**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Neste (aquele) momento...

Neste momento
tanto que desejava
estar perto de ti!

Sinto
um vazio na alma
por te saber longe,
entristecida,
sofrida
e por precisares
do meu carinho
e do meu amor!

Sinto
neste momento
que seremos ajudados
por Ele
que nos acolhe
e abençoa pelo eterno
este puro amor!

Neste momento
sou tão feliz contigo,
alimento minha alma em ti;
preciso mais de teu carinho
que de teu corpo!


José Manuel Brazão

* É belo o Poeta ter momentos como este. Em tempos escrevi este poema  e muitos outros baseados numa Mulher. Houve o neste e agora o aquele momento. O tempo passa e o Poeta morre, mas a sua Poesia perpetua-se!

Você é a razão

A causa de estar sonhando acordada é porque você existe na minha vida. O motivo dos olhos brilhantes; o lindo sorriso espontâneo estampado nos lábios demonstra o quanto é bom ter alguém especial. Você é o princípio natural da vida, a causa da minha alegria!


Você é a minha razão, do amor-perfeito, do relacionamento certo. Você é a razão do amor que me envolve, a razão do sentimento que brotou em meu coração.


Confesso: jamais pensei que voltaria sentir o amor em meu peito. Sim, sou uma mulher forte, mas me entreguei, me envolvi. Hoje, agradeço a Deus por ter-me mostrado que estou viva! Nunca morri, apenas adormeci perante a vida.

Você é a razão de estar sonhando! Obrigada!

Graciele Gessner

[....]

Não,nunca morri,
apenas adormeci
perante a Vida!

Quando acordei
questionei
os sonhos havidos,
a sua razão,
o meu optimismo,
a minha esperança,
a minha doação.

Deixei
o tempo correr;
em cada instante
oportunidades perdidas,
mas valeu a pena
este percurso de Vida,
porque acordei a tempo
de recuperar
o tempo adormecido
e ter-te conhecido!

José Manuel Brazão

Amar acima de tudo!

Enquanto a vida permitir
amarei sempre
com convicção
e dedicação
quem para mim
vale a pena
mesmo que isso
me traga desconforto
virá o mais importante:
amor de verdade
de entrega absoluta
a um ser humano;
uma mulher honrada,
digna da Vida
e com lealdade
e fraternidade
sem limites
ou horizontes!

Esse horizonte
que vislumbro
nem todos alcançarão!

Este  Homem
e essa Mulher
quis o destino que fosse assim:
amor incondicional
acima de tudo e todos!

Nunca seremos vencidos
nesta Vida em que a luta
é feita de Paz
com mãos iluminadas
a escrever o Amor!

José Manuel Brazão

* Uma amizade inequívoca e eterna com Graciele Gessner *




Uma amizade constituída na confiança é a maior prova de amor que os amigos podem oferecer. Obrigada por ser paciente e compreensivo, são raras as pessoas com a tamanha bondade e gentileza que eu conheço. Um beijo gracioso em seu imenso coração.


Enquanto há tempo!

O tempo não pára
e como queriamos
que ele parasse
em momentos sonhados
para os viver,
ter os sabores
desses amores
que estão distantes
estiveram
tão perto de nós
e por instantes
vem a saudade,
a nostalgia
de não haver o tempo
de ir para ti
enquanto há tempo!

José Manuel Brazão

Poema  baseado nos seguintes versos:
Se espero pela vida, não tardes
Vem pra mim enquanto há tempo!

domingo, 30 de outubro de 2011

Uma reflexão e um poema

O tempo passa e quanto mais ele passa menos acho que me conheço...
Tem dias assim; meio cinzentos. Dias em que até parece que a vida nem saiu do começo...
Entretanto noutros tem tanta cor, que mesmo que a vida acabasse no meio seria grata por tudo que me cerca, tudo que em mim faz algum movimento...
Há também dias sem cor, sem cheio, sem espaço.
Tem dias que quanto mais me desejo perder, mais cedo me acho.
Até que me encaixo, como parte do mundo estranho e às vezes DESCONEXO em todo contexto e reflexo...
Descubro que sou parte dessa loucura ou ela parte inteira de mim, enfim sou apenas as emoções de dias de Sol e outros tantos de chuva...
Assim sigo, vida à dentro, desejando que o que julguei ser o fim seja apenas a passagem para os meus (re)começos.

