nas reflexões da Vida,
da minha Vida!

Olho vagamente
para a natureza
sem fim...
me perco neste horizonte
e recordo de tudo
num desfile de imagens
umas a preto e branco,
outras
com cores bonitas!

Saudades do que vivi
e vontade do que gostaria de viver,
mas a Vida é mesmo assim...

Vem Luz,
vem até mim
já falta tão pouco
para o resto do caminho...

Páro e penso, seria este?

José Manuel Brazão

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=M3HGhdHX-OE

Um dia pode acontecer...

Neste mundo de desamor
em que poucos se importam com o amor,
vejo e não queria ver,
partirem para além do azul,
seres sem ninguém junto de si,
mas apenas Deus!

José Manuel Brazão

* O direito de não estar só diante da morte!
François Mitterrand



Nos últimos dias tenho sido informado nos telejornais aqui em Portugal de vários casos de pessoas idosas morrerem em casa sózinhas sem qualquer assistência familiar ou de entidades oficiais de solidariedade social.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Raízes desse Amor

Uma vida que amanhece
com o Sol
trazendo ou não a esperança.
Ele está presente
mesmo encoberto por nuvens
com imagens de coração,
de amor que não vai…

Um Sol que ofuscou a Lua
para deixar em mim
este amor que não vai
enquanto a paixão viver dentro dele!

Raízes profundas desse amor
enroladas no meu corpo,
que me prendem à Vida
e a este meu Destino,
meu poema… do amor!

José Manuel Brazão
http://www.youtube.com/watch?v=f_r2h1Yc4zc&feature=player_embedded#!

Eu e o cão


Naquele tempo
quando era assim criança
ouvia dos crescidos:
quanto mais conheço os Homens
mais gosto dos animais...
Hoje
sinto-me triste
olhando esta imagem
tão actual e tão real!

José Manuel Brazão

Muros na Vida

Muitos muros na Vida
aparecem no meu caminho.
Uns transponho bem,
outros sou ajudado!

Muros na vida,
alguns no amor,
mas com muro iluminado
mais depressa chego a ti,
que vives ansiosa,
pelo desejo
da fusão dos corpos!

José Manuel Brazão

Estou vivo...Como a vida me contempla!

És o Sol,
o Céu, a Lua,
a natureza
no seu esplendor!
Cada vez
te amo mais!

Um amor
que envolve minha Vida,
com alegrias
e tristezas
momentos felizes
e sorrisos
de paixão e amor,
com um coração que me diz:

estou vivo… 
Como a vida me contempla
 para continuar a amar-te!

José Manuel Brazão

e como sabe bem passar e sentir toda a sensibilidade e emoção nas tuas palavras.
bj
Eduarda

Esperando por esse dia...

A vida nos uniu
e o amor nos seduziu
num tempo que não parou,
vivido por cada instante!

Corpos sentidos
em querer e prazer
de amor sem hesitação
e de entrega sem igual!

E desta entrega
com ansiedade constante
esperamos por esse dia...

José Manuel Brazão

Só nós entendemos...

Pensas em mim
e sentes
que me entendes!

Teu olhar,
carinho, ternura,
guardo no meu coração!

Dia em que não falemos,
não é dia!

Na nossa vida,
existe apenas Luz,
muita Luz!

Quando não dormes,
eu acordo.
Quando estás triste,
sinto tristeza!
Quando estás alegre,
sinto muita alegria!

Dou-te tudo o que desejas;
viveres em paz,
receberes compreensão,
carinho, afecto
e não te sentires só,
no teu mundo de sonhos
de te dares aos outros!

E afinal, quando antes
parecíamos viver alheios,
hoje vivemos momentos felizes
e temos tudo a ver um com o outro,
porque me entendes
e em nós existe um amor puro,
como a água que corre na nascente!

José Manuel Brazão


sábado, 28 de janeiro de 2012

Um coração que canta e encanta!

Existe o dia e a noite
nesta nossa vida
de amor
num só corpo e alma,
alma gêmea!

Teu coração
pulsa, canta
e encanta
com hinos de amor!

Na memória do tempo
ficará esse amor
que ele derrama
e eu recebo e guardo
como presente divino!

Por ti e em ti
ficarei em teu colo
ouvindo sereno
esses cantos
e encantos
das tuas melodias de amor!

