**

**

Outros Blogs do meu grupo:

*

*

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Lágrima


Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por seres generosa,
uma pedra preciosa
a decorar o meu coração!

Quando penso
e penso em ti,
vem o sonho duma paixão,
sonhada, mas por viver!

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por ver
não estares ao pé de mim!

Apenas sonho
e vem a lágrima…

José Manuel Brazão

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Tu e eu nos entendemos!


Porque me tomas?
Pra que falar noutros amores...
Se entreguei aos teus carinhos
Os meus olhos que antes tristes
te olham hoje sorrindo

Numa ferida exposta em meu coração
Teu amor foi a cura,
Tuas mãos hábeis costuraram a carne
Tuas palavras doces trataram o ego

Se meu seio chama por teu corpo
Minha boca cala com teu beijo
Minha alma queima no desejo..
Pra que lembras doutros amores?
Quando tudo que meu corpo pede
o teu atende.

Anna Carvalho


[...]

Pensas em mim
e sentes
que me entendes!

Teu olhar,
carinho, ternura,
guardo no meu coração!

Dia em que não falemos,
não é dia!

Na nossa vida,
existe apenas Luz,
muita Luz!

Quando não dormes,
eu acordo.
Quando estás triste,
sinto tristeza!
Quando estás alegre,
sinto muita alegria!

Dou-te tudo o que desejas;
viveres em paz,
receberes compreensão,
carinho, afecto
e não te sentires só,
no teu mundo de sonhos
de te dares aos outros!

E afinal, quando antes
parecíamos viver alheios,
hoje vivemos momentos felizes
e temos tudo a ver um com o outro,
porque me entendes
e em nós existe um amor puro,
como a água que corre na nascente!

José Manuel Brazão

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Um amor que não partiu!

Por tempos esteve adormecido

como se tivesse partido

e nós vagueando no tempo,

na Vida por aÍ...

Mas não partiu,

e deixou uma luz,

em que nada é certo;

apenas a morte!

Vi primeiro a luz,

porque em mim

a chama nunca apagou,

nunca partiu com esse amor!

Em ti sempre ficou

o pulsar do teu coração

na procura da razão,

no refúgio em silêncio,

que doi muito,

que faz sofrer

e o amor sempre atento,

nos acorda para o anseio,

que luta

com nossos corpos

e serena as nossas almas,

abrindo o caminho

para uma nova reflexão:

Um completa o outro?

José Manuel Brazão

* Para o último amor da minha Vida *

Por ti, em ti!

Por ti
darei o Sol, a Lua,
o afecto, o carinho,
a paixão e o amor!

Em ti
ficará o homem
que vive
momentos felizes,
quando te sente,
te ama,
mas não vive sem ti!

José Manuel Brazão

Há certos poemas teus, que de tão lindos, fogem palavras a se comentar...
A poesia, a imagem e a música - Calo-me diante da beleza do conjunto.
Bjs
Luciana Silveira

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Um caminho: a Vida é mesmo assim



Viver


Existem momentos
de hesitações,
interrogações,
muitas interrogações!

Nem sempre
tenho resposta
ou solução!

Nem sempre
a voz do coração
me escuta
ou entende!

Aguardo
pelo amanhã,
com a esperança
que nem todos os dias
são iguais!

O ontem já esqueci,
o hoje estou a viver,
o amanhã está para nascer!



O Amor e o Destino

Ele e eu
sabemos quanto a amei!

Vivi
por ela e por eles,
mas a Vida
assim não quis!

Pensei em Amor,
mas não soube dar
ou não souberam receber!

Porquê?

Passo os dias
e as noites
nesta labuta com a minha mente!


Entrego-me
sem pedir nada,
apenas momentos,
que me confortem,
me sosseguem!

Uma vida percorrida,
com sofrimento,
com poucas alegrias,
com isolamento
e apenas
o Sol para me iluminar!



A minha vida anoitece

Sinto a nudez da noite,
que esfria a minha alma!

Sinto a noite perdida
entre sonhos
e imagens reais!

Sinto a noite esquecida
de outras noites belas,
de encanto, paixão,
amor,
muito amor!