Anna Carvalho



Li algures esta reflexão no dia 13 de Outubro e por ser duma Autora minha conhecida gravei-a e hoje reli, voltei a reler sentindo quanto vamos buscar de angústia, nostalgia, quanto procuramos o caminho certo e tudo parece em vão!


Sei muito bem pela Vida que já vivi  como são as hesitações, as indecisões, o medo de avançar e quando isso acontece não é o momento certo!


Convivo com a serenidade possível, teflicto bastante e agarro-me à Fé e Esperança deixando-me levar pelo tempo até aparecer esse momento certo.


E aqui deixo a minha ajuda pública com este poema!


Deixa que o tempo seja Tempo


Deixa sim
que o tempo seja tempo
de nos encontrarmos
pelas hesitações,
e indecisões!

Deixa sim
que o tempo seja tempo
para entendermos
os nossos sonhos
o nosso alvorecer,
os mistérios da Vida!

José Manuel Brazão

* Anna Carvalho  autorizou a sua identificação na reflexão.

Amor sem limites

Quando o amor
se deixa dormir,
acordo-o!

Não posso viver
sem ele a funcionar!

Muitos esperam
a minha palavra,
o meu carinho
até
a minha tolerância!

A todos acudo.
Para uns
basta a minha presença,
o meu olá,
ou um até breve!
Para outros
um conselho,
uma prece,
uma esperança.

Para mim
fica o consolo
do bem procurar
e o mal evitar!

Para mim
fica o que basta,
não importa…

dou
o amor sem limites…

José Manuel Brazão

* O Poeta o que escreve também pratica; comigo na Vida e em Poesia não existe fingimento ou demagogia; apenas Verdade!

Não podes fugir...

Vieste ao meu encontro:
ficaste!
Passei a viver
cada dia, cada hora,
com o reencontro.

Ganhámos afinidades,
e se não há reencontro,
sentimos saudades.

Eu estou aqui
e tu aí …
Um distante tão perto,
separado pelo tempo,
unido pelo pensamento.

Na vida,
cada um no seu caminho,
na ânsia,
dos caminhos se cruzarem.

Na vida,
cada um sonha com a felicidade,
vive com a saudade,
de um novo reencontro.

Ainda não quero partir;
não podes,
não podes fugir …

José Manuel Brazão


* Não consigo mesmo fugir de ti, isso porque estás em mim...



Na busca da felicidade

Durante esta passagem pela Terra que a tenho procurado, mas não a tenho encontrado e muito menos conquistado.
Já cheguei a pôr em dúvida a sua existência ou que se tratasse duma miragem, dum mito!

Lendo recentemente pensamentos de humanistas que sempre admirei, parei e reflecti sobre alguns:

“Não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”
(Mahatma Ghandi)

“Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram
todos os segredos, inclusive o da felicidade.” (Charles Chaplin)

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” (Francisco Cândido Xavier - Chico Xavier)

Procuro na utopia … ser feliz

Procuro sonhando
o que não encontro acordado.
Sonho com a vida
que me falta conhecer;
Sonho com as pessoas
que amo em silêncio
e que quero ajudar:
amando!
Sonho com as pessoas
que me ouçam,
me entendam.
É bom sentir-me vivo,
olhando para trás
e vendo
que não posso viver
um novo começo,
mas que posso viver
um novo fim.
Procuro na utopia,
a esperança
de ser feliz,
serenamente …

José Manuel Brazão
22.04.05

Esta vida que é um caminho percorrido por nós com muito erros, muitas distracções e, pior que isso, com invejas, intolerâncias, ódios que não contribuem para a paz e harmonia entre os Homens e, consequentemente, no Universo.
Nesta fase da minha vida resta esforçar-me por conhecer melhor o caminho (Ghandi), tentar descobrir o segredo ( Chaplin) e fazer um novo fim (Chico Xavier) e continuar a conquistar momentos felizes. Momentos felizes, sim!

José Manuel Brazão

O amor dá-se...

Gosto de sonhar,
vestido de esperança.

Sonhos belos
que me dão bonança,
sonhos agitados
com turbulência,
que me fazem acordar,
perder a paciência
e aprender:
que amigos
são os que merecemos:
com amor, dedicação,
carinho e compaixão!
Os outros,
apenas são conhecidos…

O amor dá-se,
não se empresta…

José Manuel Brazão

sábado, 29 de outubro de 2011

Fugindo da verdade

Quando se vive num “mundo” de mentira em que se  oculta ou se mente cria-se uma bola de neve incontrolável!