José Manuel Brazão

CARO POETA ZÉ.
SINTO-ME ENCANTADA QUANDO LEIO SEUS VERSOS.
JÁ TENTEI DIVERSAS VEZES, ELEGER UM DE SEUS POEMAS COMO O MEU PREFERIDO, MAS....TRABALHO INÚTIL.
NÃO CONSIGO. SEMPRE ENCONTRO VERSOS, TEMAS, FORMAS DE EXPRESSÃO DENTRO DAS POESIAS QUE ME LANÇAM À DÚVIDA.
RESOLVI ASSIM: ESCOLHO TODOS OS SEUS POEMAS.
PARABENS, MAIS UMA VEZ, PELA LIDE ESCOLHIDA.SER POETA É COMPARTILHAR SENSIBILIDADE A TODOS, O TEMPO TODO. ABRAÇOS CARINHOSOS
19.05.2011
CEIÇA SOUSA

Em teus braços

Quando estendes teus braços
sinto paz, conforto e segurança,
que reforça a minha esperança
e quando teus braços
envolvem meu corpo num abraço
esquecido pelo tempo,
sinto-me dentro de ti!

José Manuel Brazão

És o meu sol!

Começo o dia
admirando a tua luz!

Vibro com a tua imagem,
que me ilumina e conforta,
para viver mais um dia
do resto da minha vida!

Aproximas-te,
sinto o teu calor
percorrer meu corpo!
Uma sensação agradável,
perturbante
e naquele instante
já não sei
se és o Sol,
se o meu amor!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Poeta divina

Teu coração pulsa
como coração poeta
com sangue que corre
por tuas veias
e nas tuas mãos
provoca
sensibilidade apurada
e inspiração divina!

Tua poesia
de palavras puras
 de sol sorridente
e de lua no seu esplendor
exalando amor,
a todos encanta
e em mim repousa,
que te amo!

José Manuel Brazão

Olhando...

Fico olhando
para a vida
e não sei
o que pensar,
o que dizer…

Vagueio os olhos,
por aí…

… sem destino,
sem vontade
dum sentir,
dum viver
e dum sorrir!

Serei merecedor
de tudo, mas tudo,
o que sofro?

Reflicto
e nesta hora,
apareces-me
como a minha Luz
para sentir,
viver e sorrir!

Amo
e procuro ser amado…

José Manuel Brazão


Recordando: Percurso de Vida

Caminho longo
percorrido
com obstáculos
que superei,
uns por mim
e outros ajudado!

Por quem?
Alguém!

No caminho longo
encontrei de tudo,
coisas boas e más.
Pessoas
que me davam a mão,
pessoas
que me traziam no coração,
mas ele era artificial!

Uns
ficaram para sempre.
Outros
ficaram pelo caminho!

Eu
continuo o percurso,
caminho longo…

José Manuel Brazão


TiChA disse...
Nunca estamos sozinhos na caminhada da nossa vida... Acredito que existe alguém que não vemos, mas que nos guia...
É bom quando temos alguém que tem a capacidade de nos ajudar a superar os obstáculos que encontramos na caminhada da vida...
É bom levar os verdadeiros amigos connosco no percurso da vida... E deixar para tras aqueles que só estão connosco por interesse...
 Beijos


O criador nos deu o livre árbitrio pra isso!para escolhermos nossos próprios caminhos.
Cada um segue o seu conforme a sua própria escolha,o seu caminho zé é florido!
pq você é uma pessoa muito iluminada e que faz o bem a todos!
Sei que há momentos ruins pra vc,assim como há momentos ruins pra todos nós.
Mais tenha certeza que,Deus e seus Amigos sempre estarão contigo!
 Bjô
Nanda Costa


Agradeço estes comentários da Ticha e Nanda efectuados noutros sites, que simbolizam todas as palavras que me são dirigidas por tantos Colegas e Leitores., que me motivam neste percurso da Vida!

Tentei ser merecedor na Vida. Mas será que fui? Ficam sempre as nossas interrogações perante a Vida!

Este é um dos textos talismã da minha carreira de Escritor! Que eu possa continuar a corresponder naquilo que todos esperam de mim!
Beijos e Abraços do ZÉ
José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Q8HmQQpDCQI

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Existe um Poeta jovem...



Existe um homem idoso,
pelo caminho percorrido,
cansado pela luta.
Por vezes divertido,
outras pesaroso.
Esperançoso
pelo dia de amanhã,
enfrenta teimoso,
o que a vida parece negar.
Solitário nesta viagem,
procura amizades
e sente saudades,
dos fieis amigos.
Procuram-se!