Sinto a noite pervertida
causando dor
que mal aguento,
me entristece,
perdendo a alegria
que me fazia viver!

Sinto a noite
mais noite,
a minha vida anoitece…
… e não sei se amanhece!



Renascer

Nasci
para um caminho.

Cresci
a percorrê-lo
parando
aqui e acolá,
pensando
na linha da vida!

Vivi
entre hesitações,
sensações
e tentações!

Vivo
numa curva do caminho,
procurando meu destino,
sempre
com o olhar
em quem passa,
nos que vou conhecendo:
que me acarinham,
me sorriem
e nos que me amam!

Renascerei
para ser melhor,
do que fui ontem…



Amor da minha vida

Amo-te
como nunca amei!

O tempo passa
e no meu silêncio
amo a tua voz,
o teu pensamento,
o teu querer,
a tua paixão!

Vivemos
este amor ardente,
com admiração
um pelo outro,
com o desejo
de que o tempo pare
para nós saborearmos
este amor doce,
generoso
e carinhoso;
este amor único!

Seguiremos
nossos caminhos,
sempre unidos,
queridos,
como amantes
de uma só vida,
que nos uniu,
sorriu
e nos levará
até sempre,
ao pensamento
do meu e teu poema,
poema da minha vida,
da nossa vida!


José Manuel Brazão

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Bem me quer, muito...


Muitos poemas escrevi

sobre rosas (Mulheres)

e quando pensei em ti,

do malmequer me lembrei!

Desfolhando

o meu pensamento,

no bem te quero parei,

não desejando a pétala

do pouco

e muito menos

a do nada...

José Manuel Brazão

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Nunca te sentirás só!



A vida é bela,
mas nem sempre
é fácil o caminho a trilhar!

Já percorri muito
do meu caminho
com muitas curvas
e contra-curvas.

Tomei cautelas,
mas mesmo assim
elas nos enfrentam
e nem avisam!

Na tua insegurança vivida
pensa n’Ele.
eu estarei contigo
e nunca te sentirás só!

Jose Manuel Brazão

Meu coração é teu! - Poemas de amor - Poemas e Frases - Luso-Poemas


Meu coração é teu! - Poemas de amor - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Amor sem limites - Poemas de amor - Poemas e Frases - Luso-Poemas


Amor sem limites - Poemas de amor - Poemas e Frases - Luso-Poemas

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Oi amor, que saudade!

É um amor sem limites,
sem hesitação,
bebendo as tuas palavras,
a tua dedicação,
o teu amor em silêncio,
por vezes escondido,
outras vezes assumido!

Ninguém roubará
este amor que corre,
que se alimenta em nós!

Oi amor, que saudade
e prisioneiros deste amor,
com futuro desejado!

José Manuel Brazão


*Para ti, como um grande amor da minha Vida*

Open in new window

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Como te quero!


Os dias e as noites
não tinham fim!

Sem ti
minha vida
não tinha sentido!

Faltava-me a tua voz,
a tua palavra,
o teu carinho,
o teu amor!

Como te quero!

O teu sorriso
trouxe-me a Luz
que sempre nos uniu,
nos alimentou
a nossa alma!

Como me queres!

Choraste
a saudade,
a dor
do nosso amor,
que só
nós entendemos!

José Manuel Brazão

Conversa com Deus! - Outros textos - Poemas e Frases - Luso-Poemas


Conversa com Deus! - Outros textos - Poemas e Frases - Luso-Poemas

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Sem ti!


A minha vida
sem ti
não faz sentido!

Amo-te
como nunca amei,
está em mim
como parte da minha vida!

Amas
e vives esta paixão
sofrendo,
cada hora, cada dia,
como se houvesse
apenas presente!

Nosso amor
é uma rosa viçosa,
Cuidada em cada dia,
e só morrerá,
quando nós também!

José Manuel Brazão

Compreendo-te!


Hoje,
sinto-te mulher
com audácia,
autenticidade
e um coração
aberto ao mundo!

Ontem
parecias arrogante,
que o mundo era teu
e nós
que parássemos
para tu passares!

Amanhã
conquistarás
quem não te conhece,
quem não te compreende!

Eu compreendo-te…

José Manuel Brazão