Depois vive-se fugindo, fugindo apenas da verdade e a quem se mentiu!

O que pareceu agradável enganando os outros agora é um “inferno” em si própria!

A Vida é mesmo assim: “brinca-se” com os sentimentos dos outros e depois acontece, que somos cobrados e bem cobrados pelo que fizémos por maldade ou irreflectidamente!

E como escreve Graciele Gessner “ ... A distância da verdade pode até ser longa, mas em algum momento ela pode se aproximar ...” e é assim mesmo! 

A verdade aparece sempre!

José Manuel Brazão


Ivone Poemas disse...
Olá, bom post, pois é mesmo assim, a verdade é sempre a melhor maneira de vivermos livres e leves, pois quem mente o faz por tempo que nem sequer pode prever, portanto, verdade é mesmo o lema para se viver bem e se não feliz, pelo menos viver livre!!!
Mentira é prisão!!!
Abraços!
Ivone.

A noite

Entrei pela noite
 De mãos cheias
 De vento
 Abracei o vazio
 Afoguei-me no tempo

 Estendeste-me o silêncio
 Agarrei-o
 Com esperança
 Mostraste-me o caminho
 Com olhar de criança

Colhemos prazeres
 Transformámos
 Os corpos
 Arrasámos a vida
 Em poemas já mortos

 Percorremos o sonho
 Em desenfreada
 Loucura
 Encantámos futuros
 Esquecendo a amargura

 Acordo agora
 A transpirar o que fomos
 De lágrimas escorridas
 Na realidade de quem somos.

Vanda Paz

[....]

Abriu a noite
e tive um sinal!

Passou tempo
sem a tua voz,
as tuas palavras
que me alimentam
a Vida!

Saudades,
muitas saudades,
do teu encanto,
do teu carinho,
dos teus olhos
cheios de esperança,
do reencontro
do nosso amor,
que sentimos
fortalecido,
muito querido
e muito amado
em nossos corações!

De mãos dadas
prosseguimos
o nosso caminho,
sem destino,
sem olhar para trás!

José Manuel Brazão



Se o amor vier de longe

Na força deste amor
não se conhecem distâncias
e se as houver
existem asas do amor
para unir corpos e almas
num encontro
de amor e paixão
num elo de verdadeiro sentir,
no calor do olhar
além de toda a distância!

José Manuel Brazão

E se houver amor, mesmo que distante, ame por inteiro!


Que coisa linda meu amigo!!
É isso que tantas vezes falta no amor...ENTREGA!
As pessoas "amam" com "condições", do jeito que dá...rs
Quando nos entregamos verdadeiramente, quando o amor se sobrepõe a tudo, nem a distância o abala!!
MARAVILHOSO MOMENTO QUE ME EMOCIONOU!!
Beijo meu amigo
Bea
Bea o meu poema luta contra aquilo que escreveste:As pessoas "amam" com "condições", do jeito que dá...rs
Mas estou consciente e tive experiência disso, que as tuas palavras são uma REALIDADE!
 Beijo do ZÉ

Pobre depressão!

Muitos te procuram
e depois refugiam-se em ti!

Na Vida cometem erros
e mais erros.

Não tentam corrigir
e a culpada é a depressão!
Pobre depressão
que se servem de ti
e olhando o espelho
nem Vêem o espelho mentir!

José Manuel Brazão

Na busca da felicidade

Durante esta passagem pela Terra que a tenho procurado, mas não a tenho encontrado e muito menos conquistado. Já cheguei a pôr em dúvida a sua existência ou que se tratasse duma miragem, dum mito!