Existem poucos,
mas o suficiente,
para a minha teimosia:
a Esperança!

Existe um poeta jovem,
que aprendeu
e continua a aprender
a vida sentida
e não pensada!
Escreve as palavras
com o poder da verdade;
com a cultura da vida.
Escreve as palavras
de coração aberto,
sendo mensageiro do alento
e do alimento da Alma.
Se conseguir:
não existe o homem idoso.
Continua a existir o poeta jovem!

José Manuel Brazão

Diante do teu olhar

Não, não perderei
diante do teu olhar
os pensamentos
que despertam
os meus sentimentos
de dar-te o Sol e a Lua
provocando paixão
e irradiando amor
nesta alegria de viver
por ti e para ti!

José Manuel Brazão




Ana Coelho
Existe um poeta cheio de inspiração.
 Passei para dizer olá e ler pedacinhos de ti
 Beijos com carinho da amiga que não te esquece.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Um futuro que já foi nosso

Lágrimas que nos caem
por um futuro que foi nosso,
mas não basta o sonho,
é preciso ver a realidade,
o amanhã...

Almas que permanecem
de corpos distantes,
que sentiram um viver
por viver,
numa Vida que não se compadece
com quereres ou sentires,
mas com olhos diante de olhos
com gestos, atitudes
e companheirismo lado a lado
seguindo em frente
rumo ao futuro...
Se fores feliz, eu ficarei feliz!

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=Fuxum2QfNe8&feature=related



O futuro de ontem é o passado e o futuro do ontem é o presente, e o tempo...ah! o tempo é um presente que nos chega junto com a própria vida, feito de encontros e desencontros, mas sempre presente. Nos vocábulos uma grande força nos sentidos, tanto quanto sentido o verso do poeta. Abraços

Nas mãos do Poeta

Nas mãos  do poeta
existe a voz do coração.
Mãos com vida,
que choram, riem,
levam amor
ao coração da Mulher,
com versos floridos
de rosas
amarelas, vermelhas,
são rosas
do jardim do encanto,
junto do lago da paixão!

E nesta missão
sua alma se eleva,
outras acalma
por ser mensageiro
de amor nos versos
do seu coração poeta!

José Manuel Brazão


Não pedi, mas tu deste-me...

Assim quis teu coração
que estivéssemos perto
de corpo e alma!

O que parecia distante
se fez próximo
com corações unidos
pelo carinho que enviaste
e eu recebi
como dádiva de Deus!

Sem toques de corpo,
nossas Almas se tocaram!

José Manuel Brazão

Esse mar imenso

Olho para o mar,
perco o horizonte!

Mar imenso
que nos distancia,
mas não nos afasta!

Nosso amor
conhece o mar,
navega nele
todos os dias
da nossa vida!

Não haverá naufrágio
e chegará a bonança,
as águas acalmarão,
e o meu coração,
liberto da tempestade,
esperará com esperança,
o dia em que o mar imenso
nos aproximará,
para sempre,
para sempre, meu amor!

José Manuel Brazão

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Palavras que te deixo

Sinto tristeza
e amargura
nas tuas palavras
vividas e escritas!

Procuro o teu alívio
com o carinho
e a ternura das minhas,
que são sentidas também
por alguém
que viveu amargos de boca,
desilusões,
desenganos,
que sonhou uma vida
e quando despertou,
conheceu a palavra
destino!

Até então
caminhava
por caminhar,
mas sem saber
que era o seu destino!

Hoje
mais seguro de si,
não pode apagar
o passado vivido
e começará um novo fim
com tudo o que foi
lição de vida!

E agora
perante ti
estas são
as palavras que te deixo!

José Manuel Brazão

[....]

 As palavras que me deste
são colo em noites de inverno.
Abraços quentes em solidão
Afagos e gratidão.
Não há nelas
vazio ou janelas fechadas..
Apenas portas abertas pro infinito
portas que conduzem
a um futuro doce
ao lado do amor
esperado..
E são nessas palavras
que me fio
pra continuar
minha caminhada...

Sandra Freitas

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Snysz4zzHZI

Coisas que nos levam...

Há coisas que nos levam,
pela entrega que demos,
usando empenho,
carinho, amor
como se fossem um filho!

Assim uso na vida
as forças e os sentimentos
para o desempenho
de missões no meu caminho!

Dou tudo de mim,
o corpo e a alma,
sempre com um sorriso
no equilíbrio
do querer, do acreditar
para servir causas
a bem do próximo,
para meu contentamento
e encantamento!