Lendo recentemente pensamentos de humanistas que sempre admirei, parei e reflecti sobre alguns:

“Não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”
(Mahatma Ghandi)

“Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram
todos os segredos, inclusive o da felicidade.” (Charles Chaplin)

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” (Francisco Cândido Xavier - Chico Xavier)

Procuro na utopia … ser feliz

Procuro sonhando
o que não encontro acordado.
Sonho com a vida
que me falta conhecer;
Sonho com as pessoas
que amo em silêncio
e que quero ajudar:
amando!
Sonho com as pessoas
que me ouçam,
me entendam.
É bom sentir-me vivo,
olhando para trás
e vendo
que não posso viver
um novo começo,
mas que posso viver
um novo fim.
Procuro na utopia,
a esperança
de ser feliz,
serenamente …

José Manuel Brazão
22.04.05

Esta vida que é um caminho percorrido por nós com muito erros, muitas distracções e, pior que isso, com invejas, intolerâncias, ódios que não contribuem para a paz e harmonia entre os Homens e, consequentemente, no Universo.
Nesta fase da minha vida resta esforçar-me por conhecer melhor o caminho (Ghandi), tentar descobrir o segredo ( Chaplin) e fazer um novo fim (Chico Xavier) e continuar a conquistar momentos felizes. Momentos felizes, sim!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Quando os corações batem pelo mesmo querer!

Vivendo nos teus sonhos
e pensamentos,
estou sempre presente
com os meus olhos
e sorriso que te encantam!

Anseias pelo dia
de me sentires
desejares
e a Vida festejares!

Quem me dera
que esse amanhã
fosse hoje!

Mas serenos
viveremos cada dia,
porque abriste teu coração
e eu já entrei!

José Manuel Brazão

* Que toda distância seja nenhuma
quando os corações batem pelo mesmo querer!

Casulo do Amor


És a borboleta,
borboleta da minha vida.

Voas,
vais voando,
procuras-me e
voltas sempre a mim,
que te espero
nesta ansiedade
aqui
no casulo do amor,
onde criamos
esta felicidade
de um amor sem fim:
 Butterfly e eu…
José Manuel Brazão

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Sorrindo

Escrevi muito,
sobre o amor,
paixões,
alegrias e tristezas,
pensamentos,
reflexões.

Emoções,
muitas emoções!

De tudo um pouco,
das coisas da Vida!

Tudo ficará
e repousarei
nos meus singelos poemas;
quem os ler
ou reler,
sentirá a minha presença,
sorrindo para cada um…

José Manuel Brazão

Sintonias do coração

Ao longo deste tempo,
sinto necessidade
da tua companhia:
de ver a tua alegria,
de ouvir as tuas palavras,
de sentir o teu carinho.

Existem momentos
que não esquecemos
e entramos num silêncio
cúmplice
que só nós entendemos
e guardamos em nós
e ninguém nos separará;
este abraço
no teu e meu coração,
ficará em nós!

José Manuel Brazão


Diante do teu olhar

Não, não perderei
diante do teu olhar
os pensamentos
que despertam
os meus sentimentos
de dar-te o Sol e a Lua
provocando paixão
e irradiando amor
nesta alegria de viver
por ti e para ti!

José Manuel Brazão

O companheiro

Vi junto à janela,
uma mulher só:
bonita e esbelta!
Junto de si,
uma taça de vinho,
que lhe fazia companhia!

A taça elevava
e os lábios molhava;
juntava de novo
os lábios que seduziam!

Olhava em redor e sorria.
Todos viam o gesto,
gesto sensual,
destes lábios sensuais.

Notei
que os olhos brilhavam,
tal como os lábios;
e aumentava a sua beleza.

Porque seria o vinho,
a sua companhia?
Para uns:
alivia a tristeza!
Para outros:
aumenta a alegria.
Coisas da mãe natureza:
a vinha e o vinho!

José Manuel Brazão


quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Um poeta da Vida

Um homem
com erros humanos,
mas sincero, honesto,
incompreendido,
por ser o que é,
negando
a imagem cómoda,
a vida “fácil”,
sempre
na busca
de ser quem é,
na busca
do bem,
dos momentos certos,
dos momentos felizes,
se os teve!

Um poeta,
poeta da vida,
em dias
nem sempre bem vividos,
criando
textos de encanto,
de amor, reflexões,
lavando
o corpo e alma
dos que o lêem,
tendo como reacções,
o carinho, o conforto,
a amizade,
um bem haja,
e até o amor fraterno,
neste mundo da Poesia!

José Manuel Brazão

Um amor assim... só nosso!

Foi um grito rouco
que desatou o nó da minha
Alma...
Mas não ouviste
Partiste levando
Meus sonhos
Vesti-me em luto
Morri várias vezes
a cada manhã.
Desejava uma lápide gélida
E uma porta aberta ao infinito sombrio.
Mas a morte também se foi..


Requesida
Desgrenhada
Andava despida pelos pastos
Até que um olhar
Pousou sobre mim.,
Pediu-me hospedagem
Fechei-me e menti
Deixei que ficasse
Mas nunca cedi..
outonos , invernos
Cizentos hostis passaram
levaram os laços ardis.
Sorria de dia, chorava de noite
E o mais improvável:
Eu sobrevivi.

Sandra Freitas


[....]

 Somos
um para o outro!
Tu mulher de paixão
eu suando amor,
dá um grande amor!


Vivemos este amor
em nossos silêncios,
com sofrimentos,
com lutas interiores,
mas com corações
entregues a este amor,
arrebatador,
lindo e profundo.


Sofres muito
por mim.
Vês duas gaivotas a voar
e acenas para a favorita!
Já posou
muitas vezes no teu ombro
e tu choravas
por tanto carinho
e por não a levares contigo.


Sabias
que ela voltaria
todos os dias,
à mesma hora
e aparecia a tua alegria
dum amor vivido,
conquistado
mas tu desejando
mais da Vida!


Continuamos
os nossos silêncios,
a nossa cumplicidade,
sempre com saudade,
até ao momento
em que este amor;
será eterno amor …
pela noite!

José Manuel Brazão

A Vida sorriu para mim

Pouco pedi à Vida,
apenas aquilo
que fosse merecedor!

Pacientemente
aguardei os momentos,
doando
o que meu coração
um coração sofrido,
mas sempre pulsante,
nas mãos da Vida
entregava esse amor,
que guardo
no cofre da minha alma!
Recebi
mais do que esperava,
mas senti
que foi tudo o que mereci!
E assim
a Vida sorriu para mim
e eu abraçei esse amor
que não me larga, a Vida!

José Manuel Brazão


"Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos"
 (Provérbio chinês)

Rosa das rosas

Se eu pudesse …
vestia o teu corpo
de rosas vermelhas!
Olhava-te,
seduzia-te …

Ao meu redor,
exalava do teu corpo,
o aroma das rosas.

Desse corpo
de incontida paixão,
tirava uma a uma,
cada rosa vermelha.

Teu corpo ficaria belo,
muito belo …
sofria,
perante o meu oásis!!!

José Manuel Brazão


No caminho das emoções: "NO CAMINHO DAS EMOÇÕES" - Nosso aniversário - Iniciamos o 5º ano de publicação


No caminho das emoções: "NO CAMINHO DAS EMOÇÕES" - Nosso aniversário - Iniciamos o 5º ano de publicação:

José Manuel Brazão
e toda a sua equipa de 18 Autores residentes


Beijos e Abraços
de gratidão a todos os visitantes dos Blogues.



terça-feira, 25 de outubro de 2011

Lágrima

Nasces
do crepúsculo
do meu olhar.
Lanças-te
pela escarpa,
triste,
da minha face
e vais...
... ao encontro
da enseada da memória
onde te aninhas
e fortaleces.


Podes luzir
no silêncio
...
ou rebentar
na escuridão
do sentimento.

As mãos acolhem-te
porque a alma se ausentou,
por tempo incerto.


Vanda Paz



Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por seres generosa,
uma pedra preciosa
a decorar o meu coração!

Quando penso
e penso em ti,
vem o sonho duma paixão,
sonhada, mas por viver!

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por ver
não estares ao pé de mim!

Apenas sonho
e vem a lágrima…

José Manuel Brazão

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

No teu corpo minha tentação

Dispo teu corpo,
suavemente sentes
meus dedos deslizando
pela humidade dos poros
suando amor,
dançando as ancas
perante a minha tentação
de corpos colados
em momentos consumados!

José Manuel Brazão

Cuidando do meu jardim

Tenho o meu jardim
sempre florido,
com rosas
dos amores, paixões
pelas mulheres da minha vida!

Existem rebentos
a florescer
como rosinhas,
as rosinhas da minha Vida!

Todos os dias
olho para o jardim
e  meus olhos se encantam
vendo em cada flor
uma parte de mim!

Aproximo-me de cada uma
e acarinho, dou amor
e sorrio…

… cada flor
é uma história vivida,
com encanto,
paixão e amor!

O jardim do meu encanto
ficará…
e eu um dia
partirei
com o meu corpo coberto
de pétalas de amor!