Quando se aproxima o fim,
meu corpo dói,
minha alma sofre;
um pouco de mim
é levado,
perco – talvez- o meu EU
e hesito se recupero
ou se não devo olhar para trás!

E na memória do tempo
apenas sereno,
porque o que perdi
já não é meu,
mas pertence
ao Universo!

José Manuel Brazão

Amigo Zé!
 É uma grande verdade o seu poema.
Quando passam e levam um pouco de nós e deixam algo nos faz bem. Mas quando passam e nos levam não deixando nem uma doce lembrança ai é triste.
Mas enfim, não será por esta razão que vamos transformar as coisas que o nosso coração acredita.
Siga em frente sendo sempre verdadeiro.
Lindo poema!
Bjos
Carol

Sentimentos

Todos os dias
penso em ti,
como se estivesses aqui!

Anseio
por este amor
um amor em palavras,
como se fossem
cartas de amor!

Um dia
neste convívio lindo,
beijámo-nos,
muito…
…sentimos prazer,
olhámos fixamente
e sem palavras
mas com um olhar
de mil palavras!

Aquele beijo
será sempre
aquele beijo…

José Manuel Brazão




Chama de amor

Cruzámos nossas vidas
gerámos o nosso amor
acendemos a chama,
a chama de amor,
sempre viva
na nossa autenticidade,
convicção e dedicação,
dum sonho lindo
que o destino tornou realidade!

Chama de amor
Sempre viva,
que tu e eu
somos seus donos
e donos do tempo
que há-de vir
e irá para além da Vida!

José Manuel Brazão

Abriste o teu coração!

Vivendo nos teus sonhos
e pensamentos,
estou sempre presente
com os sorriso que te encantam!

Anseias pelo dia
de me sentires
desejares
e a Vida festejares!

Quem me dera
que esse amanhã
fosse hoje!

Mas serenos
viveremos cada dia,
porque abriste teu coração
e eu já entrei!

José Manuel Brazão

http://www.youtube.com/watch?v=XC2Bk8f8plU&feature=player_embedded 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Amar acima de tudo!

Enquanto a vida permitir
amarei sempre
com convicção
e dedicação
quem para mim
vale a pena
mesmo que isso
me traga desconforto
virá o mais importante:
amor de verdade
de entrega absoluta
a um ser humano;
uma mulher honrada,
digna da Vida
com lealdade
e fraternidade
sem limites
ou horizontes!

Esse horizonte
que vislumbro
nem todos alcançarão!

Este Homem e essa Mulher
quis o destino que fosse assim:
amor incondicional
acima de tudo e de todos!

Nunca seremos vencidos
nesta Vida em que a luta
é feita de Paz
com mãos iluminadas
a escrever o Amor!

E assim estendem as mãos
que suam amor para sempre!

José Manuel Brazão

* O Homem olha para a Vida e o Poeta sofre nos poemas.


Outono da minha Vida

As folhas caem
como desfalecidas.
O vento as leva
e outras nascem.

Nós partimos
e outros chegam.
Ainda estou vivendo;
o meu Outono!
O corpo dorido
e as folhas amarelecidas,
parecem Outono.

O meu Outono é Inverno:
frio, triste, doente.

Não há agasalho
que aqueça a minha tristeza,
nem um sol nascente,
que traga de volta a alegria.

Outono:
folhas caídas sem destino
que leva o vento.
Agarrado à esperança,
espero pela bonança,
para ser folha com destino …


02/06/2010
José Manuel Brazão

Ao ler tão lindo poema absorvo a cristalina essência do autor..
 Muito lindo zé..
Amei cada palavra!
Bj
Nanda Costa



Simplesmente lindo. Um dos mais lindos que li zé. Que sensibilidade a sua amigo. É triste, muito triste mas belo demais
Bj carinhoso. Sua admiradora sempre. Regi

Bem me quer, muito...

Muitos poemas escrevi
 sobre rosas (Mulheres)
 e quando pensei em ti,
 do malmequer me lembrei!

Desfolhando
 o meu pensamento,
 no muito parei,
 não desejando a pétala
 do pouco
 e muito menos
 a do nada...

José Manuel Brazão


*Um poeminha que nasceu, quando li "Bem me quer?" de Marcia Grossi *


http://www.youtube.com/watch?v=htEymeN_wv0&feature=player_embedded#!

domingo, 22 de janeiro de 2012

Porto de abrigo (Amor)

Um homem do Amor,
sempre de coração aberto,
por vezes carente dele,
mas partilhando o que tem!