José Manuel Brazão

* Pensando na última rosa que eu cuidei *

domingo, 23 de outubro de 2011

Nossa entrega

Dá-me pedaços da alma
diluídos em teus versos
bêbados, submersos
no líquido do teu amor.
Dá-me verbos aquecidos
Escorrendo-me ao ouvido
Ressequido pelo tempo
de ausência, pela dor.
Dá-me todo alfabeto
Dá–me amor
Te quero perto
Que minha alma
no deserto
desfalece em torpor...
Vou sorver-te sem demora
Não depois, te quero agora
Que meu coração só chora
Temeroso por seu fim...
Cada sílaba impensada
Refletida ou recortada
Vou beber e ser tragada
Até te ter dentro de mim....

Sandra Freitas

[...]

Não me deixas ficar mais assim...
Ansioso como estou
por te ter,
com o teu coração
explodindo desejo,
pelos meus versos
escorrendo amor
que percorrem
todos os pedaços
do teu corpo
da tua alma,
enfim …
com a tua vontade
de me querer agora,
dou-te tudo …
o amor …
este amor louco,
que me provocas
com a tua sede de me beber!

Dou-te tudo …
o que me pedires,
até me sentir dentro de ti!

José Manuel Brazão

Coração de Mulher

Todos te olham,
todos te admiram.
Uns pela beleza exterior,
outros pela beleza interior.
Esta é infindável,
pelo encanto que transmites,
pelo amor que partilhas,
sem nada pedir.
Dar, dar e dar,
que te cria desilusões,
angústias.
Mulher ternurenta,
quase desistes,
pelos teus sonhos;
brotas lágrimas
como se fosse noite.
Atrás de cada noite,
virá um novo dia.

Numa dessas manhãs,
terás um sol nascente,
com tanta luz,
que encontrarás o caminho
que tanto procuras.

Caminho muito iluminado,
pelo teu coração,
coração de mulher.

José Manuel Brazão



http://www.youtube.com/watch?v=IvTiWRPlEpE&feature=related

Nas mãos do Poeta

Nas mãos do poeta
existe a voz do coração.
Mãos com vida,
que choram, riem,
levam amor
ao coração da Mulher,
com versos floridos
de rosas
amarelas, vermelhas,
são rosas
do jardim do encanto,
junto do lago da paixão!

E nesta missão
sua alma se eleva,
outras acalma
por ser mensageiro
de amor nos versos
do seu coração poeta!

José Manuel Brazão

* Relendo o poema "Tuas mãos" da Poeta Anna Carvalho nasceu este poema singelo. *

"Poesia com emoções" 100.000 visitas!







Agradeço muito aos nossos visitantes possibilitarem atingirmos as 100.000 visitas. Viramos a página e seguiremos em frente!
Beijos e Abraços
do ZÉ
José Manuel Brazão


regina ragazzi disse...
Oi Zé! Não podia deixar de passar aqui hj para te deixar um abraço especial por mais essa conquista. Parabéns amigo. Vc merece todo sucesso.Muito feliz por vc. Bjsssss


sábado, 22 de outubro de 2011

Abriu a noite...


Abriu a noite
e tive um sinal!

Passou tempo
sem a tua voz,
as tuas palavras
que me alimentam
a Vida!

Saudades,
muitas saudades,
do teu encanto,
do teu carinho,
dos teus olhos
cheios de esperança,
do reencontro
do nosso amor,
que sentimos
fortalecido,
muito querido
e muito amado
em nossos corações!

De mãos dadas
prosseguimos
o nosso caminho,
sem destino,
sem olhar para trás!

José Manuel Brazão

Deixo a vida me levar

Deixo o tempo
esquecer as mágoas que vivi,
os desenlaces que superei,
as lutas que travei.

Deixo o tempo
lembrar as alegrias que vivi,
as tristezas que superei
e este amor que sempre viverei!

Deixo o tempo
fazer-me acreditar
em tudo o que não vejo,
mas sinto...

José Manuel Brazão

Querido amigo, Zé.

Significante demais teu texto.
Senti como se fora meu...
Tbm estou acreditando no tempo, querido,
que é benção de Deus, porque
segue curando feridas, aliviando dores.
Sinto-me fragilizada com tantas perdas,
porém não me perdi de mim.
Volto devagar, mas sempre...
 Noite de paz, anjo amigo.
Beijinho
Glórinha
Gloria Salles