Um homem do Amor,
que sentem nele,
um porto de abrigo,
de bonança
e de águas livres!

Um homem do Amor,
que procura ser feliz,
com a felicidade alheia,
estendendo a mão
onde leva o amor!

José Manuel Brazão

Acreditamos...

Essa demora para anoitecer
E dias passam como nuvens
Eu sei que não vou passar
Dias brancos, fios cortantes
Anseio por nossos instantes
Minha palavra é quase nada
Mas esse sentimento é tudo
Circulos vazios de fumaça
No abajour do meu quarto
Neste teclado empoeirado
Cansado de tanto esperar
Você chega com teu olhar
Tocando o cerne da alma
Tua imagem então aparece
E tudo em volta me apetece
Me deixa enfeitar teu corpo
E cobrir de estrelas teu cabelo
Saciarmos a fome do desejo
Aplacar a sede em um beijo
Permita-me te amar.

Luciana Silveira 

[....]

 Um amor como o nosso
é sempre possível!

Acreditamos no viver
que existe em nós,
que sentimos o raiar do Sol,
a luz sorridente da Lua,
a paz, a harmonia,
que trouxe este amor!

Amor impossível?

Nunca este amor
foi tão forte,
com chama,
com ajuda entre nós,
nesta união saudável
de encanto,
muito encanto,
em que acreditamos…

José Manuel Brazão

sábado, 21 de janeiro de 2012

Confessas...

Nasceu este amor
como gratidão ao Sol!

Iluminou
nossas almas
que andavam desavindas.

Cresce este amor,
entre lágrimas
e sorrisos.
Dei-me todo
a esta paixão,
que não pára
neste palpitante coração!

Choras,
porque o desejas,
confessas,
mas vestes o silêncio
amas e guardas para ti
este amor,
esta loucura, esta paixão!

José Manuel Brazão

Momentos de Luz!

Parecia longe da tua mão
para juntar cada pedaço
da Vida que te escapou,
mas atento fiquei
e um a um juntei
 os teus antigos desejos,
os teus presentes anseios
e fui buscar mais luz
ao fundo do tunel;
a tua Vida voltou a brilhar,
o teu amor renasceu
numa vida
que te parecia sumida,
mas não...

O palco da Vida
está aí...
reacenderam-se as luzes,
a Vida está iluminada
e tu, só tu
vês tantos espectadores
(Amigos),
sorris, ris,
para os aplausos:
Na primeira fila
estou eu gritando:
Bravo Mulher
continuemos
a Vida que Deus sabe...

José Manuel Brazão

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=v13uDrFEniY 

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Paz no reencontro

Suspirámos no tempo,
a busca dessa paz,
que nos fugia,
quando antes
permanecia em nós!

Buscámos no tempo,
a razão dessa ausência!

Lutámos no tempo,
pela sua reconquista!

Reencontrámos neste tempo,
tu como anjo meu
e eu como anjo teu,
essa paz rejuvenescida
com tudo que a compõe:
a compreensão,
a tolerância,
a amizade,
tudo com muito amor!

Um encanto que voltou
por uma esperança
nunca perdida,
porque ficaram em nós,
as raízes desse amor!

José Manuel Brazão
http://www.youtube.com/watch?v=JSTJqKgFEIc&feature=related


Sou girassol

Quem me procura,
gosta de mim!

Sinto-me uma flor,
desabrochando
como quis a Natureza!

Sou um girassol,
girando com o Sol,
recebendo a sua luz,
que iluminará
meu corpo e minha alma!

Giro, giro
e vou girando
para que a minha luz
irradie amor…

José Manuel Brazão

O teu sorriso é meu!


Quero de volta aquele antigo sorriso
Estampado no meu rosto
Franco... aberto... sincero...
E a minha alma azul ...e  límpida...
Não sei quando vai ser
mas sei que um dia será...

regina ragazzi

[....]

Sorrio
para o teu sorriso!

Encantas-me
quando apareces
e sem uma palavra,
entendo-te
pelo teu sorriso!

Sorrir
é saudável,
é carinho, afecto,
amor …

Teu sorriso é meu!

José Manuel Brazão

Com humildade diante de ti

Com humildade
confesso a ti
o meu amor
que reflectindo
ainda não é o amor,
 que quero aprender
e tu a ensinares!

A vida
nos experimenta,
nos dá sinais
para um bom viver,
amando!

Nesta hora,
voltei a aprendiz iniciado
para recomeçar
o meu caminho,
o nosso caminho paralelo,
com toda a força interior!

Meu amor será assim:
humildade,
fraternidade,
dedicação,
tolerancia,
confiar,
doar,
perdoar
e amar
com convicção,
acreditando
que amor não tem limites!

Eu me confesso
perante Deus, vós
e a ti
amor da minha Vida,
nesta VIDA!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

A minha vida anoitece...

Sinto a nudez da noite,
que esfria a minha alma!

Sinto a noite perdida
entre sonhos
e imagens reais!

Sinto a noite esquecida
de outras noites belas,
de encanto, paixão,
amor,
muito amor!

Sinto a noite pervertida
causando dor
que mal aguento,
me entristece,
perdendo a alegria
que me fazia viver!

Sinto a noite
mais noite,
a minha vida anoitece…
… e não sei se amanhece!

José Manuel Brazão



* Tenho momentos que apetece-me reler este poema! *


http://www.youtube.com/watch?v=b2mJPtPMUsk 

Quando amanheceu dentro de ti!

Viste a minha imagem,
que te pareceu;
a Luz da tua vida!

O teu Sol raiou
e saíste da noite,
de solidão sem fim!

Dias
e mais dias viriam,
sem entenderes,
que eu não era o Sol,
a Luz, a Esperança,
mas um homem,
apenas um homem desta Vida,
que foi nossa vida,
enquanto durou!

Hoje só existe
o amanhecer de cada dia,
dentro de ti e de mim!

José Manuel Brazão

Uma Amizade no seu esplendor!

Recomeça Graci e eu estarei sempre contigo.
Beijo carinhoso do
Sempre que me bater insegurança, vou lembrar de ti 
me dando apoio emocional e espiritual.

Beijo na alma, Graci.


Amigos

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto
e a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor,
eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos,
enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor,
que tivessem morrido todos os meus amores,
mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos
e o quanto minha vida depende de suas existências ...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.
Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas, porque não os procuro com assiduidade,
não posso lhes dizer o quanto gosto deles.
Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem
que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro,
embora não declare e não os procure.

E às vezes, quando os procuro,
noto que eles não tem noção de como me são necessários,
de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital,
porque eles fazem parte do mundo que eu,
tremulamente, construí,
e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.
Se todos eles morrerem, eu desabo!
Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.

E me envergonho, porque essa minha prece é,
em síntese, dirigida ao meu bem estar.
Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos,
cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim,
compartilhando daquele prazer ...
Se alguma coisa me consome e me envelhece
é que a roda furiosa da vida
não me permite ter sempre ao meu lado,
morando comigo, andando comigo,
falando comigo, vivendo comigo,
todos os meus amigos, e, principalmente,
os que só desconfiam
- ou talvez nunca vão saber -
que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.

Vinicius de Moraes

E assim será, uma bela amizade!!!
Beijos, Graciele.

A nossa força está nesta união. Ninguém nos separará Graci!
 Beijooosss

Quando te vejo...

Quando te vejo
fico triste
pela mulher que deves ser,
mas que não conhecia...

Todo o tempo
é tempo da descoberta
duma alma irmã!

Por ti
tudo farei
como pelos outros
que me acarinham
e me entendem,
até eu partir.

Vivo
e convivo
numa entrega
que alguns não entenderão,
mas a voz do meu coração
escolhe o melhor para o meu caminho!

Nas mãos da Vida
e dos outros
estarei sempre
por Amor!

José Manuel Brazão

O ideal seria se todas as pessoas soubessem amar como sabem fingir.
Bob Marley

http://www.youtube.com/watch?v=T54wLpcplTY&feature=player_embedded

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Com a Poesia...

Com a poesia,
sinto alegria;
repousam os dilemas,
nascem os poemas.

Com a poesia,
param as angústias,
as tristezas,
as desilusões.
Com a poesia
nascem emoções,
mensagens de paz,
harmonia e amor.

Com a poesia
nasce a esperança
de viver
e de conhecer amigos,
amigos de verdade.
Com a poesia,
nasce a libertação,
a conversão
aos valores humanos.

Com a poesia
nasce um estilo,
uma forma de vida,
uma visão do mundo,
que leva o poeta
à descoberta:
da verdade,
da realidade,
sem palavra encoberta.

Com a poesia,
nasce a minha poesia…

José Manuel Brazão

* Dedico este momento a todos os Poetas que ao longo dos anos comigo colaboram nos meus Blogs *